21:27 22 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Hoje atualizado
    URL curta
    3312
    Nos siga no

    Bom dia! A Sputnik Brasil acompanha as notícias mais relevantes desta segunda-feira (29), marcada pelo novo recorde de mortes no Brasil, pelo novo alvo da COVID-19 e pela apresentação do passaporte da COVID-19 na UE.

    Brasil falha no combate à COVID-19 e bate novo recorde de mortes

    Ao menos 1.656 óbitos ligados ao novo coronavírus foram contabilizados no Brasil nas últimas 24 horas, elevando para 312.206 a quantidade de vítimas fatais da pandemia no país até o momento. Os dados fazem parte do boletim deste domingo (28) do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). Segundo o órgão, 44.326 novos diagnósticos de COVID-19 foram confirmados ao longo do último dia. Com isso, agora são 12.534.688 casos acumulados desde o início do surto no Brasil. Para ter uma noção, o país está há 12 dias seguidos com a média móvel de mortes acima da marca de dois mil. Após desavenças entre o governo brasileiro e lentidão para tomar as ações necessárias, até agora 15.504.363 pessoas receberam ao menos a primeira dose de uma das vacinas contra a COVID-19 no Brasil, o equivalente a 7,32% da população brasileira. A segunda dose foi aplicada em 4.699.784 indivíduos, o que representa 2,22% da população.

    Coveiros completamente protegidos enquanto carregam caixão de uma das vítimas da COVID-19 no cemitério da Vila Formosa, em São Paulo, 24 de março de 2021
    © AP Photo / Andre Penner
    Coveiros completamente protegidos enquanto carregam caixão de uma das vítimas da COVID-19 no cemitério da Vila Formosa, em São Paulo, 24 de março de 2021

    Novo alvo da COVID-19: internação de jovens sobe até 500% no Brasil

    Em 2020, a COVID-19 tinha como alvo pessoas que faziam parte dos grupos de risco, principalmente as da terceira idade. Contudo, em 2021, o novo coronavírus está atingindo e matando mais jovens. As internações de jovens cresceram até 500% por COVID-19. Atualmente, uma em cada cinco pessoas com COVID-19 internadas em UTIs tem entre 18 e 44 anos, segundo a Associação Brasileira de Medicina Intensiva. Os números de casos diagnosticados entre a faixa etária de 30 a 39 anos cresceu 565,08%, enquanto pessoas de 40 a 49 anos tiveram aumento de 626% e entre as de 50 e 59 anos de 525,93%.

    Equipe de resgate chega ao hospital com paciente com suspeita de COVID-19 em Brasília, 23 de março de 2021
    © AP Photo / Eraldo Peres
    Equipe de resgate chega ao hospital com paciente com suspeita de COVID-19 em Brasília, 23 de março de 2021

    Certificado de Saúde digital é apresentado na União Europeia

    A União Europeia apresentou um "certificado digital verde" que permitirá o deslocamento seguro dentro do território comunitário. Estes passaportes de saúde estarão disponíveis na União Europeia nos próximos dois ou três meses em formato digital ou impresso. O documento foi apresentado pelo comissário da União Europeia, Thierry Breton, que explicou que no documento serão indicados o nome da pessoa, a data de nascimento, o número do passaporte e um código QR com informação sobre a vacinação contra a COVID-19 e se já teve a doença ou não. O passaporte será válido para os 27 países-membros da União Europeia.

    • Por sua vez, veículos de imprensa informam que o Reino Unido está deixando o lockdown e flexibilizando as restrições de quarentena. De acordo com mídia britânica, os britânicos poderão se reunir ao ar livre em grupos de seis pessoas. Os encontros poderão ser realizados em jardins, parques e praias. Esportes como futebol, críquete, tênis, golfe e natação também serão retomados.
    Comissário da União Europeia, Thierry Breton fala durante coletiva de imprensa em encontro para introduzir a proposta da legislação sobre o certificado de vacinação contra COVID-19 na sede da UE, em Bruxelas, Bélgica
    © REUTERS / John Thys
    Comissário da União Europeia, Thierry Breton fala durante coletiva de imprensa em encontro para introduzir a proposta da legislação sobre o certificado de vacinação contra COVID-19 na sede da UE, em Bruxelas, Bélgica

    Maduro oferece petróleo em troca de vacinas

    O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou estar avaliando diversas formas de adquirir as doses necessárias de vacinas contra a COVID-19, incluindo o envio de uma parte da sua produção de petróleo. De acordo com Maduro, a Venezuela está tomando medidas legais para liberar os fundos congelados em contas governamentais no exterior, a fim de pagar pelas vacinas sob o mecanismo internacional COVAX. O líder venezuelano também afirmou que o esquema de pagamento por meio de petróleo é a segunda opção para fornecer vacinas a toda a população venezuelana.

    Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro segura cópia da Constituição venezuelana durante depoimento para emissora estadual, 28 de março de 2021
    © REUTERS / Miraflores Palace
    Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro segura cópia da Constituição venezuelana durante depoimento para emissora estadual, 28 de março de 2021

    Navio encalhado volta a flutuar no canal de Suez

    O navio de carga Ever Given, que estava bloqueando o canal de Suez, no Egito, desde o início da semana, foi movido na madrugada desta segunda-feira (29) por equipes de resgate. A informação foi confirmada pela empresa de serviços marítimos Inchcape Shipping. Apesar do sucesso da operação, ainda não está claro em que momento o tráfego no canal poderá ser retomado. O cargueiro de 59 metros de largura, 60 metros de altura e cerca de 400 metros de comprimento, pertencente à empresa Evergreen Marine, de Taiwan, encalhou no canal na última terça-feira (23), provocando um grande congestionamento em um dos principais gargalos do comércio internacional.

    Um navio visto fora do canal de Suez, próximo de Ismailia, no Egito, 29 de março de 2021
    © REUTERS / Hanaa Habib
    Um navio visto fora do canal de Suez, próximo de Ismailia, no Egito, 29 de março de 2021

    Confronto 'mais sangrento' em Mianmar

    De acordo com o jornal The Wall Street Journal, neste domingo (28), os militares de Mianmar mataram mais de 90 pessoas durante o confronto mais sangrento do país entre militares e civis. Entre as vítimas fatais estavam seis crianças de 10 a 16 anos de idade. Além disso, o jornal informa que muitos dos feridos morreram posteriormente nos hospitais. A população de Mianmar segue afirmando que está cansada de violência e brutalidade militar, e que está cada vez mais ansiosa para derrubar os militares que tomaram o poder.

    Manifestante dispara durante protesto contra militares em Mianmar, 27 de março de 2021
    © REUTERS / Vídeo obtido pela Reuters
    Manifestante dispara durante protesto contra militares em Mianmar, 27 de março de 2021

    Mais:

    Macedônia do Norte recebe 2º lote da vacina Sputnik V contra a COVID-19
    Guaidó anuncia que está com COVID-19
    Japão lançará certificados de vacinação digitais contra a COVID-19, relata mídia
    COVID-19: México afirma que número de mortes pode ser 60% maior do que apontam indicadores
    Tags:
    navio, Canal de Suez, vacinação, vacina, União Europeia, Mianmar, Venezuela, Nicolas Maduro, nicolás maduro, Brasil, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar