03:39 30 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Hoje atualizado
    URL curta
    2300
    Nos siga no

    Bom dia! A Sputnik Brasil acompanha as notícias mais relevantes desta segunda-feira (27), marcada pelos 2,4 milhões de casos de COVID-19 no Brasil, pelos protestos em Portland, pelas tensões EUA-China e pela alta histórica do ouro.

    Brasil tem 87 mil mortes por COVID-19

    O Brasil registrou a marca de 2.419.901 infectados e 87.052 mortes pelo coronavírus, indica levantamento, atualizado às 20h00 deste domingo (26), do consórcio de veículos de imprensa a partir de dados das secretarias estaduais de saúde. Nas últimas 24 horas, foram confirmados 23.467 (média móvel de 45.715 por dia) novos casos de COVID-19 e 556 óbitos (média móvel de 1.074 óbitos, nos últimos sete dias). Leia mais sobre o avanço da pandemia

    Pessoas são vistas na praia de Copacabana em meio à pandemia do coronavírus, no Rio de Janeiro, Brasil, 25 de julho de 2020
    © REUTERS / Pilar Olivares
    Pessoas são vistas na praia de Copacabana em meio à pandemia do coronavírus, no Rio de Janeiro, Brasil, 25 de julho de 2020

    Paraná mostra interesse em vacina russa

    Paraná busca assinar acordo de cooperação técnica com a Rússia para a produção da futura vacina contra o coronavírus. O secretário da Casa Civil, Guto Silva, entregou a Sergey Akopov, embaixador russo no Brasil, um protocolo de intenções durante uma reunião em Brasília no dia 24 de julho, disponibilizando o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) para a Rússia, que atualmente trabalha em parceria com o Ministério da Saúde do Brasil, informou o Estadão neste domingo (26). Segundo o secretário, caso a vacina desenvolvida na Rússia seja aprovada pelas agências reguladoras, o instituto atuaria como um polo de produção e distribuição da vacina para a América Latina. Leia mais sobre o acordo

    Voluntário recebendo vacina contra COVID-19 em São Paulo, Brasil
    © AFP 2020 / Imprensa do governo do Estado de São Paulo
    Voluntário recebendo vacina contra COVID-19 em São Paulo, Brasil

    China fecha consulado dos EUA em Chengdu

    A bandeira nacional dos EUA foi retirada enquanto funcionários americanos deixavam o Consulado-Geral dos EUA em Chengdu, antes mesmo de Pequim ter ordenado oficialmente que Washington fechasse seu escritório diplomático em represália ao fechamento das instalações chinesas em Houston. "Às 10h00 de 27 de julho, de acordo com o pedido da parte chinesa, o Consulado-Geral dos EUA em Chengdu foi fechado", anunciou o Ministério das Relações Exteriores da China nesta segunda-feira (27). Depois que os funcionários americanos deixaram a instalação, as autoridades chinesas "entraram pela porta da frente e a assumiram", acrescentou o ministério. Leia mais sobre o caso

    Ouro tem a maior alta de todos os tempos

    O ouro subiu para o nível mais alto de todos os tempos nesta segunda-feira (27), atingindo US$ 1.911,6 (R$ 10 mil) por onça alcançada em setembro de 2011, segundo Bloomberg. O aumento dos preços do ouro é explicado não apenas por seu status de porto seguro entre os investidores, que tendem a ativos mais previsíveis durante a pandemia, mas também por fatores geopolíticos, como o aumento das tensões entre os EUA e a China, que gera a cautela dos corretores da bolsa, entre outros, como o enfraquecimento do dólar ou medidas dos governos e bancos centrais de todo o mundo para impulsionar as economias.

    Ouro subiu para o nível mais alto de todos os tempos
    © REUTERS / Siphiwe Sibeko
    Ouro subiu para o nível mais alto de todos os tempos

    Nova rodada de protestos em Portland

    Pessoas em Portland, no estado norte-americano de Oregon, se reuniram, na madrugada desta segunda-feira (27), para mais uma rodada de protestos contra a presença e os métodos das forças federais que detêm manifestantes. Uma mala descoberta em um parque, localizado do outro lado da rua do tribunal federal (que está sendo cercado pelos manifestantes há quase dois meses), continha coquetéis Molotov e cartuchos de fuzil, informou hoje (27) o Departamento de Polícia de Portland (PPB, na sigla em inglês). Os protestos noturnos na cidade se tornaram cada vez mais violentos.

    Policiais federais enfrentam manifestantes durante protesto contra desigualdade racial e violência policial em Portland, Oregon, EUA, 26 de julho de 2020
    © REUTERS / Caitlin Ochs
    Policiais federais enfrentam manifestantes durante protesto contra desigualdade racial e violência policial em Portland, Oregon, EUA, 26 de julho de 2020

    Índia implanta tanques em Ladakh e recebe caças da França

    A Índia começou a implantar um esquadrão de 12 tanques de guerra T-90, veículos blindados e uma brigada de tropas (quatro mil soldados) em Daulat Beg Oldi (DBO) para impedir qualquer possível incursão chinesa no eixo de passagem do vale de Shaksgam, na região de Ladakh, segundo comandantes militares, citados pelo jornal indiano Hindustan Times nesta segunda-feira (27). A ação ocorreu depois que as negociações de retirada não derrubaram a formação militar chinesa, em que o Exército de Libertação Popular da China enviou cerca de 50 mil soldados para Aksai Chin. A Índia também comprou 36 caças Rafale da França, cuja entrega foi acelerada depois que as tensões fronteiriças com a China pioraram.

    Soldados do Exército indiano usando máscaras em Ranbirgarh Panzinara, nos arredores de Srinagar, 25 de julho de 2020
    © AFP 2020 / Tauseef Mustafa
    Soldados do Exército indiano usando máscaras em Ranbirgarh Panzinara, nos arredores de Srinagar, 25 de julho de 2020

    Mais:

    Coronavírus já matou mais de 87 mil pessoas no Brasil
    China confirma fechamento de consulado dos EUA em Chengdu
    Paraná e Rússia podem firmar parceria por vacina contra COVID-19
    Tags:
    Ladakh, Índia, Chengdu, Paraná, vacina, Rússia, protesto, Portland, Houston, Jair Bolsonaro, Brasil, ouro, EUA, China, novo coronavírus, COVID-19, pandemia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar