02:45 21 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Hoje atualizado
    URL curta
    0 281
    Nos siga no

    Bom dia! A Sputnik Brasil acompanha as notícias mais relevantes desta quarta-feira (26), marcada pela falta de autossuficiência do Brasil, pela confirmação de encontro entre Putin e Biden e pelas palavras da "capitã cloroquina" na CPI da Covid.

    Brasil segue rumo a 500 mil mortes por COVID-19

    Com as cifras apresentadas na terça-feira (25), o Brasil se mantém na segunda posição em número de óbitos por COVID-19 no mundo, atrás apenas dos EUA e à frente da Índia. De acordo com o levantamento da universidade norte-americana Johns Hopkins, os Estados Unidos se aproximam dos 600 mil óbitos, enquanto a Índia soma pouco mais de 300 mil mortes por COVID-19. Além dos óbitos registrados, o CONASS informou que foram contabilizados 73.453 novos casos de coronavírus no Brasil, o que leva o total de infecções para 16.194.209.

    • Uma nova variante do coronavírus foi encontrada em uma amostra de Itirapina, circulando também em Porto Ferreira, ambos municípios paulistas. A variante P.4 tem origem desconhecida, mas foi primeiramente reconhecida no leste de São Paulo e posteriormente observada em alta frequência na cidade de Porto Ferreira.
    Cemitério Vila Formosa, São Paulo
    © Folhapress / Mathilde Missioneiro
    Cemitério Vila Formosa, São Paulo

    Sem condições de se sustentar, Brasil oferece vacinas a países pobres

    Apesar das recentes críticas pela população de que faltam vacinas contra COVID-19 para imunizar os brasileiros, o governo federal afirmou na Organização Mundial da Saúde (OMS) que o Brasil deve fornecer vacinas a países mais pobres. Enquanto isso, na CPI da Covid, conduzida pelo Senado federal, foi divulgada uma redução de 50% na encomenda brasileira de vacinas de prevenção à COVID-19 ao consórcio COVAX. O governo brasileiro ainda não forneceu detalhes sobre quando isso poderia ocorrer e quais seriam os destinos das doses.

    • Conhecida como "capitã cloroquina", Mayra Pinheiro afirmou que seria "inadmissível" não recomendar o uso de medicamentos para o tratamento precoce contra a COVID-19. A utilização de remédios como cloroquina, hidroxicloroquina e ivermectina não tem eficácia comprovada contra o coronavírus. Ao ser questionada se ainda mantinha a defesa do uso da cloroquina, a funcionária do Ministério da Saúde afirmou que sim.
    Contêineres refrigerados com materiais para a produção da vacina chinesa Sinovac contra COVID-19 chegam ao Aeroporto Internacional de Guarulhos, São Paulo, Brasil
    © REUTERS / Carla Carniel
    Contêineres refrigerados com materiais para a produção da vacina chinesa Sinovac contra COVID-19 chegam ao Aeroporto Internacional de Guarulhos, São Paulo, Brasil

    Kremlin e Casa Branca confirmam encontro entre Putin e Biden em Genebra

    Vladimir Putin e Joe Biden, presidentes da Rússia e dos EUA, respectivamente, terão seu primeiro encontro em 16 de junho em Genebra, Suíça, anunciou na terça-feira (25) o serviço de imprensa do Kremlin. O encontro tem o objetivo de discutir o estado e as perspectivas do futuro desenvolvimento das atuais relações russo-americanas, bem como os problemas de estabilidade estratégica, cooperação na luta contra a pandemia do coronavírus e a solução de conflitos regionais.

    • Logo após a confirmação do encontro dos dois líderes, na terça-feira (25), o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse a repórteres que as sanções dos EUA contra a empresa Nord Stream 2 AG, que gere a construção do gasoduto Nord Stream, seriam contraproducentes para as relações europeias. O presidente norte-americano ressaltou que as sanções dos EUA contra a Nord Stream 2 AG não fariam nada para impedir o projeto, que está quase pronto.
    Joe Biden, vice-presidente dos EUA, aperta a mão de Vladimir Putin, primeiro-ministro da Rússia, em Moscou, Rússia, 10 de março de 2011
    © AP Photo / Aleksandr Zemlianichenko
    Joe Biden, vice-presidente dos EUA, aperta a mão de Vladimir Putin, primeiro-ministro da Rússia, em Moscou, Rússia, 10 de março de 2011

    Joe Biden recebe família de George Floyd

    Na terça-feira (25), o presidente norte-americano, Joe Biden, recebeu a família do cidadão afro-americano George Floyd, que foi morto há um ano, em 25 de maio de 2020. O encontro ocorreu na Casa Branca, onde conversaram sobre a "dura realidade" do racismo. De acordo com o sobrinho de George Floyd, Brandon Williams, o líder norte-americano mostrou "preocupação genuína" pela família. Apesar dos fatos, as alterações à legislação para as forças de segurança com o propósito de combater eficazmente os comportamentos racistas por parte da polícia seguem paradas no Capitólio.

    Presidente dos EUA, Joe Biden, recebe a família de George Floyd, afro-americano morto pela polícia há um ano, Washington, EUA, 25 de maio de 2021
    © REUTERS / Kevin Lamarque
    Presidente dos EUA, Joe Biden, recebe a família de George Floyd, afro-americano morto pela polícia há um ano, Washington, EUA, 25 de maio de 2021

    Eleições presidenciais começam na Síria

    Nesta quarta-feira (26), foram iniciadas as eleições presidenciais na Síria. Durante todo o dia da votação, o procedimento será observado por jornalistas internacionais e observadores convidados de vários países. A presidência será concorrida pelo atual líder Bashar Assad, pelo candidato da oposição Mahmoud Ahmad Marie e pelo ex-deputado do Partido Socialista Abdullah Salloum Abdullah. Entretanto, os chanceleres de Reino Unido, EUA, Alemanha, França e Itália chamaram a comunidade internacional, em uma declaração conjunta publicada em 25 de maio, a não reconhecer os resultados destas eleições já que estas não podem ser "nem livres nem justas". O presidente atual sírio, por sua vez, disse que "atividade dos sírios nas eleições presidenciais é suficiente para responder a estas acusações do Ocidente e sua recusa de não as reconhecer". O Ministério das Relações Exteriores da Rússia também avisou que os terroristas do grupo Jabhat al-Nusrah (organização terrorista proibida na Rússia) estão preparando em território sírio provocação com uso dos materiais tóxicos.

    Asma, mulher do presidente sírio, Bashar Assad, vota durante as eleições presidenciais em Douma, na Síria, 26 de maio de 2021
    © REUTERS / SANA
    Asma, mulher do presidente sírio, Bashar Assad, vota durante as eleições presidenciais em Douma, na Síria, 26 de maio de 2021

    Índia enfrenta mais desastres, em meio à crise de pandemia

    Outro ciclone poderoso, o Yaas, atingiu a Índia e destruiu dezenas de milhares de casas nesta quarta-feira (26). A tempestade ocasionou o fechamento do aeroporto regional de Kolkata. Segundo informações da agência Associated Press, mais de 1,2 milhão de pessoas foi evacuado das zonas sob perigo. A situação está agravada pelo fato de que ainda não foram reparadas as consequências do ciclone Tauktae que atingiu o território indiano na semana passada e matou mais de 90 cidadãos. Além disso, pela primeira vez, a Índia registrou um caso de fungo amarelo em um dos pacientes com COVID-19, de acordo com DNA India. O paciente foi observado com três fungos ao mesmo tempo – amarelo, preto e branco, conforme informou médico do estado indiano de Uttar-Pradesh. O paciente passou semanas sendo tratado e parecia estar se recuperando, mas logo depois piorou. Entre os sintomas, foram apontadas fadiga, perda de apetite e peso e lenta recuperação.

    Homens removem telhado de bambu de um estábulo danificado pelos fortes ventos em decorrência do ciclone Yaas, que atingiu o distrito de Balasore, na Índia
    © REUTERS / Rupak De Chowdhuri
    Homens removem telhado de bambu de um estábulo danificado pelos fortes ventos em decorrência do ciclone Yaas, que atingiu o distrito de Balasore, na Índia

    Mais:

    Rússia inicia desenvolvimento de caça monomotor leve de 5ª geração
    Embaixador da Índia agradece ao governo russo por ajuda no combate à COVID-19
    'Nosso país está sendo destruído': Trump chama administração Biden de 'desastre'
    Rússia diz que aguarda Arábia Saudita autorizar Sputnik V para exportar doses da vacina
    Gorbachev parabeniza decisão de Putin e Biden de se reunirem em Genebra
    FMI deve enviar US$ 1,6 bilhão ao Egito como alívio à crise econômica da COVID-19
    Brasil chega à marca de 452 mil mortes por COVID-19, segundo CONASS
    Tags:
    desastre, Kremlin, vacinação, vacina, encontro, Índia, Síria, eua, Rússia, novo coronavírus, COVID-19, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar