08:37 26 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Hoje atualizado
    URL curta
    1261
    Nos siga no

    Bom dia! A Sputnik Brasil está de olho nas notícias mais importantes desta quarta-feira (27), marcada pela consolidação do Brasil como país com pior boletim diário de mortes por COVID-19 do mundo, pela classificação de tweet de Trump como "infundado" e pelo início do julgamento de extradição da filha do dono da Huawei para os EUA.

    Brasil tem pior número diário de mortes no mundo pelo 5º dia seguido

    De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil registra 391.222 casos de COVID-19 e 24.512 vítimas fatais. Com 1.039 óbitos registrados nas últimas 24 horas, o Brasil registra o pior boletim diário de número de óbitos no mundo pelo 5º dia consecutivo, ultrapassando os EUA. Apesar da aceleração da propagação da doença no país, o governador do estado de São Paulo, João Doria, disse que não pretende declarar lockdown em São Paulo e deve anunciar hoje seu plano de "quarentena inteligente" para o estado mais afetado pela COVID-19 da federação.

    Família de vítima de COVID-19 após enterro coletivo, no cemitério Parque Taruma, em Manaus (AM), 26 de maio de 2020
    © REUTERS / Bruno Kelly
    Família de vítima de COVID-19 após enterro coletivo, no cemitério Parque Taruma, em Manaus (AM), 26 de maio de 2020

    Termina hoje prazo de inscrição no Enem

    Após prorrogação do prazo na semana passada, termina nesta quarta-feira (27), às 23h59, o prazo de inscrição para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2020. As datas das provas ainda não foram definidas pelo Ministério da Educação, que propôs um enquete com os inscritos para definir os dias do certame. O Conselho Nacional de Secretários de Educação declarou que o número de inscritos no ENEM até agora é muito inferior ao número de estudantes que concluem o ensino médio da rede pública, uma vez que muitos estudantes carentes não têm acesso regular à Internet para realizar as inscrições.

    Twitter classifica postagem de Trump como 'infundada'

    Nesta terça-feira (27), uma postagem do presidente dos EUA, Donald Trump, que questionava a confiabilidade de eleições realizadas pelos correios, foi classificada como "infundada" pela rede social. A empresa incluiu um ponto de exclamação azul ao lado da postagem e convidou os usuários a "buscar os fatos" para se informarem sobre a possibilidade de fraudes em eleições à distância. Trump reagiu, acusando o Twitter de "interferir nas eleições norte-americanas" e "cercear a liberdade de expressão".

    Não há nenhuma chance (zero!) de que eleições pelos correios sejam nada menos que substancialmente fraudulentas. Caixas de correios serão roubadas, cédulas serão forjadas e mesmo impressas ilegalmente ou assinadas de forma fraudulenta. O governador da Califórnia está enviando cédulas para milhões de pessoas, e qualquer um que...

    Boeing coloca 2,5 mil empregados em férias não remuneradas 'voluntárias' nos EUA

    A montadora de aeronaves Boeing colocou 2,5 mil empregados em regime de férias não remuneradas voluntárias, informou o sindicato da empresa ao jornal Wall Street Journal. Essa seria a primeira etapa de um regime amplo de cortes na empresa. A primeira onda de demissões no centro fabril de Seattle deve ser anunciada no dia 29 de maio, disse um representante sindical. A empresa, que goza de contratos substanciais com o Pentágono na área da defesa, planeja reduzir até 160 mil postos de trabalho em 2020, em função da pandemia de COVID-19 e da crise gerada pelos defeitos de fabricação da aeronave 737-MAX.

    Aviões estacionados no aeroporto de Bangkok, capital da Tailândia, em 25 de maio de 2020
    © REUTERS / Jorge Silva
    Aviões estacionados no aeroporto de Bangkok, capital da Tailândia, em 25 de maio de 2020

    Canadá julga hoje extradição da filha do dono da Huawei para os EUA

    O julgamento sobre a extradição para os EUA da diretora financeira e filha do fundador da gigante de telecomunicações chinesa Huawei, Meng Wangzhou, deve ter início hoje (27), no Canadá. Meng foi presa em dezembro de 2018, no aeroporto internacional de Vancouver, enquanto fazia uma escala, a pedido do governo dos EUA, acusada de violar o regime de sanções contra o Irã. A eventual libertação da executiva pela Suprema Corte do estado canadense da Colúmbia Britânica pode levar à normalização das relações entre o Canadá e a China, deterioradas em função da prisão de Meng.

    Diretora financeira da empresa chinesa Huawei, Meng Wangzhou, durante sessão na Suprema Corte da Colúmbia Britânica, em Vancouver, no Canadá, 23 de janeiro de 2020
    © REUTERS / Jennifer Gauthier
    Diretora financeira da empresa chinesa Huawei, Meng Wangzhou, durante sessão na Suprema Corte da Colúmbia Britânica, em Vancouver, no Canadá, 23 de janeiro de 2020

    PIB da França deve contrair 'cerca de 20%' no segundo trimestre

    Nesta quarta-feira (27), a agência nacional de estatísticas francesa INSEE publicou um relatório que prevê uma queda de "cerca de 20%" no PIB francês no segundo trimestre. A agência estima que a economia do país esteja trabalhando a "quatro quintos da sua capacidade pré-crise" e lamentou a baixa confiança do consumidor na economia: "As famílias expressam forte pessimismo em relação à situação econômica da França". Nesta quarta-feira (27), a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, deve anunciar plano estimado em 1 trilhão de euros (R$ 5,3 trilhões) para a recuperação econômica da Europa.

    Presidente da França, Emmanuel Macron, durante visita à fábrica na cidade de Le Touquet, na França, 26 de maio de 2020
    © REUTERS / Ludovic Marin
    Presidente da França, Emmanuel Macron, durante visita à fábrica na cidade de Le Touquet, na França, 26 de maio de 2020

    Irã deve se preparar para 'onda de outono' de infecções por COVID-19

    Nesta quarta-feira (27), o presidente do Irã, Hassan Rouhani, declarou durante a abertura do Parlamento nacional, que o país deve se preparar para a "onda de outono" de infecções pelo novo coronavírus. O novo Parlamento iraniano tomou posse e reuniu-se pela primeira vez desde o início da pandemia, nesta quarta-feira (27). De acordo com a mídia local, os 268 legisladores presentes na reunião testaram negativo para a COVID-19. O Irã registra mais de 139 mil casos de COVID-19 e 7.508 vítimas fatais, de acordo com a Universidade Johns Hopkins (EUA).

    Mais:

    Brasil pode reverter subnotificação de casos da COVID-19, diz médico
    Postura do MEC com o Enem aprofunda desigualdade e pode impulsionar COVID-19, dizem entidades
    Poderiam navios do Irã ajudar a relançar indústria petrolífera da Venezuela?
    Tags:
    Hassan Rohani, Irã, Twitter, Donald Trump, Huawei, Boeing, Canadá, COVID-19, pandemia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar