03:47 22 Julho 2017
Ouvir Rádio
    Bandeiras da Rússia e União Europeia

    Grécia e Chipre se mantêm na linha de frente contra as sanções antirrussas

    © Sputnik/ Vladimir Sergeyev
    Mundo
    URL curta
    Guerra de sanções entre Rússia e Ocidente (179)
    0 763231

    Chipre e Grécia certamente são parte vital de um grupo de países da União Europeia que não pararam de questionar se as sanções contra a Rússia são um instrumento eficaz de política, mantendo assim uma pragmática e construtiva voz da razão dentro do Conselho Europeu, de acordo com declarações do porta-voz do governo cipriota, Nikos Christodoulides.

    Falando à agência Sputnik, o funcionário disse que os dois países continuarão a questionar a eficácia das sanções antirrussas, bem como a apoiar uma abordagem mais pragmática para a crise ucraniana, valorizando as relações estratégicas entre Bruxelas e Moscou.

    A União Europeia impôs várias rodadas de sanções contra a Rússia desde o ano passado, alegando um suposto envolvimento do país na crise da Ucrânia. Moscou tem repetidamente negado qualquer participação no conflito interno do país vizinho, e vem pedindo um diálogo pacífico entre os lados em conflito.

    Segundo Christidoulides, Chipre é um dos países europeus que tentaram limitar o alcance das medidas restritivas, tendo entendido claramente o valor das relações entre a Rússia e a União Europeia. De acordo com o porta-voz, as autoridades cipriotas têm agido como "amigas sinceras da Federação Russa”, por meio da expressão sempre reiterada de posições realistas, racionais e pragmáticas.

    No início deste mês, o chanceler grego Nikos Kotzias ressaltou que as sanções contra a Rússia tiveram um impacto negativo sobre a economia grega, e disse que Atenas está pronta para atuar como uma mediadora na normalização das relações entre Bruxelas e Moscou.

    Tema:
    Guerra de sanções entre Rússia e Ocidente (179)
    Tags:
    sanções, Chipre, União Europeia, Grécia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik