04:12 30 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Hoje atualizado
    URL curta
    0 270
    Nos siga no

    Bom dia! A Sputnik Brasil está acompanhando as matérias mais relevantes desta sexta-feira (18), marcada pela viabilização da privatização da Eletrobras, pela eleição presidencial no Irã e pela chamada de Kim Jong-un para o país se preparar "tanto para o diálogo quanto para o confronto" com os EUA.

    Taxa da vacinação no Brasil aumenta

    Nesta quinta-feira (17), o Brasil aplicou 2.220.845 doses de vacinas contra novo coronavírus, de acordo com Folha de São Paulo. Desde o início da campanha de imunização no país, em janeiro de 2021, é o maior número de doses aplicadas no prazo de 24 horas. No total, mais de 60 milhões de brasileiros tomaram pelo menos uma dose da vacina (28,51% da população), e mais de 24 milhões já receberam a segunda dose (11,37% dos brasileiros). Entretanto, a Secretaria da Saúde do Ceará liberou o cadastro para vacinação de jovens de 12 a 17 anos de idade, na plataforma Saúde Digital. Porém, a data para o início da imunização desta faixa etária ainda não foi determinada. Até o momento, a Anvisa aprovou somente a vacina Pfizer/BioNTech para aplicação em adolescentes.

    • O Brasil confirmou mais 2.335 mortes e 74.327 casos de COVID-19, totalizando 496.172 óbitos e 17.704.041 diagnósticos da doença, informou o consórcio entre secretarias estaduais de saúde e veículos de imprensa.
    Estudante recebe dose da vacina Pfizer/BioNTech contra a COVID-19 durante vacinação de adolescentes em escola pública em Betim, Minas Gerais, 16 de junho de 2021
    © REUTERS / Washington Alves
    Estudante recebe dose da vacina Pfizer/BioNTech contra a COVID-19 durante vacinação de adolescentes em escola pública em Betim, Minas Gerais, 16 de junho de 2021

    Senado aprova texto-base que permite privatização da Eletrobras

    Na quinta-feira (17), o Senado aprovou a Medida Provisória viabilizando a privatização da Eletrobras, a maior empresa de energia elétrica na América Latina. O texto-base foi votado por 42 votos a favor e 37 contra. O objetivo central da proposta é reduzir o número de ações da empresa sob controle da União de 60% para cerca de 45%, segundo o portal G1. De acordo com o governo federal, a medida pode reduzir a conta de luz em mais de 7%, enquanto os representantes do setor elétrico não concordam, avisando que a conta pode aumentar. Agora, o texto volta à Câmara dos Deputados, e deve receber aprovação pelo Congresso Nacional até 22 de junho, senão perderia a validade.

    Faixas e cartazes durante protesto em frente ao Senado Federal, em Brasília, sobre votação da Medida Provisória, que trata da privatização da Eletrobras, 16 de junho de 2021
    © Folhapress / Leco Viana/TheNews2
    Faixas e cartazes durante protesto em frente ao Senado Federal, em Brasília, sobre votação da Medida Provisória, que trata da privatização da Eletrobras, 16 de junho de 2021

    Eleição presidencial começa no Irã

    Nesta sexta-feira (17), os iranianos elegem seu presidente. Os locais de voto no país vão estar abertos até a meia-noite na hora local (16h30, horário de Brasília). O presidente atual, Hassan Rouhani, já não pode concorrer ao cargo porque está completando seu segundo turno, o máximo permitido pela lei da República Islâmica. Quatro candidatos estão competindo pelo cargo, incluindo o juiz Ebrahim Raisi, o chefe do Banco Central Abdolnaser Hemmati, o legislador Sayyid Ghazizadeh e o Mohsen Rezaee, chefe do Conselho de Discernimento de Conveniência do Irã. O líder supremo do país, Ali Khamenei, já votou, exortando seus concidadãos a seguirem seu exemplo. "Mesmo um único voto importa. Quanto mais rápido você fizer, melhor. Espero que as pessoas fiquem satisfeitas com sua escolha", disse ele em discurso transmitido pela TV, chamando a eleição de grande desafio.

    Líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, à chegada para votar na eleição presidencial, 18 de junho de 2021
    © AFP 2021 / ATTA KENARE
    Líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, à chegada para votar na eleição presidencial, 18 de junho de 2021

    Novos ataques aéreos de Israel à Faixa de Gaza

    Dois mísseis israelenses foram disparados contra Beit Lahia, no norte da Faixa de Gaza, na noite desta quinta-feira (17), segundo a agência palestina Shehab. Os ataques aéreos atingiram "um complexo militar da organização terrorista Hamas na Faixa de Gaza", segundo o Canal 13. Até agora, não há informação sobre possíveis vítimas mortais. Os militares israelenses revelaram, na sua conta oficial do Twitter, um vídeo mostrando vários alvos aparentemente atingidos pelas Forças da Defesa de Israel (FDI). De acordo com as FDI, os ataques foram uma resposta ao contínuo lançamento de "balões incendiários" da Faixa de Gaza contra o território israelense. Na terça-feira (15), as FDI declararam ter bombardeado o sul da cidade de Gaza, também em resposta ao lançamento de balões incendiários, colocando a responsabilidade sobre o Hamas.

    Especialistas de saúde aconselham realizar Jogos Olímpicos sem espectadores

    Nesta sexta-feira (18), um painel de especialistas do Japão sobre a pandemia do coronavírus disse que seria melhor realizar os Jogos Olímpicos de Verão em Tóquio sem público nas bancadas. "A realização dos jogos sem espectadores reduz ao mínimo o risco de infecção nos estádios e é a forma desejável", declararam os especialistas em relatório, citado pela agência Kyodo. Esta opinião, no entanto, contraria o desejo do governo, o qual está ponderando a fixação do número de espectadores no evento desportivo em 10.000 pessoas, ou seja, mais de 50% da capacidade dos estádios. Os Jogos Olímpicos em Tóquio, previstos para 2020, foram adiados devido à pandemia, e vão ocorrer de 23 de julho a 8 de agosto.

    Presidente do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio, Seiko Hashimoto, faz reverência ao chegar ao encontro com especialistas de saúde para discutir medidas de contenção do coronavírus, Japão, 18 de junho de 2021
    © REUTERS / Issei Kato
    Presidente do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio, Seiko Hashimoto, faz reverência ao chegar ao encontro com especialistas de saúde para discutir medidas de contenção do coronavírus, Japão, 18 de junho de 2021

    Kim Jong-un diz que seu país deve se preparar para o diálogo e para o confronto com EUA

    O líder norte-coreano Kim Jong-un afirmou que o país deve estar preparado tanto para o diálogo, quanto para o confronto com os Estados Unidos, reportou nesta quinta-feira (17) a agência KCNA. A declaração foi feita durante a reunião plenária do Comité Central do Partido dos Trabalhadores norte-coreano. Em seu discurso, Kim ressaltou que a preparação para o confronto é particularmente importante "a fim de proteger a dignidade do Estado" e garantir "um ambiente de paz". O líder norte-coreano também chamou a "lidar com a situação em rápida mudança e concentrar esforços para assumir o controle estável da situação na península coreana". No início de junho, Kim apareceu em público pela primeira vez após cerca de um mês de ausência, período durante o qual surgiram novas especulações em relação à sua saúde.

    Mais:

    Biden assina lei que torna dia 19 de junho feriado federal em comemoração ao fim da escravidão
    Exército dos EUA dispara lançador autônomo que pode ser implantado no Pacífico (VÍDEO, FOTO)
    Marcelo Queiroga passa de testemunha a investigado na CPI da Covid por decisão de Calheiros
    Tags:
    Kim Jong-un, privatização, Eletrobras, aiatolá Khamenei, Hassan Rouhani, corrida presidencial, eleição, Irã, vacinação, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar