14:05 02 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Hoje atualizado
    URL curta
    0 280
    Nos siga no

    Bom dia! A Sputnik Brasil está de olho nas principais notícias desta sexta-feira (5), na qual o Brasil ultrapassa a Itália em número de mortes por COVID-19, a recessão econômica na Europa se aproxima e o líder da oposição venezuelana Juan Guaidó estaria escondido na embaixada da França em Caracas.

    Brasil ultrapassa a Itália em número de mortes

    O Brasil ultrapassou a Itália e é agora o terceiro país com maior número de mortes pelo novo coronavírus no mundo. De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil registrou 1.473 mortes nas últimas 24 horas. Com um total de 34.021 óbitos, o coronavírus mata mais de uma pessoa por minuto no país. O Brasil registra 614.941 casos de COVID-19, atrás somente dos EUA, de acordo com a Universidade Johns Hopkins (EUA).

    Funcionários de cemitério usam roupas protetoras durante funeral de homem de 48 anos, vítima da COVID-19, no Cemitério São Luiz, em São Paulo, 4 de junho de 2020
    © REUTERS / Amanda Perobelli
    Funcionários de cemitério usam roupas protetoras durante funeral de homem de 48 anos, vítima da COVID-19, no Cemitério São Luiz, em São Paulo, 4 de junho de 2020

    Neymar é aprovado erroneamente para receber auxílio de R$ 600 reais

    Um dos jogadores de futebol mais bem pagos da atualidade, o brasileiro Neymar, foi erroneamente aprovado para receber o auxílio emergencial de R$ 600, disponibilizado pelo governo federal, em meio à pandemia do novo coronavírus. De acordo com a UOL, as informações do jogador foram incluídas no aplicativo da Caixa Econômica Federal de maneira fraudulenta, mas o pedido foi aprovado. Com contrato estimado em US$ 95 milhões (cerca de R$ 486 milhões) anuais, o jogador do Paris Saint-Germain não cumpre as exigências para receber o auxílio emergencial repassado pela Caixa Econômica Federal.

    Devido a direitos autorais, Twitter retira vídeo postado por Trump

    Nesta quinta-feira (4), a rede social Twitter retirou do ar um vídeo postado pelo presidente dos EUA, Donald Trump, em homenagem a George Floyd, assassinado pela polícia de Minnesota em 25 de maio, por violar os direitos autorais. No mesmo dia, milhares de manifestantes se reuniram em Minneapolis para a missa em homenagem a George Floyd. A capital dos EUA, Washington D.C, teve mais um dia de protestos pacíficos, após a retirada do toque de recolher. No entanto, a União Americana pelas Liberdades Civis anunciou que irá processar o presidente Donald Trump e o procurador-geral William Barr, entre outras autoridades, pelo uso de gás lacrimogênio e outras armas contra manifestantes na capital dos EUA.

    Guaidó está na Embaixada da França, informou ministro venezuelano

    O líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó, está abrigado na embaixada da França em Caracas, informou o ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, nesta quinta-feira (4). Anteriormente, Guaidó havia negado acusações do presidente venezuelano Nicolás Maduro de que estaria "escondido em uma embaixada". Guaidó é acusado pelo governo venezuelano de orquestrar uma tentativa de invasão do país, em conluio com uma empresa de segurança privada baseada nos EUA. No entanto, não há nenhuma ordem de prisão emitida contra Guaidó, informou a AFP. Leia mais sobre o incidente

    Encomendas industriais na Alemanha registram pior mês em abril

    As encomendas das empresas industriais alemãs sofreram uma queda de 25,8% em abril, pior índice mensal registrado desde 1991, quando a Alemanha foi unificada, informou a agência federal de estatística Destasis. A demanda por produtos industriais alemães na Zona do Euro caiu em mais de 30%, enquanto a demanda proveniente dos demais países retraiu em 22%. Como resultado, a indústria automobilística alemã produziu menos de um milhão de veículos desde janeiro de 2020, uma queda de mais de um terço, quando comparado ao mesmo período do ano passado.

    Carros produzidos na Alemanha no porto de Duisburg, Alemanha, 3 de junho de 2020
    © AP Photo / Martin Meissner
    Carros produzidos na Alemanha no porto de Duisburg, Alemanha, 3 de junho de 2020

    Decisão sobre olimpíadas 'simplificadas' de Tóquio deve ser anunciada no ano que vem

    Nesta sexta-feira (5), o conselho executivo das Olimpíadas de Tóquio 2020 declarou que a situação com o novo coronavírus deverá ser monitorada até à próxima primavera no hemisfério norte, ou seja, até março-junho de 2021, antes da definição de nova data para os jogos. Anteriormente, a governadora de Tóquio, Yuriko Koike, havia declarado que será necessário organizar jogos "simplificados", com público reduzido e possível restrição à movimentação dos atletas para além da vila olímpica.

    Mais:

    Chanceler do Irã confirma troca de prisioneiros com os EUA
    Por que a conduta policial nos EUA e no Brasil é tão parecida?
    Especialista aponta influência olavista e diz que crítica de Gordon Brown ao Brasil é 'precisa'
    Tags:
    Japão, Olimpíadas, França, Juan Guaidó, Venezuela, Donald Trump, Brasil, pandemia, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar