02:58 11 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Hoje atualizado
    URL curta
    2300
    Nos siga no

    Bom dia! A Sputnik Brasil está acompanhando as notícias mais importantes desta quinta-feira (21), marcada pela crise na Secretaria de Cultura, pela acusação de que os EUA estariam "chantageando" o governo de Hong Kong e por novo impasse no Conselho de Segurança da ONU.

    Ocupações de leitos de UTI em capitais é superior a 80%

    De acordo com o Ministério da Saúde, o número de casos confirmados de COVID-19 no Brasil é de 291.579. As mortes atingem 18.859. São Paulo segue como o estado com mais casos, seguido por Ceará, Rio de Janeiro e Amazonas. Doze capitais brasileiras já anunciaram estar com ocupação de leitos de UTI das redes estaduais superior a 80%. Em Natal e Rio Branco, a ocupação já atinge 100% dos leitos públicos de UTI para a COVID-19.

    Médicos em uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), no Hospital Gilberto Novaes, em Manaus, 20 de maio de 2020
    © AFP 2020 / Michael Dantas
    Médicos em uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), no Hospital Gilberto Novaes, em Manaus, 20 de maio de 2020

    Mário Frias deve ser confirmado hoje para Secretaria da Cultura

    O ator Mário Frias aceitou o convite para assumir a Secretaria de Cultura durante reunião com o presidente Jair Bolsonaro e pode ter sua indicação confirmada nesta quinta-feira (21). O presidente informou que a atriz Regina Duarte deve seguir para a Cinemateca Brasileira, em São Paulo. No entanto, o órgão, que não é administrado pelo governo federal há quatro anos, não dispõe do cargo oferecido, reportou a Folha de S. Paulo. A Cinemateca também enfrenta sérias dificuldades financeiras, desde o desmembramento da Secretaria Especial de Cultura, feita pela administração Bolsonaro.

    Manifestantes contra e a favor de Bolsonaro protestam na frente do Palácio do Planalto, em Brasília, 20 de maio de 2020
    © REUTERS / Adriano Machado
    Manifestantes contra e a favor de Bolsonaro protestam na frente do Palácio do Planalto, em Brasília, 20 de maio de 2020

    OMS registra pior boletim diário de número de casos de COVID-19

    A Organização Mundial da Saúde (OMS) registrou o maior aumento diário de número de casos de COVID-19 desde o início da pandemia, com 106 mil novos casos em somente 24 horas. "Temos um longo caminho pela frente com essa pandemia. Estamos muito preocupados com o aumento do número de casos em países de baixa e média renda", disse o diretor-geral da organização, Tedros Adhanom. A organização detectou propagação particularmente rápida do novo coronavírus na América Latina, onde o Brasil lidera em número de casos e de óbitos por COVID-19.

    Trump propõe reunião presencial de líderes mundiais

    O presidente dos EUA, Donald Trump, propôs realizar a próxima reunião do G7, grupo que reúne os países ocidentais mais desenvolvidos, presencialmente. A reunião, prevista para junho, poderá ser realizada no retiro presidencial norte-americano de Camp David, sugeriu Trump. Para ele, a reunião presencial seria "um ótimo sinal para todos" e pediu "normalização". O escritório do presidente francês, Emmanuel Macron, anunciou que o presidente comparecerá "caso as condições sanitárias permitam", enquanto a chanceler alemã, Angela Merkel, preferiu "esperar e ver o que acontece".

    Presidente dos EUA, Donald Trump, fala sobre a situação epidemiológica do país, na Casa Branca, Washington, 20 de maio de 2020
    © REUTERS / Leah Mills
    Presidente dos EUA, Donald Trump, fala sobre a situação epidemiológica do país, na Casa Branca, Washington, 20 de maio de 2020

    China acusa EUA de 'chantagearem' o governo de Hong Kong

    Nesta quinta-feira (21), a China acusou o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, de "chantagear" o governo de Hong Kong e de interferir "abertamente" nos assuntos internos da China. Na quarta-feira (20), Pompeo disse que o "tratamento dos ativistas pró-democracia" em Hong Kong pode dificultar o reconhecimento dos direitos especiais da região, de acordo com a lei norte-americana. Esse reconhecimento possibilita que Hong Kong atue como um centro global de transações financeiras. Porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China disse que as declarações de Pompeo não devem "assustar o povo chinês" e que Pequim irá defender sua soberania.

    Pessoas usam máscaras durante a abertura da Conferência Consultiva Política do Povo Chinês (CCPPC) em Pequim, na China, 21 de maio de 2020
    © REUTERS / Carlos Garcia Rawlins
    Pessoas usam máscaras durante a abertura da Conferência Consultiva Política do Povo Chinês (CCPPC) em Pequim, na China, 21 de maio de 2020

    Após renúncia de brasileiro, OMC procura novo diretor-geral

    Nesta quinta-feira (21), a Organização Mundial do Comércio (OMC) anunciou o prazo de até 8 de junho para inscrição de candidatos ao cargo de diretor-geral da instituição, após o anúncio inesperado do brasileiro Roberto Azevêdo de que deixará o cargo um ano antes do fim do seu segundo mandato, por "motivos pessoais". Azevêdo coordenou a assinatura do primeiro acordo multilateral da organização, assinado em Bali, em 2003, mas, desde o início de seu segundo mando, enfrenta o esvaziamento da organização e a falta de engajamento de seus principais membros. A expectativa é que ele seja substituído por uma pessoa de perfil técnico, de origem africana.

    Moradores de Valparaíso (GO), usam máscaras protetoras em ponto de ônibus, 20 de maio de 2020
    © AP Photo / Eraldo Peres
    Moradores de Valparaíso (GO), usam máscaras protetoras em ponto de ônibus, 20 de maio de 2020

    EUA bloqueiam resolução sobre mercenários na Venezuela

    Os EUA se recusaram a adotar uma resolução que condenava o uso de forças mercenárias na invasão mal sucedida na Venezuela, informou o representante permanente da Rússia nas Nações Unidas, Dmitry Polyanskiy, em comunicado. A resolução condenava o "uso do terrorismo" e de forças "mercenárias" para "ameaçar ou usar a força contra Estados soberanos". A representante dos EUA na organização, Kelly Craft, disse que o documento fazia "acusações fantasiosas" contra os EUA. A secretária da ONU para assuntos políticos, Rosemary DiCarlo, reconheceu que "o caminho para negociações parece estar bloqueado" e lembrou que as "sanções econômicas estão exacerbando uma situação já crítica na Venezuela". Leia mais sobre o impasse no Conselho de Segurança

    Mais:

    Base naval da China na África está pronta para abrigar porta-aviões, revela revista
    Michigan tem rompimento de 2 barragens e colapso de ponte no mesmo dia (FOTOS, VÍDEOS)
    Irã apoiará qualquer nação ou grupo que lute contra Israel, afirma líder supremo Khamenei
    Tags:
    Venezuela, Rússia, Hong Kong, China, eua, Brasil, COVID-19, pandemia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar