13:42 25 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Hoje atualizado
    URL curta
    0 321
    Nos siga no

    Bom dia! A Sputnik Brasil está de olho nas notícias mais importantes desta segunda-feira (6), na qual São Paulo reabre após mais de 100 dias de quarentena, Irã contabiliza os danos do acidente no complexo nuclear de Natanz e Índia se torna o 3º país com mais casos de COVID-19 no mundo.

    Bares e restaurantes de São Paulo reabrem após 100 dias de quarentena

    Nesta segunda-feira (6), bares, restaurantes e salões de beleza da capital paulista devem reabrir, após mais de 100 dias fechados, em função da pandemia de COVID-19. Os estabelecimentos poderão operar com até 40% de sua capacidade normal. O estado mais atingido pela COVID-19 da federação observa melhora na situação epidemiológica na capital e piora nas cidades do interior. No domingo (5), o Brasil ultrapassou 1,6 milhão de casos de COVID-19 e 64.900 vítimas fatais, segundo dados do consórcio de veículos de imprensa e secretarias estaduais de saúde.

    Manifestantes protestam contra a violência policial e racismo, em São Paulo, 4 de julho de 2020
    © REUTERS / Amanda Perobelli
    Manifestantes protestam contra a violência policial e racismo, em São Paulo, 4 de julho de 2020

    'Rachadinha' no gabinete de Jair Bolsonaro?

    Neste domingo (5), políticos da oposição afirmaram que vão acionar o Ministério Público Federal, após reportagem da Folha de São Paulo apontar indícios de que o atual presidente Jair Bolsonaro teria praticado "rachadinha" em seu gabinete de deputado federal, entre os anos de 1991 e 2018. "Estamos acionando o Ministério Público Federal para investigar esse 'vaivém' no gabinete de Bolsonaro", escreveu o líder da Rede, Randolfe Rodrigues, em rede social. Os documentos analisados pelo jornal apontam para movimentação atípica nos salários e contratação de funcionários do gabinete do então parlamentar. Leia mais sobre o assunto

    Sistemas de saúde de estados norte-americanos podem entrar em colapso, alertam autoridades

    Autoridades dos EUA alertaram para a possibilidade de colapso de sistemas de saúde, caso a propagação da COVID-19 não desacelere. Partes do estado do Texas já não dispõem de leitos hospitalares, informou a AFP. "Caso não modifiquemos a trajetória, os nossos hospitais entrarão em colapso em duas semanas", disse o prefeito da cidade de Austin, Steve Adler. Com 2,8 milhões de casos confirmados e cerca de 130 mil vítimas fatais, os EUA registram cerca de 40 mil novos casos de COVID-19 diariamente.

    Família usa máscara nas comemorações do Dia da Independência dos EUA, na cidade de Katy, Texas, 4 de julho de 2020
    © REUTERS / Callaghan O'Hare
    Família usa máscara nas comemorações do Dia da Independência dos EUA, na cidade de Katy, Texas, 4 de julho de 2020

    Equipes de resgate mantêm buscas por sobreviventes de enchentes no Japão

    Nesta segunda-feira (6), as equipes de resgate mantêm a busca por sobreviventes das inundações e deslizamentos de terra ocorridos neste sábado (4) na província de Kumamoto. Cerca de 13 pessoas estão desaparecidas, informou representante do governo local à AFP. O porta-voz do governo federal, Yoshihide Suga, confirmou a morte de 19 pessoas, enquanto 18 estariam em "parada cardiorrespiratória". A Agência de Meteorologia do Japão informou que as chuvas devem continuar pelo menos até a tarde de terça-feira (7) e emitiu ordem não mandatória de evacuação das regiões de Kumamoto e Kagoshima.

    Índia passa Rússia e é o 3º país com mais casos de COVID-19

    Dados publicados pelo Ministério da Saúde da Índia nesta segunda-feira (6) indicam que o país ultrapassou a Rússia e é agora o terceiro em número de casos de COVID-19 mundialmente. Com 23 mil novos casos confirmados nas últimas 24 horas, a Índia registra 697.413 infectados e 19.693 vítimas fatais. Os números são oito vezes superiores aos registrados na China, país com população similar à indiana. Em função da piora na situação epidemiológica, as autoridades cancelaram a reabertura da principal atração turística do país, o Taj Mahal, que estava prevista para essa segunda-feira (6).

    Hinduístas fazem oferendas de água e leite para Shiva Lingam, na cidade de Amritsar, Índia, 6 de julho de 2020
    © AFP 2020 / Narinder Nanu
    Hinduístas fazem oferendas de água e leite para Shiva Lingam, na cidade de Amritsar, Índia, 6 de julho de 2020

    Irã diz que estragos em usina nuclear são 'significativos'

    O acidente em complexo nuclear no Irã causou danos significativos que devem retardar a produção de novas centrífugas de enriquecimento de urânio, informou porta-voz da agência nuclear do país, nesta segunda-feira (6). O acidente, ocorrido na usina de Natanz, na região central do Irã, não causou vazamento de radiação. "Não há vítimas, mas o estrago financeiro foi significativo", lamentou o porta-voz da Organização de Energia Atômica do Irã, Behrouz Kamalvandi. Para ele, "o acidente pode retardar o desenvolvimento e produção" de centrífugas. As causas do acidente no maior complexo nuclear iraniano ainda não foram esclarecidas.

    Mais:

    Caos no mercado de ouro afeta outros metais preciosos e causa grandes perdas aos bancos
    Rapper Kanye West anuncia candidatura à presidência dos EUA
    EUA falharam na tentativa de impedir Teerã de exportar petróleo, diz vice-presidente do Irã
    Tags:
    EUA, Índia, Japão, pandemia, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar