12:43 05 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Hoje atualizado
    URL curta
    0 140
    Nos siga no

    Bom dia! A Sputnik Brasil está acompanhando as matérias mais relevantes desta segunda-feira (5), marcada pelas críticas de Bolsonaro ao vandalismo durante manifestações, pelas celebrações do Dia da Independência nos EUA e pela cirurgia bem-sucedida do Papa Francisco.

    Bolsonaro critica vandalismo durante manifestações no país

    O presidente Jair Bolsonaro criticou as manifestações contra seu governo neste sábado (3), publicando nas redes sociais imagens de vandalismo acontecido durante o protesto em São Paulo. Ele relembrou na postagem que esse ato "nunca foi por saúde ou democracia, sempre foi pelo poder". Em mais uma postagem, se referindo ao projeto de voto impresso que deseja aprovar, Bolsonaro afirmou que "esse tipo de gente quer voltar ao Poder por um sistema eleitoral não auditável, ou seja, na fraude. Para a grande mídia, tudo normal". A mensagem compartilha um vídeo mostrando um grupo de vândalos atacando policiais em meio ao protesto. O senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente, também reagiu ao ato, escrevendo no Twitter que "nunca foi tão fácil escolher" entre governo Bolsonaro e Lula. Os manifestantes protestaram por todo o país contra o presidente pela terceira vez consecutiva em dois meses. Entretanto, o Brasil confirmou mais 776 mortes e 25.794 casos de COVID-19, totalizando 524.475 óbitos e 18.766.280 diagnósticos da doença, informou o consórcio entre secretarias estaduais de saúde e veículos de imprensa.

    Pessoas participam do protesto contra o presidente Jair Bolsonaro, São Paulo, 3 de julho de 2021
    © REUTERS / Mariana Greif
    Pessoas participam do protesto contra o presidente Jair Bolsonaro, São Paulo, 3 de julho de 2021

    EUA celebram o Dia da Independência

    Neste domingo (4), os Estados Unidos celebraram o Dia da Independência. Para comemorar o dia, o presidente Joe Biden realizou um churrasco e fogos de artifício no Gramado Sul da Casa Branca na noite de domingo. Discursando em frente de uma multidão festiva de 1.000 convidados, Biden comparou a declaração da independência de 1776 em relação ao Império Britânico e a rápida recuperação da pandemia por seu país. "Duzentos e quarenta e cinco anos atrás, nós declaramos nossa independência de um rei distante. Hoje, nós estamos mais próximos do que nunca de declarar a nossa independência de um vírus mortal", disse aos militares e funcionários convidados. No entanto, ele acentuou que o coronavírus ainda "não foi vencido", relembrando sobre novas cepas que surgiram. O presidente norte-americano prestou homenagem aos mais de 600.000 americanos que perderam suas vidas durante a pandemia, mas terminou em uma nota otimista: "No último ano, vivemos alguns dos nossos dias mais sombrios. Estamos prestes a ver o nosso futuro mais brilhante".

    Homem dança durante celebrações do Dia da Independência dos EUA, em Mandeville, Louisiana, 4 de julho de 2021
    © REUTERS / Kathleen Flynn
    Homem dança durante celebrações do Dia da Independência dos EUA, em Mandeville, Louisiana, 4 de julho de 2021

    Vaticano: Papa Francisco passa bem após cirurgia intestinal

    O Papa Francisco "respondeu bem" a uma cirurgia intestinal programada para a noite deste domingo (4) em um hospital de Roma, anunciou o Vaticano em um comunicado noturno. O porta-voz da Santa Sé, Matteo Bruni, disse que ao papa de 84 anos foi aplicada anestesia geral durante a cirurgia. "O Santo Padre respondeu bem à operação, realizada com anestesia geral", diz o texto. O comunicado detalhou também que "na segunda metade do dia [4], o Santo Padre entrou no hospital Agostino Gemelli, onde esta noite foi feita uma cirurgia programada a uma estenose diverticular do cólon". O Vaticano revelou que o Papa tinha sido diagnosticado com estreitamento do intestino grosso. Além disso, a Santa Sé assegurou que a cirurgia não afetará as atividades que o sumo pontífice planeja para os próximos meses, em particular, sua visita à Hungria e Eslováquia, em setembro próximo.

    Papa Francisco saúda a multidão, horas antes de sua internação para cirurgia programada no hospital de Gemelli, Vaticano, 4 de julho de 2021
    © REUTERS / Vatican Media
    Papa Francisco saúda a multidão, horas antes de sua internação para cirurgia programada no hospital de Gemelli, Vaticano, 4 de julho de 2021

    Número de mortes em acidente com avião militar nas Filipinas sobe para 50

    O número de vítimas fatais no acidente do avião militar filipino que ocorreu no domingo (4) subiu para 50, enquanto 49 militares ficaram feridos, reportou a ABC CBN citando o representante das Forças Armadas de Filipinas. Nesta segunda-feira (5), o major-general Edgard Arevalo informou que as autoridades encontraram os corpos das restantes cinco pessoas desaparecidas. Então, o número total de vítimas mortais da queda do avião está em 50, que inclui 47 soldados e três civis no solo. Mais quatro civis no solo ficaram feridos, especificou Arevalo. A bordo do avião C-130 que caiu na ilha filipina de Jolo no domingo (4) durante o pouso seguiam 96 pessoas. De acordo com o representante, os militares filipinos cancelaram temporariamente os voos de seus aviões C-130.

    Três mortos registrados após poderoso deslizamento de terra no Japão

    Um grande deslizamento de terra em Atami, cidade costeira do Japão, provocou três mortos, informou a emissora NHK, na segunda-feira (5). O deslizamento ocorreu no sábado (3), na cidade de Atami, cerca de 100 quilômetros a sudoeste do Tóquio, após alguns dias de chuvas torrenciais. Testemunhas ouviram um estrondo quando a chuva que escorria se transformou em uma torrente, carregando lama, árvores, rochas e escombros de prédios, informa a AFP. O primeiro-ministro japonês Yoshihide Suga informou no domingo (4) que 19 pessoas foram salvas, enquanto duas foram confirmadas mortas. De acordo com informação da NHK desta segunda-feira (5), os socorristas já salvaram 23 pessoas, mas uma mulher sucumbiu aos ferimentos e morreu. 80 pessoas ainda estavam desaparecidas, segundo o oficial Takamichi Sugiyama. O desastre é um teste adicional enquanto as autoridades se preparam para os Jogos Olímpicos de Tóquio, que devem começar daqui a menos de três semanas, e enquanto o Japão está ainda em meio à pandemia do coronavírus.

    Policiais trabalham no local de deslizamento de terra na cidade japonesa de Atami, 4 de julho de 2021
    © REUTERS / KYODO
    Policiais trabalham no local de deslizamento de terra na cidade japonesa de Atami, 4 de julho de 2021

    Condomínio na Flórida demolido antes da tempestade

    A parte restante do prédio do condomínio que ficou de pé após o colapso na Flórida, EUA, foi demolido nesta segunda-feira (5), informou o departamento da Polícia de Miami. A tempestade tropical Elsa que se aproxima da área adicionou urgência aos planos de demolição, com previsões sugerindo ventos fortes até segunda-feira (5). De acordo com a mídia local Miami Herald, o condomínio parcialmente desmoronado foi alvo de demolição controlada. A polícia exigiu aos residentes da área circundante que fechassem as janelas, portas e entradas de ar em suas casas e cobrissem quaisquer outras aberturas que pudessem permitir que a poeira resultante da demolição entrasse. O desmoronamento inicial ocorreu em Surfside, perto de Miami Beach, Flórida no dia 24 de junho. O número de mortos no incidente é de 24, enquanto mais de 120 pessoas ainda estão desaparecidas.

    Mais:

    Ataque a navio de carga 'pertencente a Israel' foi 'erro de cálculo' do Irã, diz NYT
    Erupção vulcânica? VÍDEOS e FOTOS mostram grande explosão no mar Cáspio
    Astronautas da China saem ao espaço pela 1ª vez em 13 anos (VÍDEO)
    Tags:
    Brasil, manifestação, Jair Bolsonaro, Joe Biden, EUA, Japão, Filipinas, Papa Francisco, Flórida
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar