23:39 17 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Hoje atualizado
    URL curta
    1220
    Nos siga no

    Bom dia! A Sputnik Brasil acompanha as notícias desse 8 de março, Dia Internacional da Mulher, marcado pela formação do Fórum de Governadores contra a COVID-19, pelo apoio do Brasil a Israel contra investigação de crimes de guerra cometidos na Palestina e alerta sobre ataques cibernéticos dos EUA contra a Rússia "nas próximas semanas".

    Fórum de Governadores quer coordenar medidas de restrições contra COVID-19

    Nesta segunda-feira (8), o Fórum de Governadores deve se reunir com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, para debater a aceleração da campanha de vacinação contra COVID-19 no Brasil. "A gente não pode ter uma operação de guerra e a Anvisa com exigências [...] próprias de um [período de] normalidade. A Sputnik tem vacina, pode oferecer. Tem a União Química, que produz no Brasil. É o Brasil com seus laboratórios, com cientistas brasileiros – Fiocruz, Butantan e União Química – que vai produzir a maior quantidade, especialmente nessa fase de maior disputa mundial", disse o governador do Piauí, Wellington Dias (PT) ao portal G1.

    Dias coordena o Fórum de Governadores que busca coordenar medidas restritivas contra a COVID-19. "Não adianta o meu estado fazer e outro não fazer. Isso é o que chamei de 'enxugar gelo' [...] a transmissibilidade tem que ser cortada nacionalmente", disse Dias. O Brasil confirmou mais 1.054 mortes e 79.237 casos de COVID-19, totalizando 265.500 óbitos e 11.018.557 diagnósticos da doença, informou consórcio entre secretarias estaduais de saúde e veículos de imprensa.

    Parentes e amigos em enterro de vítima da COVID-19 em Porto Alegre, 5 de março de 2021
    © REUTERS / Diego Vara
    Parentes e amigos em enterro de vítima da COVID-19 em Porto Alegre, 5 de março de 2021

    Lula seria único capaz de derrotar Bolsonaro em 2022, aponta pesquisa

    Pesquisa do instituto Ipec (Inteligência em Pesquisa e Consultoria) aponta o ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, com maior capital político para derrotar Jair Bolsonaro na corrida presidencial de 2022. O levantamento, que mede a aceitação e rejeição de pré-candidatos, aponta que 50% do eleitorado votaria em Lula, que teria 44% de rejeição. Bolsonaro, por sua vez, tem aceitação de 38% e rejeição de 56%. Outros candidatos com potencial de voto são Sergio Moro (31%), Luciano Huck (28%), Fernando Haddad (27%), Ciro Gomes (25%), Marina Silva (21%), Luiz Henrique Mandetta (15%), João Doria (15%) e Guilherme Boulos (10%). No entanto, todos esses candidatos têm rejeição de 50% ou superior.

    Manifestante protesta contra medidas de restrição contra a COVID-19 na frente da residência do governador de São Paulo, João Doria, em São Paulo, 7 de março de 2021
    © REUTERS / Amanda Perobelli
    Manifestante protesta contra medidas de restrição contra a COVID-19 na frente da residência do governador de São Paulo, João Doria, em São Paulo, 7 de março de 2021

    Israel agradece ao Brasil por 'apoio firme' contra investigação do TPI sobre a Palestina

    Neste domingo (7), o ministro das Relações Exteriores de Israel, Gabi Ashkenazi, agradeceu ao seu homólogo brasileiro, Ernesto Araújo, por se posicionar contra as investigações do Tribunal Penal Internacional (TPI) sobre crimes de guerra cometidos na Palestina ocupada. "Agradeço ao governo brasileiro pela sua posição firme contra a decisão da procuradora do TPI. Essa decisão causa danos ao direito internacional e diminui as possibilidades de negociações entre Israel e os palestinos", escreveu Ashkenazi em rede social. Anteriormente, a procuradora do TPI, Fatou Bensouda, informou que a corte investigará crimes de guerra cometidos na Palestina a partir de 2014. A procuradora e demais juízes da corte encontram-se sob sanções impostas pelos EUA em função dessas investigações.

    Árabes israelenses protestam contra violência policial contra sua comunidade, em Umm al-Fahm, Israel, 5 de março de 2021
    © REUTERS / Ammar Awad
    Árabes israelenses protestam contra violência policial contra sua comunidade, em Umm al-Fahm, Israel, 5 de março de 2021

    EUA anunciam 'retaliação' e sanções contra a Rússia, diz New York Times

    Neste domingo (7), o jornal The New York Times informou que autoridades norte-americanas devem iniciar movimentos retaliatórios contra a Rússia nas próximas semanas. As ações seriam uma combinação de "ações clandestinas" e novas "sanções econômicas", disseram fontes ouvidas pelo jornal. "Uma série de ações clandestinas por redes russas serão evidentes ao presidente Vladimir V. Putin e seus serviços militares e de inteligência, mas não ao restante do mundo", informou a publicação. A expectativa é que as ações sejam realizadas sobre a forma de ataques cibernéticos. Anteriormente, o conselheiro de Segurança Nacional da presidência dos EUA, Jake Sullivan, havia dito que ações públicas e privadas serão "eficazes" no combate à Rússia.

    Conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, Jake Sullivan, durante reunião na Casa Branca, Washington, EUA, 23 de fevereiro de 2021
    © REUTERS / Jonathan Ernst

    Conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, Jake Sullivan, durante reunião na Casa Branca, Washington, EUA, 23 de fevereiro de 2021

    Papa Francisco diz manter o Iraque 'no coração' em evento final de visita histórica

    Neste domingo (7), o papa Francisco disse que vai manter o Iraque "no coração", durante celebração de missa em estádio na cidade iraquiana de maioria curda, Arbil. "Durante minha estadia entre vocês, ouvi vozes de tristeza e perda, mas também vozes de esperança e consolo", disse o papa. "Agora, se aproxima a hora de meu retorno a Roma. No entanto, o Iraque sempre permanecerá comigo, em meu coração." Francisco prometeu atenção à comunidade cristã do país, que sofreu repressão durante o jugo do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e demais países), e a promoção do diálogo entre religiões. A população cristã do Iraque, que era de cerca de 1,5 milhão de fiéis antes da invasão do país pelos EUA em 2003, foi reduzida para menos de 400 mil, reportou a AFP.

    Fiéis aguardam a chegada do Papa Francisco, em Mossul, Iraque, 7 de março de 2021
    © REUTERS / Yara Nardi
    Fiéis aguardam a chegada do Papa Francisco, em Mossul, Iraque, 7 de março de 2021

    Sindicatos pedem greve contra golpe militar em Mianmar

    Nesta segunda-feira (8), lojas, fábricas e bancos amanheceram com as portas fechadas na principal cidade de Mianmar, Yangon, conforme sindicatos convocam greve geral para protestar contra golpe militar. Sindicatos dos setores de manufatura e agricultura coordenam os esforços, reportou a Reuters. Em comunicado, as organizações declararam que manter a atividade econômica ajudaria os militares "que reprimem a energia do povo de Mianmar". A violência contra manifestantes dificulta a manutenção de protestos de rua, o que leva os críticos da junta militar a buscar novas formas de manifestação.

    Mais:

    General polonês descreve possível cenário de guerra entre Rússia e OTAN em Kaliningrado
    Múltiplas explosões são registradas em Bata, na Guiné Equatorial (VÍDEOS)
    Arábia Saudita confirma ataques com drone ao porto de Ras Tanura
    Tags:
    Brasil, Sputnik V, Rússia, ataques cibernéticos, EUA, Luiz Inácio Lula da Silva, Jair Bolsonaro, israel, Ernesto Araújo, Papa Francisco, Iraque, Mianmar
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar