03:17 28 Março 2017
Ouvir Rádio
    Encontro do grupo de contato em Minsk

    RPD e RPL exigem não alinhamento da Ucrânia

    © Sputnik/ Viktor Tolochko
    Mundo
    URL curta
    Ucrânia em foco da política internacional (289)
    0 1565131

    As autoridades das Repúblicas de Donetsk e Lugansk (RPD e RPL) planejam forçar a manutenção do status de não alinhamento da Ucrânia, diz-se num comunicado conjunto dos representantes das repúblicas autoproclamadas em Minsk, Denis Pushilin e Vladislav Deinego.

    “Qualquer movimento de Kiev em direção da OTAN ou de qualquer outra aliança militar antirrussa é inaceitável para nós. Neste caso iremos imediatamente romper a colaboração com Kiev e consideraremos os acordos de Minsk como nulos”, diz-se no comunicado publicado nesta segunda-feira (16) no site da agência de notícias de Donetsk.

    Os representantes também anunciaram que irão solicitar a abolição de todas as decisões das autoridades políticas e militares da Ucrânia relativamente à declaração e manutenção da operação militar em Donbass.   

    Kiev está realizando, desde meados de abril, uma operação militar para esmagar os independentistas no leste da Ucrânia, que não reconhecem a legitimidade das novas autoridades ucranianas, chegadas ao poder em resultado do golpe de Estado ocorrido em fevereiro de 2014 em Kiev. Segundo os últimos dados da ONU, mais de 5.000 civis já foram vítimas deste conflito.

    Desde 9 de janeiro, a intensidade dos bombardeios na região aumentou, bem como o número de vítimas do conflito. Isto fez regressar ambas as partes às negociações. 

    O novo acordo de paz, acordado previamente entre os líderes da Rússia, da Ucrânia, da França e da Alemanha, inclui um cessar-fogo global no leste da Ucrânia, que deve entrar em vigor no próximo domingo (15). Segundo o acordo, o armistício deve ser seguido pela retirada das armas pesadas da zona de conflito, operação que deve começar "o mais tardar no segundo dia do cessar-fogo e estar concluída no prazo de 14 dias".


    Tema:
    Ucrânia em foco da política internacional (289)

    Mais:

    Secretário-geral da ONU está preocupado com continuação de hostilidades em Debaltsevo
    Tags:
    Acordos de Minsk, OTAN, Donbass, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik