03:20 28 Março 2017
Ouvir Rádio
    Premiê do Canadá Stephen Harper

    Canadá amplia lista de sanções contra a Rússia

    © AFP 2017/ ABDELHAK SENNA / AFP
    Mundo
    URL curta
    Guerra de sanções entre Rússia e Ocidente (179)
    0 673110

    Na noite da quarta-feira, 18, o Canadá alargou a lista de cidadãos russos e ucranianos alvos de sanções.

    O anúncio sobre a nova "lista negra" foi publicado no site do premiê canadiano, Stephen Harper. A lista conta com 37 pessoas e 17 empresas da Rússia e Ucrânia, entre os quais o deputado cantor russo Iosif Kobzon, o diretor-geral da emissora Sputnik, Dmitry Kiselev, bom como a empresa petrolífera russa Rosneft.

    “De acordo com os nossos parceiros na União Europeia e nos Estados Unidos, o Canadá continua a responder à situação (na Ucrânia) anunciando a introdução de novas sanções contra pessoas físicas e jurídicas russas e ucranianas”, diz-se na declaração de Harper.

    A Rússia está perplexa com a notícia sobre a introdução de novas sanções por parte do Canadá,  logo após a reunião de Minsk do "Quarteto de Normandia", onde foi elaborado um conjunto de medidas para resolver o conflito ucraniano, disse o enviado especial do Ministério do Exterior russo, Anvar Azimov.

    "O lado russo encara com perplexidade a decisão das autoridades canadenses de expandir a lista de sanções", disse Azimov à agência noticiosa russa Interfax.

    "É claro que eles fazem isso no seguimento da União Europeia, o que é motivo de espanto porque elas (as sanções – Red.) apareceram após a reunião em Minsk no formato de "Quarteto de Normandia", durante o qual foi desenvolvido um pacote de medidas para resolver o conflito", acrescentou ele.

    Azimov sublinhou que a Rússia se reserva o direito de responder às novas sanções introduzidas pelo Canadá.

    Tema:
    Guerra de sanções entre Rússia e Ocidente (179)
    Tags:
    sanções, União Europeia, Canadá, EUA, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik