20:02 16 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Hoje atualizado
    URL curta
    1140
    Nos siga no

    Bom dia! A Sputnik Brasil está acompanhando as matérias mais relevantes desta sexta-feira (30), marcada pelo incêndio em um galpão da Cinemateca Brasileira, pela restauração do acordo de tropas Filipinas-EUA e pela operação médica da esposa de Joe Biden.

    'Rio de Novo': RJ anuncia plano de reabertura da cidade

    Na tarde desta quinta-feira (29), o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, anunciou o plano para flexibilização das restrições da COVID-19 e para a retomada das atividades na capital. A campanha, designada como "Rio de Novo, um ano de reencontros", prevê a vacinação completa de 90% da população adulta da cidade até 15 de novembro. Essa data vai marcar a suspensão do uso obrigatório de máscaras no Rio de Janeiro, com exceção de transporte público e hospitais. Além disso, Paes anunciou um feriado municipal de quatro dias – de 2 a 5 de setembro – para celebração em espaço público. O calendário também prevê a reabertura de estádios e boates às pessoas vacinadas, e a liberação de atividades em locais fechados. Além disso, hoje (30), foi divulgada uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) em parceria com o Instituto FSB, que mostra que 90% dos brasileiros querem se vacinar com qualquer vacina contra o coronavírus. Os autores do estudo sugerem que os brasileiros veem avanços na campanha de imunização no país. Entretanto, o Brasil confirmou mais 1.354 mortes e 41.393 casos de COVID-19, totalizando 554.626 óbitos e 19.838.909 diagnósticos da doença, informou o consórcio entre secretarias estaduais de saúde e veículos de imprensa.

    Manifestante participa de protesto contra o presidente Jair Bolsonaro no Rio de Janeiro, 24 de julho de 2021
    © AFP 2021 / Carl de Souza
    Manifestante participa de protesto contra o presidente Jair Bolsonaro no Rio de Janeiro, 24 de julho de 2021

    Incêndio atinge galpão da Cinemateca Brasileira em São Paulo

    Na noite de quinta-feira (29), um incêndio atingiu um depósito da Cinemateca Brasileira na Vila Leopoldina, na zona oeste de São Paulo. Os bombeiros, que receberam o alerta de fogo por volta das 18h00 de ontem (29), já conseguiram controlar as chamas. Não foram registradas vítimas. A Secretaria Especial de Cultura, responsável pela gestão do órgão, disse que "lamenta profundamente e acompanha de perto o incêndio que atinge um galpão da Cinemateca Brasileira". A Polícia Federal foi pedida a apurar as causas do incidente. Conforme informações preliminares, o fogo foi provocado durante a manutenção do ar condicionado em uma das salas do edifício, por empresa terceirizada, de acordo com o jornal Folha de São Paulo. Segundo a mídia, o Ministério Público Federal alertou várias vezes sobre o risco de incêndio na Cinemateca desde julho de 2020, "principalmente em relação aos filmes de nitrato". Entretanto, o secretário especial de Cultura, Mario Frias, e seu braço direito, André Porciuncula, da secretaria responsável pela administração da Cinemateca, participam da Conferência dos Ministros da Cultura do G20. Até o momento, eles não comentaram o incêndio.

    Cinemateca na Vila Leopoldina pega fogo em São Paulo, 29 de julho de 2021
    © Folhapress / Ronaldo Silva/Futura Press
    Cinemateca na Vila Leopoldina pega fogo em São Paulo, 29 de julho de 2021

    Presidente das Filipinas restaura totalmente pacto de tropas com EUA

    O presidente filipino Rodrigo Duterte restaurou o pacto que regula a presença de tropas americanas no país, anunciaram os ministros da Defesa de ambos os países nesta sexta-feira (30). O Acordo sobre as Forças Visitantes (VFA, na sigla em inglês) prevê regras para a rotação de milhares dos EUA dentro e fora das Filipinas para exercícios militares. Este acordo assumiu importância adicional em uma época em que os Estados Unidos e seus aliados "lidam com uma China cada vez mais assertiva", segundo a Reuters. Em fevereiro de 2020, Manila notificou Washington sobre o término do VFA. O secretário da Defesa filipino, Delfin Lorenzana, disse que não sabe exatamente por que Duterte tinha mudado sua posição, mas a decisão foi tomada após o encontro com o secretário de Defesa americano Lloyd Austin em Manila na quinta-feira (29). O porta-voz do presidente filipino, Harry Roque, comentou depois que a decisão de Duterte "se baseou em manter o principal interesse estratégico das Filipinas [...] e esclarece a posição dos EUA sobre suas obrigações e compromissos no âmbito do Tratado de Defesa Mútua". Austin, por sua vez, declarou durante coletiva de imprensa com o colega filipino que "isso nos dá segurança para avançar, podemos fazer planejamento de longo prazo e fazer diferentes tipos de exercícios", agradecendo ao ministro da Defesa das Filipinas pela "restauração completa" do acordo.

    Secretário de Defesa dos EUA Lloyd Austin (à esquerda) saúda o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas das Filipinas, general Cirilito Sobejana (à direita) e o ministro da Defesa filipino Delfin Lorenzana (no centro), Manila, 30 de julho de 2021
    © AFP 2021 / Rolex Dela Pena
    Secretário de Defesa dos EUA Lloyd Austin (à esquerda) saúda o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas das Filipinas, general Cirilito Sobejana (à direita) e o ministro da Defesa filipino Delfin Lorenzana (no centro), Manila, 30 de julho de 2021

    Rússia se diz pronta a restabelecer diálogo com Países Baixos

    Moscou está pronta para restabelecer o diálogo com Haia já que não considera normal a situação atual nas relações bilaterais, declarou o embaixador russo nos Países Baixos, Aleksandr Shulgin. As relações entre os dois Estados se agravaram em 2014, após a queda do avião da Malaysia Airlines MH17 no leste da Ucrânia. Um grupo de investigação do acidente, liderado pelo Ministério Público holandês, sem participação da Rússia, alegou que o avião teria sido atacado por mísseis das forças russas. Moscou refuta veementemente todas as acusações sobre seu envolvimento na queda do avião. "As relações bilaterais se deterioraram e agora estão em um estado deplorável. O diálogo político foi suspenso e os contatos ao nível dos MRE dos dois países são mínimos. Os laços interparlamentares estão congelados", disse o embaixador comentando o caso. "Ao mesmo tempo, é óbvio que as empresas holandesas estão interessadas em trabalhar com a Rússia, mas receiam ações imprevisíveis das próprias autoridades. Nós, por nossa parte, estamos prontos para restaurar o diálogo. Haia sabe disso muito bem. Não consideramos normal o estado atual da situação", acentuou o diplomata.

    Parentes recordam vítimas da queda do avião da Malaysia Airlines, no Parque Vijfhuizen, Países Baixos, 17 de julho de 2021
    © AFP 2021 / Sander Koning / ANP
    Parentes recordam vítimas da queda do avião da Malaysia Airlines, no Parque Vijfhuizen, Países Baixos, 17 de julho de 2021

    Primeira-dama dos EUA faz operação cirúrgica

    A primeira-dama dos Estados Unidos, Jill Biden, sofreu um procedimento médico nesta quinta-feira (29), para remover detritos alojados em uma ferida no pé esquerdo. Conforme o porta-voz de Jill Biden, Michael LaRosa, o procedimento passou "com sucesso". A primeira-dama estava passeando em uma praia no Havaí no final de semana, visitando a base militar Pearl Harbor, quando pisou em um objeto que ficou em seu pé, contou o porta-voz. "Após inspeção da ferida pelo médico, não é claro o objeto que causou a perfuração", segundo suas palavras. "A ferida agora está limpa, livre de infecção e prevê-se que recupere bem". O procedimento foi realizado no Centro Médico Nacional Militar Walter Reed. O presidente Joe Biden, por sua vez, após um discurso na Casa Branca, dirigiu-se ao hospital. De acordo com o próprio Joe Biden, ele encerrou o evento para se reunir com a esposa. "Eu quero saber mais sobre isso. É por isso que estou partindo", disse o presidente em resposta a uma pergunta sobre o estado de saúde da primeira-dama.

    Presidente dos EUA Joe Biden sai do hospital onde sua esposa Jill está passando por procedimento médico, EUA, 29 de julho de 2021
    © REUTERS / Evelyn Hockstein
    Presidente dos EUA Joe Biden sai do hospital onde sua esposa Jill está passando por procedimento médico, EUA, 29 de julho de 2021

    Carro se choca com terraço de bar em Paris, deixando 1 morto e 6 feridos

    Uma pessoa morreu e mais seis ficaram feridas depois que um carro colidiu com o terraço de um bar em Paris, disse a polícia à Sputnik. "Seis ficaram feridos, um deles está na terapia intensiva. Estamos falando do passageiro do carro", informou a polícia. Na tarde desta quinta-feira (29), a emissora francesa BFM TV reportou o acidente, citando fontes próximas à investigação. A colisão aconteceu por volta das 23h00 do horário local (18h00 em Brasília) na rua Sauffroy, no 17º distrito da capital francesa, de acordo com mídias. Uma das vítimas está em estado crítico. O motorista fugiu, deixando o carro no local, disse a BFM TV. A polícia está atualmente operando na área. De acordo com os dados preliminares, foi um acidente. O motorista provavelmente estava em excesso de velocidade e perdeu o controle, de acordo com a polícia. Uma parte da rua permanece bloqueada para investigação.

    Mais:

    Rússia conduzirá lançamentos de mísseis antitanque a partir do drone de ataque Orion
    Pequim faz exercícios militares no mar do Sul da China em meio à chegada de porta-aviões britânico
    Dois tripulantes morrem em ataque a navio israelense na costa de Omã
    Tags:
    Brasil, Filipinas, Rodrigo Duterte, Joe Biden, rio de janeiro, incêndio, Lloyd J. Austin, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar