17:39 22 Julho 2017
Ouvir Rádio
    O ministro das Finanças grego, Yanis Varoufakis (D), conversa com seu colega irlandês Michael Noonan

    Irlanda e Eslováquia pedem que Grécia apresente demandas específicas

    © REUTERS/ Yves Herman
    Mundo
    URL curta
    0 40924

    Os ministros das Finanças da Irlanda e da Eslováquia disseram, nesta segunda-feira, que é hora de o ministro das Finanças da Grécia estabelecer demandas específicas para um acordo sobre as condições financeiras do país e alertaram que outra reunião, além da que será realizada hoje, pode ser necessária.

    Eles estão entre vários ministros das Finanças que disseram que uma extensão do atual programa de resgate da Grécia seria o melhor caminho a seguir. Esse programa vencerá no fim de fevereiro. "Eu gostaria que o ministro das Finanças da Grécia apresentasse demandas específicas…hoje", afirmou o ministro das Finanças da Irlanda, Michael Noonan, ao chegar para uma reunião, nesta tarde, em Bruxelas. "Nada durante o fim de semana pode ser descrito como um avanço."

    As autoridades da troica de credores internacional da Grécia, grupo formado pela Comissão Europeia, o Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Central Europeu (BCE) — se reuniu na sexta-feira e no sábado para discutir possíveis mudanças no atual pacote de resgate grego. Noonan disse que, embora a extensão do atual programa seja o melhor a caminho a adotar, ele não descarta um novo programa de resgate em alguma fase das negociações.

    O ministro das Finanças da Eslováquia, Peter Kazimir, afirmou que "é muito cedo" para esperar um acordo sobre a situação da Grécia na reunião desta segunda-feira. Ele pediu que o ministro das Finanças grego fale com substância e "volte à realidade econômica". Ele disse também que acredita que os ministros das Finanças da zona do euro possam ter de se reunir novamente nesta semana. Já Noonan afirmou que era possível uma outra reunião na sexta-feira.

    Enquanto isso, o ministro das Finanças da França, Michel Sapin, disse que apoiará um acordo na extensão do atual resgate da Grécia. Ele pediu uma "boa solução…que nos ofereça segurança e tempo necessários".

    A caminho da reunião de ministros, o vice-presidente da Comissão Europeia, Vladis Dombrovskis, afirmou que uma extensão do programa da Grécia era o caminho certo. Segundo ele, a extensão poderá ser necessária por uma prazo de dois meses a um ano.

    fonte: Estadão Conteudo


    Mais:

    Grécia quer novo empréstimo-ponte
    Reunião do Eurogrupo não encontra solução para o débito da Grécia
    Grécia confirma disposição de mediar relações entre União Europeia e Rússia
    Grécia: Tsipras rejeita atual acordo da dívida
    Tags:
    dívida, Eslováquia, Irlanda, Grécia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik