00:27 21 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Hoje atualizado
    URL curta
    4297
    Nos siga no

    Bom dia! A Sputnik Brasil está acompanhando as matérias mais relevantes desta segunda-feira (31), marcada pelo novo estudo que indica serem necessários 75% da população vacinada para conter a COVID-19 no Brasil, pela suspensão da Copa América na Argentina e pela ausência pública do líder norte-coreano por 24 dias.

    Pesquisa: pandemia no Brasil pode ser controlada com 75% de vacinados

    Conforme dados de um estudo divulgado pelo Fantástico, da TV Globo, neste domingo (30), 75% da população vacinada podem assegurar o controle da disseminação da COVID-19. O estudo foi realizado por pesquisadores do Instituto Butantan, que observaram os efeitos da vacinação em larga escala na cidade de Serrana, São Paulo. Segundo seus cálculos, o controle da pandemia foi possível após cerca de três quartos dos residentes da cidade terem recebido a segunda dose. O mais importante é que, logo depois do fim da imunização, o número de óbitos caiu 95%.

    • Entretanto, segundo novos dados consolidados no domingo (30), mais de 22 milhões de brasileiros receberam a segunda dose da vacina contra o coronavírus, enquanto a primeira dose foi aplicada em mais de 45 milhões de pessoas. Assim, 10,42% da população do país completaram o curso de imunização, com 21,42% dos brasileiros vacinados estando ainda à espera da segunda dose. O Brasil confirmou mais 950 mortes e 41.705 casos de COVID-19, totalizando 462.092 óbitos e 16.512.714 diagnósticos da doença, informou o consórcio entre secretarias estaduais de saúde e veículos de imprensa.
    Funcionária da saúde prepara dose do imunizante AstraZeneca para vacinar cidadão, durante campanha de vacinação no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, 27 de maio de 2021
    © REUTERS / Ricardo Moraes
    Funcionária da saúde prepara dose do imunizante AstraZeneca para vacinar cidadão, durante campanha de vacinação no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, 27 de maio de 2021

    Iniciado processo de indenização dos feridos durante protesto contra Bolsonaro

    Neste domingo (30), o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), anunciou a investigação da ação da Polícia Militar na manifestação contra Jair Bolsonaro. Embora os protestos tenham ocorrido de forma pacífica em todas as regiões do país, no Recife os policiais utilizaram balas de borracha para dispersar os manifestantes. Em consequência, de acordo com as autoridades locais, dois homens sofreram "lesões permanentes" e perderam a visão em um dos olhos. Paulo Câmara assegurou a assistência médica para os feridos e indenização pelas ações policiais.

    • Os protestos contra o presidente e contra a gestão federal da pandemia ocorreram neste sábado (29) em pelo menos 21 capitais, bem como no interior do país. Os manifestantes pediram, além de criticar as ações governamentais durante a pandemia da COVID-19, a aceleração da vacinação no Brasil e também o impeachment do presidente. Os manifestantes usaram máscaras em sua grande maioria.
    Homem ferido por bala de borracha da Polícia Militar durante protesto contra presidente Jair Bolsonaro no Recife, Brasil, 29 de maio de 2021
    © Sputnik / Instagram / @hugomunizzz
    Homem ferido por bala de borracha da Polícia Militar durante protesto contra presidente Jair Bolsonaro no Recife, Brasil, 29 de maio de 2021

    Líder do Yamina anuncia estar pronto para formar governo de coalizão em Israel

    O presidente do partido israelense de direita Yamina, Naftali Bennet, anunciou neste domingo (30) que está pronto para criar um novo governo de coalizão no país, já que o atual primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, não conseguiu fazer isso. Em resposta, Netanyahu criticou os que tentam expulsá-lo do poder, alertando sobre os perigos da formação de um "governo de esquerda" e expressando dúvidas de que alguém em Israel "vote por Bennet". Ele qualificou tais ações como a "fraude do século". Contudo, o premiê israelense tem testemunhado nas últimas semanas uma crescente oposição ao seu governo. Grandes protestos estão ocorrendo no país contra sua resposta à COVID-19, havendo também acusações de corrupção.

    Político israelense Naftali Bennett faz discurso no Knesset, Parlamento de Israel, Jerusalém, 30 de maio de 2021
    © REUTERS / Yonatan Sindel / Pool
    Político israelense Naftali Bennett faz discurso no Knesset, Parlamento de Israel, Jerusalém, 30 de maio de 2021

    Governo da Colômbia retoma negociações com manifestantes, após mais de 1 mês de protestos

    Neste domingo (30), a equipe do presidente Ivan Duque e alguns representantes dos manifestantes se encontraram em Bogotá, na capital da Colômbia, retomando as negociações após uma pausa de quase uma semana. Os lados se encontraram enquanto a Organização das Nações Unidas pede uma investigação independente após ao menos 13 pessoas terem sido mortas na cidade de Cali. Os manifestantes denunciaram "o silêncio" do governo de Duque em relação ao uso excessivo da força. De acordo com dados oficiais, em mais de um mês de protestos na Colômbia, 59 pessoas morreram e mais de 2.300 civis e militares ficaram feridos.

    Manifestante durante protestos em Bogotá, Colômbia, exigindo ação do governo para combater a pobreza, violência policial e desigualdades nos sistemas de saúde e educação, 28 de maio de 2021
    © REUTERS / Luisa Gonzalez
    Manifestante durante protestos em Bogotá, Colômbia, exigindo ação do governo para combater a pobreza, violência policial e desigualdades nos sistemas de saúde e educação, 28 de maio de 2021

    Copa América suspensa na Argentina devido a novo surto da COVID-19 no país

    O torneio de futebol Copa América, que deveria decorrer na Argentina, foi suspenso, anunciou a CONMEBOL neste domingo (30), em meio ao combate contra o novo surto de casos do coronavírus no país. "A CONMEBOL informa que, em atenção às circunstâncias presentes, resolveu suspender a organização da Copa América na Argentina", de acordo com um tweet da entidade. Uma pesquisa argentina publicada na sexta-feira (28) mostrou que 70% dos respondentes eram contra a organização do torneio no país, devido ao fato de a Argentina estar na pior fase pior da pandemia até hoje. O país relatou um recorde de 41.080 infecções diárias com número de casos total excedendo os 3,6 milhões.

     Final da Liga dos Campeões - Thiago Silva do Chelsea é substituído após ter sofrido uma lesão. Porto, Portugal, 29 de maio de 2021
    © REUTERS / Susana Vera
    Final da Liga dos Campeões - Thiago Silva do Chelsea é substituído após ter sofrido uma lesão. Porto, Portugal, 29 de maio de 2021

    Kim Jong-un faz mais de 3 semanas sem aparecer em público

    O líder norte-coreano faz 24 dias sem aparecer em público, segundo o Ministério de Reunificação da Coreia do Sul. Na coletiva de imprensa desta segunda-feira (31), a porta-voz do Ministério, Lee Jong-joo, destacou que "é o período mais longo sem relatos de suas atividades públicas durante este ano". A última vez que Kim foi visto em público foi em 6 de maio, quando posou durante uma sessão de fotos com famílias de militares norte-coreanos. A porta-voz, no entanto, se recusou a sugerir possíveis causas dessa ausência prolongada.

    Mais:

    Vacina russa Sputnik V gera 'demanda frenética em todo o mundo', diz diretor-geral do RFPI
    Inteligência da Dinamarca ajudou EUA a espionar países europeus e Biden sabia disso, diz Snowden
    'Espiral de sanções': Rússia está desenvolvendo sistema alternativo ao SWIFT
    Tags:
    copa américa, Colômbia, Kim Jong-un, Benjamin Netanyahu, Israel, vacinação, Bolsonaro, protesto, manifestação, novo coronavírus, COVID-19, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar