11:28 17 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Hoje atualizado
    URL curta
    1340
    Nos siga no

    Bom dia! A Sputnik Brasil acompanha as notícias mais relevantes desta segunda-feira (22), na qual Brasil busca ajuda internacional por "kit intubação", Cuba inicia vacinação com Soberana 02 e chanceler russo quer Rússia e China livres de sistemas de pagamentos "controlados pelo Ocidente".

    Pazuello apresenta plano para remanejar oxigênio entre estados

    Em seus últimos dias de mandato, o ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, apresentou "Plano Oxigênio Brasil", que propõe o remanejamento de cilindros de oxigênio entre estados da federação para evitar o esgotamento do bem, essencial para o combate à COVID-19. Anteriormente, empresas fornecedoras de oxigênio hospitalar alertaram para uma possível escassez, em função da alta demanda provocada pela pandemia do novo coronavírus. O ministro da Saúde compareceu ao Aeroporto de Guarulhos neste domingo (21), acompanhado do chanceler, Ernesto Araújo, para receber 1.9 milhão de doses de vacina contra a COVID-19 enviadas ao Brasil pela iniciativa COVAX de distribuição de imunizantes para países em desenvolvimento, coordenada pela Organização Mundial da Saúde (OMS). O Brasil registrou mais 1.259 mortes e 47.107 casos de COVID-19, totalizando 294.115 óbitos e 11.996.442 diagnósticos da doença, informou consórcio entre secretarias estaduais de saúde e veículos de imprensa.

    Praia de Ipanema fechada em função das restrições impostas na cidade do Rio de Janeiro contra a COVID-19, 21 de março de 2021
    © REUTERS / Pilar Olivares
    Praia de Ipanema fechada em função das restrições impostas na cidade do Rio de Janeiro contra a COVID-19, 21 de março de 2021

    Governo recorre ao Itamaraty para garantir 'kit intubação'

    O governo federal solicitou ao Ministério das Relações Exteriores que realize consultas no exterior "com máxima urgência" para garantir a compra de medicamentos essenciais para a intubação de pacientes com COVID-19. Os estoques de analgésicos, sedativos e bloqueadores musculares do país seriam suficientes para somente 15 dias, reportou a Folha de São Paulo. Os diplomatas teriam sido instruídos a buscarem ofertas de medicamentos como besilato de atracúrio, midazolam, propofol e fentanil, cujos preços sofreram forte alta em função da pandemia. Anteriormente, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) flexibilizou as regras para registro, importação e uso de medicamentos do chamado "kit intubação" no Brasil.

    Motoristas de aplicativos de entrega de refeições protestam por melhores salários e condições de trabalho na Avenida Paulista, São Paulo, 19 de março de 2021
    © REUTERS / Amanda Perobelli
    Motoristas de aplicativos de entrega de refeições protestam por melhores salários e condições de trabalho na Avenida Paulista, São Paulo, 19 de março de 2021

    Cuba inicia vacinação de profissionais de saúde com Soberana 02

    Nesta segunda-feira (22), a ilha de Cuba vai dar início à vacinação de grupos prioritários utilizando o imunizante desenvolvido nacionalmente, Soberana 02, informaram as autoridades locais. Os primeiros a receberem a vacina serão profissionais de saúde da linha de frente e cientistas da indústria de biotecnologia local. Outra vacina cubana chamada Abdala entrará na fase três de testes clínicos ainda hoje (22), com 45 mil voluntários registrados para participar dos testes, reportou a agência Xinhua. Cuba registrou mais duas mortes e 796 casos de COVID-19, totalizando 394 óbitos e 66.758 casos da doença.

    Estudantes de medicina checam porta a porta por possíveis sintomas de COVID-19 entre moradores de Havana, Cuba, 24 de fevereiro de 2021
    © REUTERS / Alexandre Meneghini
    Estudantes de medicina checam porta a porta por possíveis sintomas de COVID-19 entre moradores de Havana, Cuba, 24 de fevereiro de 2021

    Lavrov inicia visita oficial à China

    Nesta segunda-feira (22), o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, chegou à cidade chinesa de Guilin para visita oficial de dois dias ao país asiático. Lavrov deve se reunir com seu homólogo chinês, Wang Yi, nesta terça-feira (23), para debater temas da agenda bilateral. "Precisamos reduzir o risco de sanções fortalecendo a nossa independência tecnológica, adotando sistemas de pagamento em moedas nacionais e internacionais, alternativas ao dólar. Precisamos deixar de usar sistemas de pagamentos internacionais controlados pelo Ocidente", disse Lavrov em entrevista à mídia chinesa. Segundo ele, os esforços dos EUA "impedem o desenvolvimento de outros países" para manterem sua hegemonia e "estão no lado errado da história".

    Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, participa da conferência de paz sobre o Afeganistão, em Moscou, Rússia, 18 de março de 2021
    © Sputnik / Ministério das Relações Exteriores da Rússia
    Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, participa de conferência de paz sobre o Afeganistão, em Moscou, Rússia, 18 de março de 2021

    Testes com vacina da AstraZeneca nos EUA mostram 79% de eficácia do imunizante, diz farmacêutica

    Nesta segunda-feira (22), a farmacêutica AstraZeneca divulgou os resultados de testes de larga escala realizados com o seu imunizante desenvolvido em parceria com a Universidade de Oxford. Os dados acusam 79% de eficácia contra casos sintomáticos de COVID-19 e 100% de eficácia contra casos graves. Os testes também negaram que a vacina gere maior incidência de coágulos sanguíneos e trombose do seio venoso cerebral. "Não houve aumento de risco de trombose ou eventos caracterizados como trombose dentre os 21.583 participantes que receberam pelo menos uma dose da vacina. A pesquisa específica para trombose do seio venoso cerebral não detectou eventos neste teste", informou a empresa.

    Enfermeira mostra bandeja com doses de vacina da farmacêutica AstraZeneca, na cidade de Hagen, Alemanha, 19 de março de 2021
    © REUTERS / Kai Pfaffenbach
    Enfermeira mostra bandeja com doses de vacina da farmacêutica AstraZeneca, na cidade de Hagen, Alemanha, 19 de março de 2021

    China inicia julgamento de canadense no dia de nova sessão do caso Meng em Vancouver 

    Nesta segunda-feira (22), a China inicia o julgamento de cidadão canadense detido por acusações de espionagem em Pequim. Diplomatas canadenses teriam tido acesso ao julgamento negado, por se tratar de caso ligado à manutenção da segurança nacional, informaram autoridades chinesas. Michael Kovrig, que trabalhou no Ministério das Relações Exteriores do Canadá, foi detido em 2018 junto com seu compatriota Michael Spavor, ambos acusados de espionagem. Nesta segunda-feira (22), o Canadá também deve retomar julgamento da nacional chinesa Meng Wanzhou, alta executiva da gigante de telecomunicações Huawei. Presa em Vancouver, Wanzhou é acusada de violar sanções norte-americanas contra o Irã e pode ser extraditada para os EUA. 

    Mais:

    Nicolás Maduro confirma 2ª onda da COVID-19 e culpa variante brasileira
    EUA se preparam para 'guerra no Ártico' após enviarem vários bombardeiros para a região, diz portal
    Diplomacia das vacinas: Xi Jinping, da China, manda recado ao povo da Colômbia após entrega de doses
    Tags:
    Huawei, Canadá, Sergei Lavrov, Rússia, China, Itamaraty, MRE, Cuba, vacinação, pandemia, COVID-19, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar