19:17 02 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Hoje atualizado
    URL curta
    0 210
    Nos siga no

    Bom dia! A Sputnik Brasil está acompanhando as matérias mais relevantes desta quinta-feira (8), marcada pela grande remodelação do governo indiano de Narendra Modi, pela eliminação de alguns dos implicados no assassinato do presidente do Haiti e por uma poderosa explosão no porto de Dubai.

    ButanVac começa a ser aplicada a voluntários

    Nesta quarta-feira (7), a Anvisa autorizou o início dos testes clínicos da ButanVac, a primeira vacina brasileira contra a COVID-19, em humanos. A pesquisa clínica do imunizante desenvolvido pelo Instituto Butantan será realizada com participação de 418 voluntários no Hospital das Clínicas da USP de Ribeirão Preto (SP). O principal objetivo no momento é avaliar a segurança e a quantidade ideal da dose. Além disso, em meio à circulação da variante Delta da COVID-19, confirmada no estado de São Paulo, o governo paulista está avaliando a redução do intervalo da segunda dose das vacinas. Porém, apesar de preocupações com a cepa mais transmissível, o governador do SP, João Doria, anunciou a ampliação do funcionamento do comércio até as 23h00 a partir desta sexta-feira (9) e o retorno às aulas presenciais nas universidades em agosto. Entretanto, o Brasil confirmou mais 1.595 mortes e 54.156 casos de COVID-19, totalizando 528.611 óbitos e 18.908.962 diagnósticos da doença, informou o consórcio entre secretarias estaduais de saúde e veículos de imprensa.

    • Nova marca triste: o novo coronavírus matou mais de quatro milhões de pessoas no mundo, confirmou nesta quinta-feira (8), a Universidade John Hopkins (JHU, na sigla em inglês), que realiza a monitorização contínua da pandemia. Neste momento, o site da universidade americana contabiliza 4.000.929 falecimentos pela COVID-19 e mais de 185 milhões de contágios confirmados em todo o mundo. Os Estados Unidos e o Brasil ocupam os dois primeiros lugares na estatística de casos letais, com 606.218 e 528.611, respetivamente, e a Índia se situa no terceiro lugar, com 404.211 falecidos por COVID-19.
    Coveiros em trajes de proteção enterram caixão  em uma área de sepultamento muçulmana fornecida pelo governo para vítimas da doença coronavírus, nos arredores de Jacarta, Indonésia, 8 de julho de 2021
    © REUTERS / Ajeng Dinar Ulfiana
    Coveiros em trajes de proteção enterram caixão em uma área de sepultamento muçulmana fornecida pelo governo para vítimas da doença coronavírus, nos arredores de Jacarta, Indonésia, 8 de julho de 2021

    Forças Armadas chamam Aziz de 'leviano' ao associar os militares a 'falcatrua'

    Nesta quarta-feira (7), o Ministério da Defesa divulgou uma nota em que chamou o presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz, de "leviano" e "irresponsável" por ele ter declarado o envolvimento dos militares nas denúncias de corrupção investigadas pela comissão. Durante o depoimento do ex-diretor Roberto Dias, Aziz disse que fazia muitos anos que o país não via "membros do lado podre das Forças Armadas envolvidos com falcatrua dentro do governo". A declaração irritou as Forças Armadas, que a considerou acusação "grave". "A Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira são instituições pertencentes ao povo brasileiro e que gozam de elevada credibilidade junto à nossa sociedade, conquistada ao longo dos séculos", diz o texto citado pelo portal UOL, o qual também foi compartilhado pelo presidente Jair Bolsonaro na conta do Facebook. O próprio senador reagiu afirmando que não é intimidado por tais notas.

    Ex-diretor da Logística do Ministério da Saúde, Roberto Dias, falando com o senador Omar Aziz, durante seu depoimento à CPI da Covid, 7 de julho de 2021
    © AFP 2021 / Pedro FRANCA / AGENCIA SENADO
    Ex-diretor da Logística do Ministério da Saúde, Roberto Dias, falando com o senador Omar Aziz, durante seu depoimento à CPI da Covid, 7 de julho de 2021

    Assassinato do presidente do Haiti: 4 presumíveis assassinos são mortos e outros 2 detidos

    O chefe da polícia do Haiti, Leon Charles, informou nesta quarta-feira (7) que quatro supostos assassinos do presidente haitiano Jovenel Moïse foram abatidos e outros dois foram feridos e detidos. "Quatro deles foram abatidos, mais dois estão feridos", disse o policial em coletiva de imprensa. Ele adicionou também que, durante a operação, três policiais foram feitos reféns, mas foram libertados posteriormente. Recentemente, o embaixador do Haiti nos EUA, Bocchit Edmond, confirmou à Sputnik que alguns dos alegados assassinos do presidente tinham sido detidos e estavam sendo interrogados. O diplomata também disse que ainda é cedo para falar em nova eleição presidencial no país "porque são as autoridades que têm que decidir, elas têm que estabilizar a situação". Moïse foi assassinado nesta quarta-feira (7) por homens armados que invadiram sua residência na madrugada. A primeira-dama, Martine Moïse, foi baleada no ataque e recebeu atendimento médico.

    Ambulância carregando corpo do presidente do Haiti, Jovenel Moïse, passa por parede com sua imagem perto da residência onde ele foi assassinado, Haiti, 7 de julho de 2021
    © AP Photo / Joseph Odelyn
    Ambulância carregando corpo do presidente do Haiti, Jovenel Moïse, passa por parede com sua imagem perto da residência onde ele foi assassinado, Haiti, 7 de julho de 2021

    Narendra Modi anuncia sua maior remodelação do gabinete

    Nesta quarta-feira (7), o primeiro-ministro indiano Narendra Modi nomeou 36 novos ministros para seu governo, na maior remodelação do gabinete desde que assumiu o cargo em 2014. Além disso, o aumento do número de ministros do gabinete marca as primeiras mudanças no governo da Índia desde o início do segundo mandato de Modi como premiê, que começou em maio de 2019. Acredita-se que a remodelação é resultado da má gestão da segunda onda da pandemia COVID-19 e da complicada situação econômica. Pelo menos 12 membros do gabinete, incluindo o ministro da Saúde Harsh Vardhan, se demitiram antes da remodelação. Vardhan foi amplamente criticado pela sua gestão da pandemia. O novo gabinete vai incluir 77 ministros, mais do que os atuais 52. Alguns dos ministros do gabinete anterior foram incluídos no novo governo, enquanto sete vice-ministros foram promovidos. O principal objetivo estabelecido pelo premiê indiano é atingir melhor equilíbrio de castas e representação regional, e também aumentar o número de ministras mulheres. Agora são 11 mulheres no gabinete, em comparação com quatro no anterior.

    Cerimônia de posse do novo gabinete de ministros da Índia, Nova Deli, 7 de julho de 2021
    © AFP 2021 / Escritório de Informação de Imprensa da Índia
    Cerimônia de posse do novo gabinete de ministros da Índia, Nova Deli, 7 de julho de 2021

    Forças afegãs realizam operação para retomar controle de cidade capturada pelo Talibã

    Os militares afegãos realizaram uma operação para libertar a cidade de Qala-e-Naw, na província noroeste de Badghis, do movimento radical Talibã (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países), anunciou o Ministério da Defesa do Afeganistão nesta quinta-feira (8). Ontem (7), uma fonte disse à Sputnik que o Talibã entrou na prisão de Qala-e-Naw e libertou todos os presos, com consequentes confrontos devastando a cidade. "Na noite anterior, os comandos chegaram a Qala-e-Naw a fim de controlar a situação de segurança e derrotar o Talibã, a operação está avançando rapidamente, com a segurança no centro da cidade ficando sob controle", diz o comunicado do ministério afegão obtido pela Sputnik. A entidade adicionou que 69 talibãs foram mortos e mais 23 ficaram feridos em diversos confrontos na província. Por sua vez, o Talibã informou ter capturado todos os distritos de Badghis e que os combates ainda estão em andamento na cidade. No momento, o Afeganistão está vendo um aumento da violência à medida que as tropas internacionais estão sendo gradualmente retiradas da região.

    Soldado do Exército Nacional do Afeganistão em posto de observação em Mahipar, na autoestrada Jalalabad-Cabul, Afeganistão, 8 de julho de 2021
    © REUTERS / Mohammad Ismail
    Soldado do Exército Nacional do Afeganistão em posto de observação em Mahipar, na autoestrada Jalalabad-Cabul, Afeganistão, 8 de julho de 2021

    Explosão no porto de Dubai está sob controle, segundo autoridades

    Nesta quarta-feira (7), um incêndio estourou em um navio porta-contêineres ancorado no porto de Jebel Ali, ao sul de Dubai, informou o Twitter oficial do governo de Dubai. Segundo a Defesa Civil, "o incêndio causado pela explosão a bordo do navio no porto Jebel Ali foi tomado sob controle: não foram reportadas vítimas", conforme a publicação no Twitter. De acordo com informações das autoridades da cidade dos Emirados Árabes Unidos, citadas pela emissora Al Arabiya, havia materiais inflamáveis em um dos contêineres do navio ancorado no porto. O representante das autoridades adicionou que todos os membros da tripulação foram evacuados do navio em perigo. O porto de Jebel Ali é capaz de receber porta-aviões e em 2017, foi o porto mais movimentado da Marinha dos EUA fora dos Estados Unidos, de acordo com o Serviço de Pesquisa do Congresso dos EUA.

    Mais:

    Efeitos degradantes: quais motivos levam ao aumento persistente no preço de combustíveis no Brasil?
    República Dominicana apura possível entrada no país de assassinos do presidente do Haiti, diz mídia
    Mídia da China satiriza direito ao porte de armas nos EUA em meio a recentes tiroteios (FOTO)
    Tags:
    Brasil, COVID-19, novo coronavírus, vacinação, vacina, ButanVac, Narendra Modi, Índia, Haiti, presidente, Talibã, Afeganistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar