13:20 18 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Hoje atualizado
    URL curta
    0 230
    Nos siga no

    Bom dia! A Sputnik Brasil está acompanhando as matérias mais relevantes desta quinta-feira (27), marcada pela retirada de sigilo da investigação contra o ministro do Meio Ambiente, pela ordem de Biden para que as agências investiguem melhor a origem da COVID-19 e pela reunião dos chanceleres da União Europeia em Portugal.

    São Paulo toma medidas para conter disseminação da cepa indiana

    As autoridades de São Paulo decidiram realizar nesta segunda-feira (27) o controle sanitário no aeroporto de Congonhas a fim de evitar a entrada e transmissão da variante indiana. A cepa, designada como B.1.617.2, foi detectada no país em 20 de maio. Entretanto, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, não descartou a possibilidade de uma terceira onda do coronavírus no Brasil, durante audiência na Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (26). Segundo o ministro, citado pelo portal G1, a nova onda "pode ser fruto de uma variante", mas ele não especificou que seja a indiana. O potencial surto levará à necessidade de novas restrições para conter a COVID-19, disse Queiroga. O Brasil confirmou mais 2.399 mortes e 79.459 casos de COVID-19, totalizando 454.623 óbitos e 16.275.440 diagnósticos da doença, informou o consórcio entre secretarias estaduais de saúde e veículos de imprensa.

    Contêiner com insumos para produzir vacinas Sinovac da China chega ao Aeroporto Internacional de Guarulhos, São Paulo, Brasil, 25 de maio de 2021
    © REUTERS / Carla Carniel
    Contêiner com insumos para produzir vacinas Sinovac da China chega ao Aeroporto Internacional de Guarulhos, São Paulo, Brasil, 25 de maio de 2021

    Ministro da STF retira sigilo da investigação contra Salles

    Nesta quarta-feira (26), Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, retirou parcialmente o sigilo da investigação contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. A investigação é sobre o suposto envolvimento de Ricardo Salles em contrabando de madeira da floresta amazônica. Moraes decidiu retirar o sigilo dos autos principais do inquérito, o que torna público o processo da investigação. "É certo que o objeto da investigação conduzida nestes autos é de conhecimento público, circunstância que, neste caso específico, reforça a necessidade do levantamento parcial do sigilo", informou o ministro da STF, citado pelo Correio Braziliense. No entanto, permanecem classificados alguns documentos do caso.

    Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, após conversa com jornalistas sobre investigação contra ele pela Polícia Federal, 19 de maio de 2021
    © AP Photo / Eraldo Peres
    Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, após conversa com jornalistas sobre investigação contra ele pela Polícia Federal, 19 de maio de 2021

    Biden ordena a serviços secretos dos EUA que esclareçam definitivamente origem da COVID-19

    Nesta quarta-feira (26), o presidente dos EUA, Joe Biden, ordenou às agências de inteligência norte-americanas que apresentem um relatório sobre se o coronavírus primeiramente surgido na China teve origem animal ou foi um acidente de laboratório. Em uma declaração emitida pela Casa Branca, o presidente disse que as agências devem "redobrar" seus esforços a fim de estabelecer uma "conclusão definitiva" sobre como o SARS-CoV-2 foi transmitido ao ser humano pela primeira vez. O relatório deve ser apresentado no prazo de 90 dias. A China, por sua vez, diz que não é responsável pela pandemia.

    Presidente dos EUA, Joe Biden, saúda ao chegar à Base Aérea da Guarda Nacional de Delaware em Delaware, EUA, 25 de maio de 2021
    © REUTERS / Evelyn Hockstein
    Presidente dos EUA, Joe Biden, saúda ao chegar à Base Aérea da Guarda Nacional de Delaware em Delaware, EUA, 25 de maio de 2021

    China e EUA realizam negociações comerciais 'sinceras'

    Nesta quarta-feira (26), altos representantes dos EUA e China conversaram pela primeira vez desde o início da presidência de Biden. A representante do Departamento de Comércio dos EUA, Katherine Tai, e o vice-premiê da China, Liu He, conversaram por videoconferência. Ambos os lados concordaram que o desenvolvimento do comércio bilateral é muito importante. Os lados discutiram as relações no âmbito do comércio e assuntos de "interesse mútuo", segundo a agência Reuters. O Ministério do Comércio da China qualificou as negociações como "sinceras, pragmáticas e construtivas". Por sua vez, a representante norte-americana afirma que os Estados Unidos ainda enfrentam "desafios muito grandes" no comércio e relações econômicas com a China.

    Cliente em loja de bicicletas olha para bicicleta com marca norte-americana em Pequim, 2 de março de 2021
    © AP Photo / Andy Wong
    Cliente em loja de bicicletas olha para bicicleta com marca norte-americana em Pequim, 2 de março de 2021

    Chanceleres da UE em Portugal se reúnem para discutir sansões contra Belarus

    Os ministros das Relações Exteriores da União Europeia vão se reunir em um encontro informal em Portugal nesta quinta-feira (27). O principal objetivo do encontro é discutir a implementação das decisões do Conselho Europeu sobre a imposição de sansões econômicas contra a Belarus após o caso de pouso forçado de um avião da Ryanair em Minsk. Conforme anunciou o alto representante da União Europeia para as Relações Exteriores e a Política de Segurança, Josep Borell, antes de começar a sessão, "isso será o ponto mais importante na agenda de nossa reunião". A companhia aérea bielorrussa Belavia, ante as restrições de vários países, decidiu cancelar os voos para a Polônia, Itália, Países Baixos, Alemanha, Áustria, Bélgica, Espanha e também para a cidade russa de Kaliningrado, na região do Báltico. O chanceler alemão Heiko Maas disse que as sanções contra Belarus são apenas o início de uma "longa espiral de sanções".

    Presidente de Belarus, Aleksandr Lukashenko, faz discurso durante encontro com parlamentários, membros do Comitê Constitucional e representantes das administrações públicas, Minsk, Belarus, 26 de maio de 2021
    © REUTERS / MAXIM GUCHEK/BELTA
    Presidente de Belarus, Aleksandr Lukashenko, faz discurso durante encontro com parlamentários, membros do Comitê Constitucional e representantes das administrações públicas, Minsk, Belarus, 26 de maio de 2021

    Barco naufraga na Nigéria, deixando 4 mortos e 156 desaparecidos

    Mais de 150 pessoas permanecem desaparecidas em consequência de um acidente fluvial no noroeste da Nigéria. Nesta quarta-feira (26), um barco com excesso de passageiros afundou no rio Níger, informaram oficiais locais. O gerente do National Inland Waterways Authority, Yusuf Birma, disse aos jornalistas, citado pelo canal France 24, que "a capacidade do barco era menos do que os 180 passageiros que transportava". Apenas 20 pessoas foram salvas, quatro morreram, enquanto 156 ainda permanecem desaparecidas. O presidente do país, Muhammadu Buhari, disse que o acidente foi "devastador" e ofereceu suas condolências às famílias das vítimas.

    Mais:

    Biden pede que Congresso tome medidas contra 'epidemia de violência armada' nos EUA
    Síria: terroristas realizam 42 ataques em 24 horas na região de Idlib, dizem militares russos
    China apela para investigação após declaração de Biden sobre vazamento da COVID-19 de laboratório
    Tags:
    novo coronavírus, COVID-19, Casa Branca, Nigéria, comércio, EUA, China, Ricardo Salles, Joe Biden
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar