17:08 31 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Hoje atualizado
    URL curta
    0 301
    Nos siga no

    Bom dia! A Sputnik Brasil está acompanhando as matérias mais relevantes desta terça-feira (13), marcada pela nova cepa da COVID-19 confirmada no Brasil, pelos tumultos na África do Sul e pelo incêndio em um hospital do Iraque.

    Copa América traz nova cepa da COVID-19 para o Brasil

    Nesta segunda-feira (12), o governo de Mato Grosso confirmou ter identificado a presença de uma nova variante do coronavírus em Cuiabá, após os jogos da Copa América. Dois integrantes das delegações da Colômbia e Equador, participantes dos jogos na capital, foram diagnosticados com a cepa colombiana B.1.621. Os infectados estavam assintomáticos, mas sob monitoramento de médicos dos times. Conforme o governo, eles permanecem em quarentena, isolados no hotel onde se hospedaram durante os jogos. A prefeitura de Cuiabá afirmou que, caso necessário, será realizada uma investigação com exames de todos os funcionários do hotel que contataram com os quartos utilizados para isolamento dos infectados. A Arena Pantanal em Cuiabá recebeu cinco jogos da Copa América. Entretanto, o Brasil confirmou mais 765 mortes e 18.824 casos da COVID-19, totalizando 534.311 óbitos e 19.105.008 diagnósticos da doença, informou o consórcio entre secretarias estaduais de saúde e veículos de imprensa.

     Funcionário da Conmebol realiza desinfecção antes do jogo entre o Uruguai e o Chile na Arena Pantanal, Cuiabá, 21 de junho de 2021
    © AFP 2021 / DOUGLAS MAGNO
    Funcionário da Conmebol realiza desinfecção antes do jogo entre o Uruguai e o Chile na Arena Pantanal, Cuiabá, 21 de junho de 2021

    Presidente confirma que Luís Miranda entregou papéis sobre a Covaxin

    Ontem (12), o presidente Jair Bolsonaro confirmou que o deputado Luís Miranda entregou para ele "papéis" sustentando a denúncia sobre indícios de corrupção na compra da vacina indiana Covaxin. Ao sair do encontro com o presidente do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, Bolsonaro declarou: "Deixou uns papéis lá, não entrei com profundidade se era 'invox' [invoice], se não era. Os papéis que ele deixou lá eu passei pra frente isso daí", cita o portal UOL. Luís Miranda reagiu à declaração do presidente divulgando uma nota em que disse que suas palavras ratificam suas denúncias e adicionou que "a demora na confirmação da verdade que trouxemos nos colocou no epicentro de uma crise que não provocamos. Nosso combate sempre foi contra a corrupção". Em depoimento à CPI da Covid, os irmãos Miranda afirmaram que Luís Miranda sofreu pressão para agilizar o processo da compra da Covaxin e que eles relataram o caso a Bolsonaro em março deste ano.

    Presidente Jair Bolsonaro durante coletiva de imprensa após reunião no Supremo Tribunal Federal, Brasília, 12 de julho de 2021
    © REUTERS / Adriano Machado
    Presidente Jair Bolsonaro durante coletiva de imprensa após reunião no Supremo Tribunal Federal, Brasília, 12 de julho de 2021

    África do Sul: tumultos a favor do ex-presidente atingem maior cidade do país

    Os participantes de tumultos na África do Sul construíram barricadas no centro de Joanesburgo, a maior cidade do país, informou nesta segunda-feira (12) o canal de televisão local eNCA, citando o representante da polícia da cidade, Wayne Minnaar. A violência eclodiu após o Tribunal Constitucional ter recebido um pedido para rever sua decisão histórica de prender o ex-presidente sul-africano Jacob Zuma por desacato ao tribunal. Em 29 de junho, Zuma, de 79 anos, foi condenado a 15 meses de prisão e começou a cumprir a sentença na semana passada, em 8 de julho, o que provocou manifestações em massa. Na segunda-feira (12), o atual presidente do país, Cyril Ramaphosa, disse que os distúrbios que assolam o país são sem precedentes na África do Sul pós-apartheid, tendo enviado tropas para ajudar a polícia a esmagar a violência e impedir os saques. Os soldados foram enviados às ruas das duas províncias mais populosas: Gauteng, que abriga o centro econômico do país – Joanesburgo, e Kwazulu-Natal, a província natal de Zuma. Até o momento, de acordo com a AFP, dez pessoas morreram, algumas sofreram ferimentos de bala e 489 pessoas foram detidas.

    Manifestantes no exterior de centro comercial e perto de barricada em chamas em Durban, África do Sul, 12 de julho de 2021
    © AP Photo / Andre Swart
    Manifestantes no exterior de centro comercial e perto de barricada em chamas em Durban, África do Sul, 12 de julho de 2021

    Inteligência da Venezuela detém opositor por suposta ligação com paramilitares

    A Procuradoria-Geral da Venezuela anunciou, nesta segunda-feira (12), a detenção do opositor Freddy Guevara, acusado do terrorismo, conspiração criminosa e traição. "Nesta segunda feira, dia 12 de julho, o Ministério Público solicitou mandado de prisão contra Freddy Guevara que foi detido pelo SEBIN [Serviço Bolivariano de Inteligência Nacional] devido a sua ligação com grupos extremistas e paramilitares associados ao governo colombiano", diz um comunicado do procurador-geral Tarek William Saab. Guevara será acusado de terrorismo, de minar a ordem constitucional e de conspiração para cometer crime e traição. Em janeiro de 2019, a Venezuela mergulhou em uma crise política quando o ex-presidente da Assembleia Nacional do país, controlada pela oposição, Juan Guaidó, se proclamou presidente interino, em uma tentativa de expulsar o presidente reeleito Nicolás Maduro do poder. Guevara, por sua vez, era vice-presidente da Assembleia naquela época e agora ocupa o cargo de coordenador nacional do partido opositor Vontade Popular.

    Líder da oposição da Venezuela, Juan Guaidó, em Caracas, Venezuela, 12 de julho de 2021
    © REUTERS / Leonardo Fernandez Viloria
    Líder da oposição da Venezuela, Juan Guaidó, em Caracas, Venezuela, 12 de julho de 2021

    Incêndio em hospital no Iraque mata 54 pessoas

    O incêndio no hospital universitário Al-Hussein na cidade de Nassíria, no sul do Iraque, subiu para 54, anunciou nesta terça-feira (13) o Departamento de Saúde da província de Dhi Qar. "O número de vítimas do incêndio no Hospital Imam Hussein em Nassíria atingiu 54", diz o comunicado. Os médicos disseram que o número de mortos pode aumentar, já que muitos pacientes ainda estão desaparecidos. Havia pelo menos 63 pacientes na enfermaria quando o incêndio começou. As autoridades informaram que o incêndio foi causado por um curto-circuito elétrico, sem detalhar mais. Um outro funcionário oficial disse que o fogo irrompeu quando um cilindro de oxigénio explodiu. Porém, o Ministério da Saúde do Iraque ainda não determinou a causa exata do incêndio. "Um incêndio violento prendeu muitos pacientes dentro da enfermaria e as equipes de resgate estão lutando para alcançá-los", disse um profissional da saúde à agência Reuters antes de entrar no prédio em chamas.

    Pessoas fazem fotos do incêndio no hospital iraquiano em Nassíria, 12 de julho de 2021
    © AFP 2021 / ASAAD NIAZI
    Pessoas fazem fotos do incêndio no hospital iraquiano em Nassíria, 12 de julho de 2021

    Rússia acompanha situação 'terrível' no Haiti, diz MRE russo

    A representante oficial do MRE russo, Maria Zakharova, anunciou, nesta terça-feira (13), que Moscou está acompanhando a situação no Haiti, após o assassinato do presidente haitiano. A declaração foi feita ao mesmo tempo que a emissora CNN informou, citando suas fontes, que alguns dos detidos após o assassinato de Jovenel Moïse eram informantes de forças de segurança dos EUA, incluindo do Departamento Federal de Investigação. "Nós, sem dúvida, estamos monitorando essa situação. Tenho recebido nos últimos dias relatos sobre esses materiais. E surge uma imagem em princípio terrível de nossos parceiros ocidentais, não apenas dos Estados Unidos, mas do Ocidente em geral", afirmou Zakharova no programa Solovyev Live, transmitido no YouTube. Na manhã de quarta-feira (7), Jovenel Moïse, presidente do Haiti, foi assassinado a tiros em sua residência. De acordo com a Polícia haitiana, o ato foi perpetrado por um grupo de 28 mercenários, 26 dos quais eram colombianos e dois haitianos-americanos. 17 deles já foram detidos.

    Mais:

    Soldados chineses entram em território indiano para interromper celebrações do Dalai Lama em Ladakh
    Com receio da variante Delta, vacinação será obrigatória para profissionais da saúde na França
    Israel planeja estabelecer posto avançado ilegal no norte da Cisjordânia, segundo mídia
    Tags:
    Iraque, incêndio, novo coronavírus, COVID-19, Juan Guaidó, Maria Zakharova, Bolsonaro, Cyril Ramaphosa, África do Sul, Venezuela, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar