15:07 27 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Canhão antitanque M-42: sempre na linha de frente
    © Sputnik

    Tendo entrado em ação em meados de Segunda Guerra Mundial, o canhão antitanque M-42 continuou em produção e uso até 1946.

    O surgimento de tanques Pz Kpfw III e IV na Frente Oriental fez com que o comando soviético tomasse medidas de resposta, rearmando as unidades de artilharia antitanque do Exército Vermelho com equipamento mais potente. Entretanto, o aperfeiçoamento de equipamento já existente, em vez da criação de armas novas, permitiu criar peças de artilharia mais potentes sem diminuição dos ritmos de produção.

    O canhão antitanque M-42 foi exatamente o caso, era produto de modernização do canhão 53-K. Entre outros aperfeiçoamentos, foi alongado o cano da peça e alterada a munição, o que permitiu aumentar a velocidade inicial do projétil.

    Mais:

    Lendária submetralhadora PPSh-41 da 2ª Guerra Mundial
    Primeiro canhão superpotente Malka entra em serviço no Exército russo
    VÍDEO mostra novo teste de canhão de longo alcance do Exército dos EUA
    Tags:
    Segunda Guerra Mundial, canhão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar

    Mais infográficos