04:49 25 Março 2017
Ouvir Rádio
    Militantes do Estado Islâmico na Síria

    Noruega teme consequências da rivalidade entre EI e Al-Qaeda

    © AFP 2017/ ARIS MESSINIS
    Mundo
    URL curta
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)
    0 47731

    Inteligência norueguesa declarou que a rivalidade entre os dois maiores grupos terroristas pode levar a mais ataques.

    A agência de inteligência estrangeira da Noruega declarou hoje que a rivalidade entre o Estado Islâmico e a Al-Qaeda tem aumentado nos últimos tempos e pode levar a mais ataques terroristas no Ocidente.

    Conforme explicou o tenente-general Kjell Grandhagen, os dois grupos extremistas estão lutando para garantir novos recrutas, apoio financeiro e liderança ideológica entre os jihadistas, em uma briga pela supremacia. Segundo ele, desde os ataques de 11 de setembro de 2001, nos Estados Unidos, a Al-Qaeda vem produzindo uma série de afiliados. E, entre eles, está justamente o EI, que apareceu originalmente como um braço da Al-Qaeda no Iraque, mas hoje já rivaliza com a organização mais antiga.

    Grandhagen alertou que, além de a Líbia ter se transformado em um verdadeiro paraíso para os jihadistas no Norte da África, grupos de diversos países árabes têm prometido fidelidade ao Estado Islâmico. Com isso, as nações europeias engajadas nos combates liderados por Washington na Síria passam a enfrentar grandes ameaças, inclusive dos próprios europeus que hoje estão lutando ao lado dos terroristas no Oriente Médio.

    Tema:
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)

    Mais:

    Cerca de 20 mil estrangeiros já se juntaram ao Estado Islâmico
    Casa Branca confirma morte de americana raptada pelo Estado Islâmico
    Tags:
    terrorismo, Al-Qaeda, Estado Islâmico, Noruega
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik