17:51 12 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Imagem do navio de cruzeiro Costa Concordia naufragado na Itália

    Capitão do Costa Concórdia é condenado a 16 anos de prisão

    © REUTERS/ Stringer/Files
    Mundo
    URL curta
    0 11

    O capitão do navio Costa Concórdia, que naufragou em janeiro de 2012 e causou a morte de 32 pessoas, foi condenado nesta quarta-feira a uma pena de 16 anos de prisão pela acusação de homicídio.

    A sentença pôs fim a um processo que está tramitando desde julho de 2013. A promotoria defendia a tese de que Francesco Schettino agiu de maneira "irresponsável" e pediu que o tribunal o condenasse a 26 anos e três meses de prisão.

    Schettino não estava presente quando o juiz Giovanni Puliatti leu o veredicto. Durante o julgamento, o ex-capitão alegou ao tribunal que estava sendo "sacrificado" para salvaguardar os interesses econômicos do dono da embarcação.

    Francesco Schettino foi acusado de homicídio culposo pela morte de 32 passageiros e tripulantes, bem como por ter causado o naufrágio e por ter abandonado o navio quando a maior parte dos 4.200 passageiros ainda estava a bordo.

    Cinco empregados da Costa Crociere, dona do navio, incluindo quatro membros da tripulação, chegaram a um acordo com as autoridades. Nenhum deles foi preso.

    Fonte: Estadão Conteudo

    Tags:
    naufrágio, Costa Concordia, Costa Crociere, Itália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik