10:50 25 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Hoje atualizado
    URL curta
    1240
    Nos siga no

    Bom dia! A Sputnik Brasil acompanha os destaques desta sexta-feira (27), marcada pelos últimos debates antes do segundo turno das eleições municipais no Brasil, pela preparação para vacinação em massa na Rússia e por ofensiva etíope contra a região de Tigré.

    Candidatos se enfrentam em debates finais antes do 2º turno das eleições para prefeito

    Nesta sexta-feira (27), candidatos a prefeito em 18 capitais brasileiras se enfrentam nos últimos debates antes do segundo turno. Ao todo, 57 municípios realizarão segundo turno no país. Pesquisa do Instituto Datafolha divulgada na quinta-feira (26) aponta Bruno Covas (PSDB) com 47% e Guilherme Boulos (PSOL) com 40% em São Paulo. No Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM) tem 55% contra 23% de Crivella (Republicanos) e, no Recife, Marília Arraes (PT) lidera com 43%, contra 40% de João Campos (PSB).

    Trump diz que deixará a Casa Branca caso colégio eleitoral dê vitória a Biden

    Na quinta-feira (26), o presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que deixará a Casa Branca caso colégio eleitoral dê vitória a Biden, em primeiro sinal de que pode reconhecer a derrota eleitoral nas eleições presidenciais de 3 de novembro. Apesar do gesto, Trump continua a alegar que houve fraude no pleito norte-americano. Em conversa com militares por vídeoconferência, Trump prometeu distribuição de vacina nos EUA a partir da semana que vem, a ser distribuída inicialmente para funcionários da linha de frente, como agentes de saúde, e pessoas idosas.

    Presidente dos EUA, Donald Trump, em videoconferência com militares, na Casa Branca, Washington, EUA, 26 de novembro de 2020
    © REUTERS / Erin Scott
    Presidente dos EUA, Donald Trump, em videoconferência com militares, na Casa Branca, Washington, EUA, 26 de novembro de 2020

    Etiópia lança 'ofensiva final' contra forças tigré

    Na quinta-feira (26), o primeiro-ministro da Etiópa, Abiy Ahmed, iniciou a "última fase" da ofensiva militar contra a Frente de Libertação Popular de Tigré (FLPT), após ultimato imposto pelo exército etíope contra o grupo ter expirado. A ofensiva contra a capital de Tigré, Mekelle, de 500 mil habitantes, preocupa organizações de defesa de direitos humanos. O acesso da região de Tigré à Internet ou linhas de telecomunicação estão cortados desde o início da ofensiva do governo contra a FLPT, no dia 4 de novembro.

    Família de refugiados da Etiópia no campo de Fashaga, no estado de Kassala, Sudão, 24 de novembro de 2020
    © REUTERS / Mohamed Nureldin Abdallah
    Família de refugiados da Etiópia no campo de Fashaga, no estado de Kassala, Sudão, 24 de novembro de 2020

    Moscou se prepara para vacinação em massa contra COVID-19

    Na quinta-feira (26), o prefeito de Moscou, Sergei Sobyanin, informou que a capital russa se prepara para a vacinação em massa de cidadãos contra a COVID-19. "Preparamos mais de 300 pontos de vacinação, equipados com os instrumentos e pessoal necessário", disse o prefeito. Grupos prioritários já recebem a primeira dose da vacina Sputnik V em Moscou. Fora da Rússia, a empresa farmacêutica indiana Hetero e o Fundo Russo de Investimentos Diretos acordaram a produção de 100 milhões de doses da vacina anualmente no país asiático, informou a conta Sputnik V no Twitter nesta sexta-feira (26). A vacina começará a ser produzida pela Hetero no início de 2021.

    Médica de hospital regional recebe a vacina Sputnik V contra a COVID-19 em Tver, Rússia
    © REUTERS / Tatiana Makeyeva
    Médica de hospital regional recebe a vacina Sputnik V contra a COVID-19 em Tver, Rússia

    China impõe restrições à importação de vinhos da Austrália

    Nesta sexta-feira (27), a China impôs medidas antidumping contra vinhos produzidos na Austrália, na mais recente escalada da grave crise na relação entre os países. O ministro do Comércio australiano, Simon Birmingham, afirmou que a medida é "injusta" e parte de uma "estratégia deliberada" da China para pressionar Camberra. A Austrália exporta mais de US$ 900 milhões (cerca de R$ 4 bilhões) em vinhos para o parceiro asiático, seu principal mercado. As relações entre os países se deterioraram significativamente em 2020, com medidas da Austrália para banir a empresa chinesa Huawei de seu mercado e acusações sobre a alegada responsabilidade de Pequim pela pandemia do novo coronavírus. 

    Vinhos australianos à venda em loja de Pequim, China, 27 de novembro de 2020
    © REUTERS / Florence Lo
    Vinhos australianos à venda em loja de Pequim, China, 27 de novembro de 2020

    Agência nuclear do Japão é alvo de ataque cibernético

    Nesta sexta-feira (27), a agência de notícias Kyodo informou que a Comissão de Energia Atômica do Japão foi alvo de ataque cibernético. Os perpetradores teriam tido acesso a documentos classificados do órgão e informações acerca do seu funcionamento interno. No entanto, a comissão nega que o ataque tenha colocado em risco as estruturas nucleares do Japão, uma vez que documentos sobre a proteção de material radioativo não teriam sido atingidos. A realização de ataques cibernéticos a pontos-chave da infraestrutura de países é uma ameaça crescente à segurança de países em todo o mundo.

    Mais:

    Represálias e perdas comerciais para Brasil: analista comenta declarações 'inadequadas' contra China
    Rússia lança míssil Tsirkon, que atinge alvo a 450 km durante teste (VÍDEO)
    Ibope: Paes lidera com folga no Rio; em SP, diferença entre Boulos e Covas é de 11 pontos
    Tags:
    Etiópia, Japão, Austrália, China, vacinação, Rússia, COVID-19, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar