08:54 30 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Hoje atualizado
    URL curta
    2280
    Nos siga no

    Bom dia! A Sputnik Brasil acompanha as notícias mais relevantes desta quarta-feira (7), na qual onda de calor no Brasil gera risco de hipotermia, candidatos à vice-presidência dos EUA se reúnem para debate e grupos de manifestantes entram em confronto no Quirguistão.

    CNE aprova ensino remoto até dezembro de 2021

    Nesta terça-feira (6), o Conselho Nacional de Educação (CNE) aprovou a validade do ensino remoto até dezembro de 2021. De acordo com o texto, que se aplica a todas as redes de ensino do país, desde a educação básica até as universidades, as instituições estão autorizadas a fundir os anos letivos de 2020 e 2021. A diretriz, que ainda precisa ser homologada pelo Ministério da Educação, é uma resposta à pandemia de COVID-19. Nas últimas 24 horas, o Brasil confirmou mais 798 mortes e 30.454 casos da doença, totalizando 147.571 óbitos e 4.970.953 diagnósticos do novo coronavírus.

    Crianças no projeto Educação na Quarentena, na comunidade dos Prazeres, Rio de Janeiro, 1º de outubro de 2020
    © REUTERS / Pilar Olivares
    Crianças no projeto Educação na Quarentena, na comunidade dos Prazeres, Rio de Janeiro, 1º de outubro de 2020

    Com temperaturas 5 ºC acima da média, Inmet alerta para risco de hipertermia

    Nesta terça-feira (6), o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta vermelho para as regiões Centro-Oeste e Sudeste e para o estado do Tocantins, em função de forte onda de calor. De acordo com o Inmet, as temperaturas nessas regiões estão 5 ºC acima da média histórica e existe risco à saúde da população, inclusive de morte por hipertermia. A hipertermia consiste na elevação da temperatura corporal para níveis superiores a 40 ºC, que pode levar a confusão mental, comprometimento de órgãos internos e risco de morte. Além disso, a baixa umidade relativa do ar também aumenta o risco de incêndios florestais.

    Praia lotada no Rio de Janeiro, 2 de outubro de 2020
    © REUTERS / Ricardo Moraes
    Praia lotada no Rio de Janeiro, 2 de outubro de 2020

    Com Trump em quarentena, debate de candidatos à vice-presidência ganha importância

    Nesta quarta-feira (7), debate entre os candidatos à vice-presidência dos EUA opõe o candidato republicano, Mike Pence, e a democrata, Kamala Harris. Com o presidente do país e candidato à reeleição, Donald Trump, em quarentena na Casa Branca, o debate dos vices ganhou importância sem precedentes, a menos de um mês das eleições presidenciais norte-americanas. A chapa democrata está 16 pontos percentuais à frente nas pesquisas de intenção de votos, de acordo com o canal CNN.

    Protetores de acrílico são instalados em cenário para o debate entre candidatos à vice-presidência dos EUA, em Salt Lake City, 6 de outubro de 2020
    © REUTERS / Brian Snyder
    Protetores de acrílico são instalados em cenário para o debate entre candidatos à vice-presidência dos EUA, em Salt Lake City, 6 de outubro de 2020

    Primeiro-ministro da Armênia chama campanhas turca e azeri de 'ataque terrorista'

    Nesta quarta-feira (7), o primeiro-ministro da Armênia, Nikol Pashinyan, disse que as ações de Turquia e Azerbaijão são "ataques terroristas" contra a região de Nagorno-Karabakh. "O que estamos enfrentando é um ataque terrorista internacional azeri-turco", disse Pashinyan ao canal Sky News. "Para mim, não há dúvida de que esta é uma política de continuidade do genocídio armênio e de tentativa de restabelecimento do império turco." Na terça-feira (6), Pashinyan declarou que a Armênia estaria preparada a realizar concessões, se Azerbaijão também demonstrasse abertura para negociar.

    Moradores se refugiam em bunkers improvisados em meio a conflito na região contestada de Nagorno-Karabakh, na cidade de Tartar, Azerbaijão, 6 de outubro de 2020
    © REUTERS / Umit Bektas
    Moradores se refugiam em bunkers improvisados em meio a conflito na região contestada de Nagorno-Karabakh, na cidade de Tartar, Azerbaijão, 6 de outubro de 2020

    Manifestantes de grupos opositores entram em confronto na capital do Quirguistão

    Na madrugada desta quarta-feira (7), manifestantes de grupos opostos entraram em confronto em Bishkek, capital do Quirguistão, país da Ásia Central que enfrenta grave crise política após a realização de eleições parlamentares, em 4 de outubro. Autoridades anularam os resultados do pleito, após manifestantes invadirem a sede do governo. Nesta terça-feira (6), o primeiro-ministro do país, Kubatbek Boronov, renunciou ao cargo e deve ser substituído pelo opositor Sadyr Zhaparov, recentemente libertado de custódia policial.

    Manifestantes contestam resultados de eleições parlamentares em Bishkek, Quirguistão, 6 de outubro de 2020
    © AFP 2020 / Vyacheslav Oseledko
    Manifestantes contestam resultados de eleições parlamentares em Bishkek, Quirguistão, 6 de outubro de 2020

    Congresso dos EUA classifica empresas líderes de tecnologia como 'monopólios'

    Nesta terça-feira (6), relatório do Congresso dos EUA classificou quatro empresas do setor de tecnologia como "monopólios", reportou a Reuters. O relatório pede que deputados adotem legislação antitruste contra as empresas Alphabet, que controla Google, Apple, Amazon e Facebook. As empresas estariam engajadas em práticas que configuram abuso de poder de mercado, como a compra de empresas rivais para retirá-las do mercado, cobrança de taxas exorbitantes e imposição de contratos "opressivos" a pequenas e médias empresas.

    Mais:

    Baku instrui Exército a atacar infraestrutura militar do adversário com armas altamente destrutivas
    Grupo de ataque liderado por porta-aviões britânico vai 'aterrorizar' Rússia, diz almirante (VÍDEO)
    'Moderno' e 'versátil': analistas destacam uso do novo blindado Guarani pelo Exército Brasileiro
    Tags:
    ensino, eleições, tecnologia, Quirguistão, Nagorno-Karabakh, pandemia, COVID-19, Brasil, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar