16:53 11 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Atentado no centro comercial Westgate

    Grupo somali ligado à Al-Qaeda pede massacres em shopping centers do Ocidente

    © AFP 2017/ Tony KARUMBA
    Mundo
    URL curta
    0 12

    O grupo somali al-Shabab, ligado à Al-Qaeda, lançou um novo vídeo na internet exortando seus seguidores a atacar centros comerciais em países ocidentais, seguindo o exemplo do massacre de 2013 no shopping Westgate, situado na capital queniana, quando 67 pessoas foram mortas.

    "Westgate foi apenas o começo", afirma o homem mascarado que aparece no vídeo, sugerindo a possibilidade de perpetrar ataques semelhantes no Mall of America, situado no estado norte-americano de Minnesota, bem como no West Edmonton Mall, no Canadá, e na Oxford Street de Londres.

    A ameaça levou o famoso Mall of America a reforçar suas medidas de segurança, apesar de o Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos ter anunciado que não dispõe de informações a respeito de quaisquer planos críveis contra o centro comercial, contrariando inclusive uma declaração prévia do chefe da pasta, Jeh Johnson, que afirmou, no domingo (22), que os clientes do shopping deviam ser "particularmente cuidadosos" se estivessem planejando ir às compras.

    No mesmo dia, a porta-voz do Departamento de Segurança Interna, Marsha Catron, disse que os Estados Unidos não tinham conhecimento de nenhuma ameaça específica ou verossímil contra o Mall of America ou qualquer outro centro comercial no país.

    A área de Minnesota é conhecida por abrigar muitos refugiados da Somália, onde o al-Shabab defende uma implacável campanha de assassinatos contra funcionários do governo, com o objetivo de desestabilizar o país.

    Em 20 de fevereiro, dois homens-bomba do grupo terrorista que haviam voltado para a Somália, vindos da Holanda, mataram 25 pessoas em um ataque a um hotel de Mogadíscio, incluindo dois membros do Parlamento.

    Além do shopping norte-americano, o al-Shabab também citou o West Edmonton Mall, localizado na terceira cidade mais populosa do Canadá, Calgary, além de dois centros comerciais em Londres.

    Tags:
    atentado, terrorismo, Al-Qaeda, Somália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik