07:46 24 Julho 2017
Ouvir Rádio
    Narendra Modi

    Premiê da Índia leiloa presentes recebidos para ajudar na limpeza do Ganges

    © AFP 2017/ SAUL LOEB
    Mundo
    URL curta
    0 20131

    Todos os presentes recebidos pelo primeiro-ministro indiano Narendra Modi durante a permanência no cargo serão colocados à venda em leilão público. Os recursos obtidos serão utilizados no programa de limpeza do rio Ganges. A decisão foi anunciada por Modi nesta quarta-feira.

    Os 3.064 presentes recebidos pelo atual premiê e ex-ministro-chefe do estado de Gujarat nos últimos 14 anos incluem 103 obras de arte de prata e ouro feitas à mão, diversos tipos de veículos, bem como centenas de relógios, medalhas, moedas, armas brancas, estatuetas de madeira e trajes nacionais no valor total de mais de 3 milhões de dólares. Segundo o premiê indiano, os recursos obtidos no leilão serão transferidos ao fundo criado para financiar a limpeza das águas do rio sagrado.

    O primeiro lote de 455 objetos já está à venda. Um dos itens de maior sucesso é o polêmico traje que Narendra Modi vestiu em encontro com Barack Obama, quando os dois assistiam aos festejos do Dia da República da Índia. A vestimenta, feita sob medida, ostenta uma estampa que forma as palavras "Narendra Modi Damodardas".

    De acordo com os meios de comunicação indianos, o traje já causou um verdadeiro frisson no leilão. O preço proposto pelas roupas do premiê já atingiu cerca de 200 mil dólares, enquanto o seu custo real é de no máximo 16 mil dólares. O valor pode subir mais ainda até o fim da oferta, que termina em 20 de fevereiro, pois o número de pretendentes é muito alto.

    O traje foi presente de Rameshkumar Bhikabhai, um empresário gujarati e amigo pessoal de Modi. O empresário enviou as vestimentas ao primeiro-ministro junto ao convite para o casamento do seu filho mais velho.

    A aparição pública de Modi neste traje provocou uma enxurrada de críticas por parte dos partidos da oposição que consideraram a conduta como antiética.

    Tags:
    Rameshkumar Bhikabhai, Narendra Modi, Gujarat, Índia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik