04:32 24 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Hoje atualizado
    URL curta
    0 120
    Nos siga no

    Bom dia! A Sputnik Brasil está acompanhando as matérias mais relevantes desta segunda-feira (9), marcada pelos resultados históricos do Brasil nos Jogos Olímpicos, pelo 76º aniversário do bombardeio de Nagasaki e pelo gigantesco incêndio na Califórnia.

    SP estabelece vacinação obrigatória para servidores municipais

    No sábado (7), a prefeitura de São Paulo anunciou a decisão de obrigar servidores e empregados municipais a receberem a vacina anti-COVID-19. A obrigatoriedade será aplicada a funcionários na administração direta, em autarquias e em fundações, elegíveis nos grupos de vacinação estabelecidos nos calendários oficiais. O decreto referido foi publicado no Diário Oficial do Município. Conforme o documento, a recusa será aceita apenas no caso de justificativa médica. "Os direitos à vida e à saúde contemplados nos artigos 5°, 6° e 196 da Constituição Federal devem prevalecer em relação à liberdade de consciência e de convicção filosófica individual", indica o decreto, citado pelo jornal Correio Braziliense. Nos demais casos, a recusa vai ser considerada falta disciplinar. No entanto, a medida é declarada não ser feita à força e sem o consentimento do funcionário. A determinação da prefeitura de SP levou em consideração decisões do STF do ano passado de que estados e município podem adotar medidas de imunização compulsória. Entretanto, o Brasil confirmou mais 388 mortes e 13.691 casos de COVID-19, totalizando 563.470 óbitos e 20.162.837 diagnósticos da doença, informou o consórcio entre secretarias estaduais de saúde e veículos de imprensa.

    Funcionária de saúde prepara seringa com vacina da AstraZeneca durante campanha de vacinação no Complexo da Maré, Rio de Janeiro, 29 de julho de 2021
    © AP Photo / Bruna Prado
    Funcionária de saúde prepara seringa com vacina da AstraZeneca durante campanha de vacinação no Complexo da Maré, Rio de Janeiro, 29 de julho de 2021

    Paraná: 30 policiais militares suspeitos de ajudar contrabandistas do Paraguai

    Áudios obtidos pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) e pela Corregedoria da PM apontam para um esquema de cobrança de propina e venda de mercadorias ilegais por policiais militares no estado, informou ontem (8) o portal G1. Nos últimos dois meses, 30 policiais foram presos no Paraná suspeitos de ajudar contrabandistas vindos do Paraguai. A operação Força e Honra, iniciada em junho, revela que os integrantes do esquema faturaram mais de R$ 10 milhões com propina e criaram até uma loja para revender os produtos desviados, como perfumes, eletrônicos, armas e drogas. Os policiais suspeitos apresentavam à Receita Federal apenas uma pequena parte do que era apreendido. Entre os presos está o capitão Rodrigo dos Santos Pereira, ex-comandante da 4ª Companhia da Polícia Rodoviária do Paraná. As investigações indicam que ele recebia pagamentos mensais para encobrir os atos de corrupção e ajustar a escala dos patrulheiros no posto policial.

    Carros da Polícia Militar em Curitiba, Paraná, junho de 2021
    © Folhapress / Ernani Ogata/Código 19
    Carros da Polícia Militar em Curitiba, Paraná, junho de 2021

    Fechamento das Olimpíadas: Brasil fica na melhor posição da história em Tóquio

    O presidente do Comitê Olímpico Internacional, Thomas Bach, declarou fechados neste domingo (8) os Jogos Olímpicos Tóquio 2020. "Declaro fechados os Jogos da XXXII Olimpíada e, seguindo a tradição, convido a juventude do mundo a se reunir dentro de três anos em Paris para celebrar conosco os Jogos da XXXIII Olimpíada", anunciou o chefe do COI no estádio olímpico de Tóquio. Adiados por um ano devido à pandemia, os Jogos Tóquio 2020 se realizaram finalmente de 23 de julho a 8 de agosto de 2021 em meio às estritas restrições sanitárias. O programa olímpico incluiu 339 eventos em 33 esportes, inclusive cinco novas disciplinas: beisebol/softbol, caratê, skate, escalada e surf, e 15 novos eventos no âmbito dos esportes existentes. Os Estados Unidos terminaram na primeira posição no quadro de medalhas, com 39 de ouro, 41 de prata e 33 de bronze, seguidos pela China (38-32-18) e pelo Japão (27-14-17). A equipe da Rússia acabou no quinto lugar, com 20 medalhas de ouro, 28 de prata e 23 de bronze. Os atletas russos ganharam o maior número de medalhas – 71 no total – desde as Olimpíadas de 2004 em Atenas. O Brasil fechou os Jogos com a melhor posição da história na tabela de medalhas, ganhando 21 pódios, entre eles sete ouros, seis pratas e oitos bronzes. O país ficou no 12º posto nos jogos Tóquio 2020, subindo uma posição em comparação com os Jogos Olímpicos do Rio 2016.

    Fogos de artifício sobre o Estádio Nacional durante a cerimônia de fechamento dos jogos Olímpicos Tóquio 2020, Japão, 8 de agosto de 2021
    © AP Photo / Kiichiro Sato
    Fogos de artifício sobre o Estádio Nacional durante a cerimônia de fechamento dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020, Japão, 8 de agosto de 2021

    Incêndio devastador Dixie no estado da Califórnia reconhecido 2º maior na história da região

    O Incêndio Dixie no norte da Califórnia, EUA, alastrou e se tornou o segundo maior incêndio florestal na história do estado, disseram as autoridades no domingo (8), com três pessoas relatadas desaparecidas e milhares fugindo do avanço das chamas. Até domingo (8), o fogo destruiu 198.007 hectares, cobrindo agora uma área maior do que Los Angeles. O incêndio Dixie é o maior incêndio ativo nos Estados Unidos, mas apenas um dos 11 principais na Califórnia. Durante o final de semana, ele ultrapassou o incêndio Mendocino em 2018. Um dos residentes contou à AFP: "Era como dirigir para fora de uma zona de guerra que você vê em um filme". No sábado (7), o governador Gavin Newsom visitou os restos carbonizados de Greenville. Ele disse que as autoridades têm que dedicar mais recursos para a gestão das florestas e prevenção de incêndios, mas adicionou que "as secas estão ficando mais graves, está mais quente do que nunca esteve [...] Temos de reconhecer já que são incêndios provocados pelo clima", tendo agradecido às equipes que lutam contra as chamas. As mudanças climáticas amplificam as secas, criando condições ideais para a propagação de incêndios florestais, que provocam danos materiais e ambientais sem precedentes. O Dixie, que deixou três bombeiros feridos, permaneceu no domingo (8) 21% contido, sem mudanças em relação ao dia anterior, conforme o site CalFire. As equipes de resgate estimam que o incêndio, que começou em 13 de julho, só será totalmente extinto daqui a duas semanas.

    Nagasaki marca aniversário de bombardeio atômico com cerimônia sombria

    A cidade japonesa de Nagasaki comemorou na segunda-feira (9) os 76 anos de sua destruição pela bomba atômica lançada pelos Estados Unidos, enquanto o prefeito chamou a comunidade global a elaborar novo tratado de proibição de armas nucleares. O bombardeio atômico de Nagasaki matou 74 mil pessoas, três dias após primeira bomba atômica ter atingido a cidade de Hiroshima. Os dois ataques deram ao Japão a triste distinção de ser o único país atacado por armas nucleares. Sobreviventes e dignitários estrangeiros fizeram uma oração silenciosa às 11h02 locais (23h02, horário de Brasília), a hora exata em que a segunda e última arma nuclear usada em tempo de guerra foi lançada. A cerimônia foi a primeira desde que o Tratado sobre a Proibição de Armas Nucleares entrou em vigor, no dia 22 de janeiro de 2021. "Os líderes mundiais devem se comprometer com a redução das armas nucleares e construir a confiança através do diálogo, e a sociedade civil deve empurrá-los nessa direção", disse o prefeito de Nagasaki, Tomihisa Taue. O Tratado, adotado em 7 de julho de 2017, entrou em vigor após ser ratificado por 50 Estados-membros, a quantidade mínima exigida. O documento não foi assinado por países com arsenais nucleares, mas ativistas acreditam que ele terá um efeito dissuasor. O Japão também não o assinou, dizendo que o acordo não tem qualquer peso sem a participação dos Estados nucleares. O país está também em uma posição delicada, uma vez que permanece sob a égide dos EUA no domínio nuclear, com os EUA sendo responsáveis por sua defesa. "Como único país que sofreu bombardeios atômicos durante a guerra, é nossa missão imutável promover firmemente os esforços da comunidade internacional, passo a passo, rumo a um mundo livre de armas nucleares", disse durante a cerimônia o premiê do Japão, Yoshihide Suga.

    Pombas voam sobre a Estátua da Paz no Parque da Paz de Nagasaki durante a cerimônia comemorativa do 76º aniversário de bombeiro de Nagasaki, Japão, 9 de agosto de 2021
    © REUTERS / KYODO
    Pombas voam sobre a Estátua da Paz no Parque da Paz de Nagasaki durante a cerimônia comemorativa do 76º aniversário de bombeiro de Nagasaki, Japão, 9 de agosto de 2021

    Avanços do Talibã: militantes capturam 5 capitais provinciais do Afeganistão

    O Talibã (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) tomou o controle sobre mais uma capital provincial do Afeganistão, Taloqan, centro da província de Takhar, informou uma personalidade oficial. A queda da cidade foi a última de uma ofensiva do movimento em meio à retirada de tropas norte-americanas e da OTAN do solo afegão. No domingo (8), os talibãs anunciaram a captura das cidades de Kunduz, Sar-e Pul e de uma série de territórios ao redor. Kunduz, capital da província do mesmo nome no norte do país, é uma das maiores cidades do Afeganistão, com uma população de mais de 340.000 habitantes, e foi uma área-chave defendida contra a tomada do poder pelos talibãs pelas tropas ocidentais ao longo dos anos. Ontem (8), os talibãs colocaram sua bandeira na praça principal da cidade, onde foi vista esvoaçando sobre um estande da polícia de trânsito. No sábado (7), os Estados Unidos enviaram aviões B-52 para o Afeganistão, tendo bombardeado posições do Talibã no norte do país. Os militantes do Talibã têm avançado por todo o Afeganistão nos últimos meses, supostamente capturando mais de 90% do território afegão - informação contestada por Cabul.

    Mais:

    Submarinos nucleares da China são flagrados seguindo porta-aviões do Reino Unido, afirma mídia
    COVID-19: seguindo exemplo da Sputnik V, estudo indiano mostra benefícios de 'coquetel de vacina'
    Desonesta e prejudicial: ex-chefe da inteligência americana define China como 'principal ameaça'
    Tags:
    Brasil, vacinação, Paraná, incêndio, Califórnia, Olimpíada, Olimpíadas, Tóquio, Olimpíadas de Tóquio 2020, Thomas Bach, Japão, Talibã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar