22:40 30 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Hoje atualizado
    URL curta
    0 341
    Nos siga no

    Bom dia! A Sputnik Brasil está de olho nas principais notícias desta terça-feira (5), marcada pelo início do primeiro "lockdown" brasileiro, pela prisão de cidadãos norte-americanos na Venezuela e estimativas de até 200 mil mortes nos EUA por COVID-19 no próximo mês.

    Primeiro 'lockdown' do Brasil tem início hoje

    De acordo com as secretarias estaduais de Saúde, o Brasil registra agora 108.620 casos de COVID-19 e 7.367 mortes, enquanto aumentam indícios de subnotificação do número de casos. As cidades com maior taxa de mortalidade concentram-se nas regiões Norte e Nordeste. Nesta terça-feira (5), tem início o primeiro "lockdown" do país: a região metropolitana de São Luís, no Maranhão, irá suspender todas as atividades por dez dias. Violações ao regime rígido de quarentena serão punidas com multa, conforme determinação judicial.

    Família usando máscara de proteção em terminal de ônibus de Brasília, 4 de maio de 2020
    © AP Photo / Eraldo Peres
    Família usando máscara de proteção em terminal de ônibus de Brasília, 4 de maio de 2020

    Defesa de Moro abre mão do sigilo de depoimento à PF

    A defesa de Sergio Moro enviou um documento ao Supremo Tribunal Federal (STF) no qual abre mão do sigilo do depoimento de cerca de oito horas prestado pelo ex-juiz à Polícia Federal no sábado (2). A defesa declara que "não se opõe à publicidade dos atos praticados nestes autos" a fim de evitar interpretações descontextualizadas das declarações do ex-ministro. Durante o depoimento, Moro teria permitido a extração de dados de seus aparelhos eletrônicos e entregado provas documentais contra o presidente Jair Bolsonaro. O ministro Celso de Mello deverá decidir sobre a manutenção do sigilo do depoimento do ex-juiz.

    Estudos preveem mais de 100 mil mortes nos EUA por COVID-19

    Instituto da Universidade de Washington publicou um estudo nesta segunda-feira (4), no qual prevê 130.000 mortes nos EUA por COVID-19 até agosto deste ano. Anteriormente, o jornal The New York Times informou ter tido acesso a um estudo de duas agências do governo dos EUA prevendo 200 mil mortes por COVID-19, cerca de 3.000 mortes diárias, somente nas próximas quatro semanas, número bastante superior à estimativa feita por Donald Trump, de cerca de 100.000 mortes. Os EUA são o país mais atingido pela pandemia de COVID-19, com mais de um milhão de casos e 68.934 vítimas fatais, de acordo com a Universidade Johns Hopkins (EUA).

    Necrotério temporário instalado no Brooklyn, na cidade de Nova York, 4 de maio de 2020
    © REUTERS / Brendan Mcdermid
    Necrotério temporário instalado no Brooklyn, na cidade de Nova York, 4 de maio de 2020

    Cidadãos dos EUA presos na Venezuela pertencem a empresa privada de segurança

    Os cidadãos norte-americanos Airan Berry e Luke Denman, detidos após uma tentativa frustrada de invasão da Venezuela, recebiam ordens do chefe da empresa de segurança privada Silevercorp, Jordan Goudreau, também detido. Em entrevista telefônica concedida à Reuters, Goudreau confirmou que Berry e Denman "estavam trabalhando comigo". A assessoria de imprensa do líder da oposição Juan Guaidó negou que este tivesse contratado a empresa baseada nos EUA para retirar Maduro do poder, dizendo que Guaidó "não tem relações ou responsabilidade pelas ações da empresa Silvercorp".

    Soldados venezuelanos prendem suspeitos de participar de incursão militar contra o país, 4 de maio de 2020
    © REUTERS / TV Reuters
    Soldados venezuelanos prendem suspeitos de participar de incursão militar contra o país, 4 de maio de 2020

    Declarações de Pompeo sobre origem do novo coronavírus são 'especulativas' diz OMS

    O especialista Dr. Mike Ryan, da Organização Mundial da Saúde (OMS), declarou que as declarações do secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, são "especulativas" e pediu uma investigação "baseada em fatos científicos" sobre a origem do novo coronavírus. Anteriormente, Pompeo declarou ter "quantidade significativa de provas" de que o vírus seria proveniente de um laboratório na cidade chinesa de Wuhan. A administração Trump questiona a credibilidade da OMS e suspendeu o financiamento da organização por tempo indeterminado.

    Chinesa usando vestes tradicionais e máscara protetora, em Pequim, 3 de maio de 2020
    © AP Photo / Andy Wong
    Chinesa usando vestes tradicionais e máscara protetora, em Pequim, 3 de maio de 2020

    Kim Jong-un recebe medalha da Rússia

    O líder norte-coreano Kim Jong-un foi homenageado com uma medalha russa pelo seu papel na preservação da memória e monumentos em homenagem aos soldados soviéticos que morreram em território norte-coreano durante a Segunda Guerra Mundial, informou a Embaixada da Rússia em Pyongyang, nesta terça-feira (5). A Embaixada da Rússia agradeceu ao líder pela "sua contribuição pessoal" na manutenção dos memoriais de guerra. A medalha foi entregue em meio às celebrações dos 75 anos da vitória sobre o nazismo, comemorados na Rússia no dia 9 de maio. Leia mais sobre a condecoração

    Mais:

    Brasil corre risco de 'convulsão político-social' se não criar empregos, diz especialista
    Cientista russo revela a melhor forma de conseguir imunidade ao coronavírus
    Analista: 'soldado' Bolsonaro usa táticas de guerra e vislumbra estado de sítio
    Tags:
    OMS, Coreia do Norte, Kim Jong-un, EUA, Sergio Moro, COVID-19, pandemia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar