20:47 17 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Hoje atualizado
    URL curta
    1290
    Nos siga no

    Bom dia! A Sputnik Brasil acompanha as notícias mais relevantes desta segunda-feira (19), marcada pela discriminação dos brasileiros na Europa, pelo avanço das mortes por COVID-19 no Brasil e pelo colapso no Judiciário provocado pela Lava Jato.

    Brasil rumo às 375 mil mortes por COVID-19

    O Brasil registrou no domingo (18) 1.657 mortes pela COVID-19, chegando a 373.335 óbitos causados pelo coronavírus. Os números são do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), que também confirmou 42.980 novos casos da doença. Com isso, o total de infecções no país chega agora a 13.943.071, e os óbitos somam 373.335. O número significa que este foi o segundo domingo mais mortal desde o início da pandemia, atrás apenas do dia 11 de abril, quando foram registrados 1.803 óbitos em 24 horas. Em números absolutos, o Brasil é o segundo país do mundo com mais mortes, atrás apenas dos Estados Unidos, que somam mais de 567 mil óbitos, e o terceiro com mais casos confirmados, depois de EUA (31,6 milhões) e Índia (14,7 milhões).

    Família comparece ao enterro de David Ferreira Gomes, vítima da COVID-19, em Brasília, Brasil, 16 de abril de 2021
    © AP Photo / Eraldo Peres
    Família comparece ao enterro de David Ferreira Gomes, vítima da COVID-19, em Brasília, Brasil, 16 de abril de 2021

    São Paulo entra na fase de transição do plano de combate à COVID-19

    A nova fase do plano de flexibilização da quarentena, com a abertura de shoppings e lojas de rua em horários reduzidos, apresentou um bom resultado ao comércio, com filas nas lojas de telefonia e nas cafeterias no domingo (18). Além do comércio, as atividades religiosas, também com horários reduzidos, foram permitidas. Por sua vez, restaurantes, academias, salões de beleza, atividades culturais e parques devem ser reabertos a partir do dia 24 de abril. De acordo com as novas regras do governo de João Doria, as lojas podem receber no máximo 25% da capacidade nesta fase.

    João Doria, governador de São Paulo, participa de entrevista coletiva após a aplicação da primeira vacina contra a COVID-19 na capital paulista
    © Folhapress / Eliane Neves / Fotoarena
    João Doria, governador de São Paulo, participa de entrevista coletiva após a aplicação da primeira vacina contra a COVID-19 na capital paulista

    Governo brasileiro paga apenas 17% dos recursos para COVID-19

    Com os sucessivos impasses do governo e do Congresso com relação ao orçamento anual, a execução das medidas ligadas à COVID-19 foi afetada. Até o momento, o governo executou apenas 17% do valor mínimo estimado pela equipe econômica para combater a crise em 2021. Enquanto as medidas devem seguir paralisadas, a equipe econômica tenta encontrar meios para liberar os recursos sem ir contra as regras fiscais e a decretação do estado de calamidade pública.

    O Presidente da República, Jair Bolsonaro, durante declaração após reunião com os presidentes do Senado Federal, Câmara dos Deputados e Supremo Tribunal Federal, ministros e governadores
    © Foto / Marcelo Camargo/Agência Brasil
    O Presidente da República, Jair Bolsonaro, durante declaração após reunião com os presidentes do Senado Federal, Câmara dos Deputados e Supremo Tribunal Federal, ministros e governadores

    Brasileiros são discriminados na Europa por nova variante do vírus

    Brasileiros viram alvo de discriminação na Europa por conta do descontrole da pandemia no Brasil e preocupação com novas variantes identificadas no país. Diversos brasileiros já relataram ser acusados de disseminar a doença na Europa. Os atos discriminatórios estão ocorrendo tanto no mundo virtual como no real. Um brasileiro, em condição de anonimato, afirmou à Folha de São Paulo, que os brasileiros, além de serem mal vistos no geral, agora são tratados como ameaças internacionais.

    • A França obrigará os viajantes do Brasil, Argentina, Chile e África do Sul a ficarem em quarentena por dez dias, temendo a expansão de novas variantes do coronavírus. Além disso, o país criará condições mais rigorosas para entrar no país. Os franceses também informaram que a suspensão dos voos com o Brasil vai durar pelo menos até a próxima sexta-feira (23).
    Avião Airbus A320 da companhia aérea Air France decola de Paris, França, 2 de abril de 2021
    © REUTERS / Christian Hartmann
    Avião Airbus A320 da companhia aérea Air France decola de Paris, França, 2 de abril de 2021

    Lava Jato causa colapso no Judiciário

    Em entrevista neste domingo (18), Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), disse que algumas instâncias da operação Lava Jato "sucumbiram às pressões políticas". O ministro do STF, em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, avaliou que a Lava Jato provocou um "colapso" no Judiciário do Brasil. Segundo ele, "o STJ [Superior Tribunal de Justiça] não cumpriu adequadamente seu papel". O ministro deixou claro que o STF não julgou o mérito se Lula cometeu corrupção passiva e lavagem de dinheiro, em resposta às críticas de que o tribunal estaria favorecendo o petista. Além disso, criticou as instâncias inferiores da Justiça do Brasil, dizendo que alguns magistrados subiram à pressão midiática do caso.

    Gilmar Mendes, ministro do STF, em 23 de outubro, durante julgamento sobre prisão em segunda instancia realizado no Plenário do STF.
    © Folhapress / Mateus Bonomi
    Gilmar Mendes, ministro do STF, em 23 de outubro, durante julgamento sobre prisão em segunda instancia realizado no Plenário do STF.

    Rússia expulsa 20 diplomatas da República Tcheca

    No domingo (18), a Rússia anunciou a expulsão de 20 diplomatas da República Tcheca e deu até o final desta segunda-feira (19) para irem embora. No sábado (17), a República Tcheca decidiu expulsar 18 diplomatas russos como forma de retaliação contra Moscou. O governo tcheco acusa os diplomatas de envolvimento em uma explosão em um depósito de munição em Vrbetice, em 2014, onde dois cidadãos tchecos foram mortos. A chancelaria russa considerou as acusações "absurdas".

    Embaixada da República Tcheca em Moscou, na Rússia, 18 de abril de 2021
    © REUTERS / Shamil Zhumatov
    Embaixada da República Tcheca em Moscou, na Rússia, 18 de abril de 2021

    Base aérea usada por tropas dos EUA no Iraque é atingida por diversos foguetes

    Diversos foguetes atingiram, no domingo (18), a base aérea de Balad, no Iraque, que abriga forças norte-americanas. A base está localizada ao norte de Bagdá. De acordo com dados preliminares, dois militares iraquianos ficaram feridos. Fontes dos serviços de segurança afirmaram que a base aérea foi atingida por cinco foguetes Katyusha, e que dois militares estrangeiros e três iraquianos ficaram feridos. Por sua vez, o Exército norte-americano negou a presença de suas tropas na base aérea de Balad.

    Caça F-16 iraquiano na base aérea de Balad, no Iraque
    © AP Photo / Khalid Mohammed
    Caça F-16 iraquiano na base aérea de Balad, no Iraque

    Mais:

    'Diálogo aberto e franco com a Rússia' é necessário para resolver crises mundiais, diz Macron
    Polícia tcheca inclui 2 russos acusados de envolvimento no caso Skripal em lista de procurados
    Biden afirma que situação do opositor russo Aleksei Navalny é 'totalmente injusta'
    Trump condena atraso de Biden para o fim da Guerra do Afeganistão
    Brasil: TCU aponta 'grave omissão' de Braga Netto no combate à pandemia da COVID-19
    Estado do Rio tem recorde de mortes pela COVID-19, com 446 óbitos em 24 horas
    Tags:
    Europa, Operação Lava Jato, Lava Jato, base aérea, foguetes, foguete, míssil, ataques, ataque, Iraque, COVID-19, novo coronavírus, Rússia, EUA, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar