07:40 17 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Hoje atualizado
    URL curta
    1293
    Nos siga no

    Bom dia! A Sputnik Brasil está de olho nas notícias mais relevantes desta segunda-feira (7), na qual São Paulo deve anunciar plano de vacinação contra COVID-19, Trump planeja saída triunfal da Casa Branca e últimos dados serão lançados nas negociações do Brexit.

    São Paulo anunciará plano de vacinação com CoronaVac

    Nesta segunda-feira (7), o governo do estado de São Paulo vai anunciar plano de vacinação contra a COVID-19 utilizando o imunizante CoronaVac, produzido pela empresa chinesa, Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan. O governo paulista quer iniciar a vacinação em janeiro de 2021, apesar de o imunizante ainda depender da autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Neste domingo (6), o Brasil confirmou mais 321 óbitos e 26.243 casos de COVID-19, informou consórcio entre secretarias estaduais de saúde e veículos de imprensa. A média móvel do número de mortes ficou em 588, um aumento de 18% em relação à média da semana anterior.

    Família visita festival de Natal realizado no formato drive-through em São Paulo, 5 de dezembro de 2020
    © REUTERS / Amanda Perobelli
    Família visita festival de Natal realizado no formato drive-through em São Paulo, 5 de dezembro de 2020

    STF vota contra reeleição de Maia e Alcolumbre à presidência da Câmara e do Senado

    Neste domingo (6), a maioria do Supremo Tribunal Federal (STF), proferiu decisão contra a reeleição de Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Davi Alcolumbre (DEM-AP) às presidências da Câmara e do Senado, respectivamente. Os atuais presidentes poderiam ser reconduzidos aos cargos em fevereiro de 2021. O recém-empossado ministro Nunes Marques proferiu voto intermediário, que acatou o caso de Alcolumbre, mas rejeitou o de Maia. Por isso, o STF deve proferir decisão final híbrida, que analisa todos os cenários possíveis de reeleição nas casas legislativas. A reeleição de Rodrigo Maia, contou com sete votos contra e quatro a favor. Já Alcolumbre, obteve seis votos contra e cinco a favor.

    Ministro Nunes Marques durante sessão solene de posse no STF
    © Foto / Fellipe Sampaio/Divulgação/STF
    Ministro Nunes Marques durante sessão solene de posse no STF

    Trump prepara saída triunfal da Casa Branca para iniciar campanha de 2024 

    O presidente dos EUA, Donald Trump, estaria planejando uma saída triunfal da Casa Branca para dar início à sua campanha à presidência dos EUA em 2024, informou o portal Axios. O mandatário deve deixar a Casa Branca de helicóptero e seguir para um comício com apoiadores na Flórida. Na ocasião, Trump poderá anunciar sua candidatura à presidência em 2024. Trump teria a intenção de evitar um encontro com Joe Biden na sede do governo e os rituais protocolares da transição, além de manter suas bases mobilizadas durante o mandato de seu opositor democrata.

    Presidente dos EUA, Donald Trump, e a primeira-dama, Melania Trump, acenam ao deixar a Casa Branca, Washington, EUA, 5 de dezembro de 2020
    © REUTERS / Yuri Gripas
    Presidente dos EUA, Donald Trump, e a primeira-dama, Melania Trump, acenam ao deixar a Casa Branca, Washington, EUA, 5 de dezembro de 2020

    Aliança de Maduro ganha eleições na Venezuela

    Nesta segunda-feira (7), a aliança Grande Polo Patriótico Simón Bolívar (GPPSB) venceu as eleições parlamentares na Venezuela, ao obter 67,6% dos votos, informou o Conselho Nacional Eleitoral (CNE). De acordo com resultados preliminares divulgados no Twitter, o grupo Aliança Democrática (AD) ficou em segundo lugar, com 17,95% dos votos. O comparecimento seria de 31% do eleitorado do país. As eleições parlamentares venezuelanas realizadas neste domingo (6) foram boicotadas pela oposição. O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo, considerou o pleito venezuelano uma "farsa".

    Homem vota em cabine eleitoral na capital venezuelana, Caracas, 6 de dezembro de 2020
    © REUTERS / Manaure Quintero
    Homem vota em cabine eleitoral na capital venezuelana, Caracas, 6 de dezembro de 2020

    'Último lançar de dados': Reino Unido e União Europeia entram em última rodada de negociações do Brexit

    Nesta segunda-feira (7), o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, vão dar início à fase final de negociações sobre a saída do país do bloco. Os líderes devem se focar no direito europeu de pesca em águas britânicas. Caso as negociações não atinjam sucesso até o fim do ano, o Reino Unido terá que se desvencilhar do bloco sem acordo, o que poderá ter consequências negativas não só para o país, mas também para vizinhos, como a Irlanda.

    Primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, em conferência de imprensa em Londres, Reino Unido, 2 de dezembro de 2020
    © REUTERS / John Sibley
    Primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, em conferência de imprensa em Londres, Reino Unido, 2 de dezembro de 2020

    EUA estariam preparando mais sanções contra funcionários do governo chinês

    Os EUA estariam preparando mais um pacote de sanções contra dezenas de funcionários do governo chinês, informou uma fonte do Departamento de Estado dos EUA ouvida pela Reuters. As sanções seriam impostas em função da inelegibilidade de legisladores pró-democracia de Hong Kong. Durante reunião com empresários norte-americanos, o ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, insistiu aos EUA para não interferirem nos assuntos internos da China e expressou esperança de que as relações entre EUA e China "voltem para a racionalidade e objetividade".

    Mais:

    Escândalo dos caças F-35 da Dinamarca lança sombra sobre EUA, segundo mídia
    Comércio mundial fica sem contêineres: o que China e EUA têm a ver?
    Caso Marielle: nova pista intriga investigadores
    Tags:
    Vacina CoronaVac, União Europeia, Brexit, Donald Trump, Brasil, EUA, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar