22:11 13 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Debaltsevo

    Homem que ideou atentado contra Putin é nomeado chefe de batalhão ucraniano

    © AFP 2017/ ALEKSEY CHERNYSHEV
    Mundo
    URL curta
    Ucrânia: campo de batalha (286)
    0 64

    Adam Osmayev, checheno residente na Ucrânia que tinha sido acusado, em 2012, de preparação de um atentado contra Vladimir Putin, chefiará o "batalhão pacificador Dzhokhar Dudayev", que combate juntamente com o exército ucraniano contra as milícias independentes do Donbass após a morte de Isa Munayev.

    Esta nomeação vem um dia depois da morte do chefe anterior desta unidade, Isa Munayev. Segundo o deputado ucraniano Konstantin Grishin, que teve o pseudônimo de "comandante Semyon Semenchenko" enquanto chefe de batalhão Donbass durante a operação antiterrorista de Kiev, Munayev foi morto durante uma tentativa de romper o cerco das milícias perto de Debaltsevo.

    A morte de Munayev foi confirmada por Amina Okueva, que se auto-intitula "oficial para relações públicas do batalhão pacificador internacional Dzhokhar Dudayev".

    Adam Osmayev tinha sido acusado, em 2012, de preparação de um atentado contra o presidente da Rússia, Vladimir Putin. Ele foi detido em 4 de fevereiro de 2012 em Odessa, junto com Ilia Pianzin, cidadão do Cazaquistão, após uma explosão inesperada de um artifício preparado para testar o atentado. Outro homem oriundo da Chechênia, Ruslan Madayev, morreu durante o acidente.

    No ano passado, Osmayev evitou acusações formais de terrorismo e foi condenado a dois anos e nove meses de prisão, prazo que já tinha cumprido durante o inquérito. Logo depois, inscreveu-se no batalhão chefiado por Isa Munayev.

    O batalhão Dzhokhar Dudayev é uma unidade de combate que não faz parte do exército ucraniano. Há poucos registros de combates com a sua participação, apesar de declarações que os seus dirigentes fazem periodicamente. O nome do batalhão homenageia um general soviético que proclamou, em 1991, a criação da República Chechena de Ichkéria, nunca reconhecida por nenhum Estado, e que foi um dos principais participantes da Primeira Guerra da Chechênia (1994-1996).

    Tema:
    Ucrânia: campo de batalha (286)

    Mais:

    Casa Branca se diz contra fornecimento de armas letais à Ucrânia
    Chomsky: drones dos EUA são “campanha terrorista mais extrema dos tempos modernos”
    Tags:
    Adam Osmayev, Ucrânia, Donbass
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik