21:49 01 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Hoje atualizado
    URL curta
    10240
    Nos siga no

    Bom dia! A Sputnik Brasil acompanha as principais notícias desta terça-feira (28), marcada pela confirmação de Ramagem no comando da PF e pela autorização de abertura de inquérito contra Bolsonaro, enquanto os casos de COVID-19 no mundo ultrapassam os três milhões.

    Coronavírus no Brasil

    De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil registra até agora 66.501 casos de COVID-19 e 4.543 vítimas fatais. Mais de quato mil casos foram registrados nas últimas 24 horas, um crescimento de 7,5%. O Brasil está próximo de ultrapassar a China em número de óbitos, com 338 novas vítimas fatais nas últimas 24 horas, um aumento de 8%. O Brasil é o 11º país mais afetado pela COVID-19 mundialmente, de acordo com a Universidade Johns Hopkins (EUA).

    Bolsonaro confirma André Mendonça na Justiça e Ramagem no comando da PF

    Nesta terça-feira (28), o presidente Jair Bolsonaro nomeou André Mendonça, que estava na Advocacia-Geral da União, para o cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública, substituindo Sergio Moro. Para o comando da Polícia Federal, Bolsonaro confirmou o controverso nome de Alexandre Ramagem, que teria ligações pessoais com o filho do presidente, Carlos Bolsonaro. A Advocacia-Geral da União ficará sob o comando de José Levi. Leia mais sobre as nomeações

    Agentes de saúde protestam em Manaus, exibindo fotos de seus colegas falecidos em função da COVID-19, 27 de abril de 2020
    © REUTERS / Bruno Kelly
    Agentes de saúde protestam em Manaus, exibindo fotos de seus colegas falecidos em função da COVID-19, 27 de abril de 2020

    STF autoriza apuração de acusações de Moro contra Bolsonaro

    O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello, autorizou a abertura de inquérito para investigar as acusações do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, contra o presidente Jair Bolsonaro. Na sexta-feira (24), Moro acusou o presidente da República de querer interferir politicamente na Polícia Federal. O pedido de abertura foi encaminhado na sexta-feira (24) pelo procurador-geral da República, Augusto Aras. Caso as acusações de Moro se provem falsas, o ex-juiz poderá ser indiciado.

    Presidente Jair Bolsonaro exibe caneta enquanto desce a rampa do Palácio do Planalto, em Brasília, 27 de abril de 2020
    © REUTERS / Ueslei Marcelino
    Presidente Jair Bolsonaro exibe caneta enquanto desce a rampa do Palácio do Planalto, em Brasília, 27 de abril de 2020

    Casos de COVID-19 no mundo ultrapassam os 3 milhões

    O número de casos de COVID-19 no mundo ultrapassou a marca de três milhões, com cerca de um milhão de casos concentrados nos EUA, de acordo com a Universidade Johns Hopkins (EUA). Alguns dos países mais afetados pela pandemia, como França e Espanha, avaliam a possibilidade de flexibilizar a quarentena. Na Itália, o plano de reabertura divulgado nesta segunda-feira (27) foi mal recebido pelo público, que teme uma reabertura prematura, reportou o jornal La Repubblica.

    Família comemora chegada de recém-nascido, em meio à pandemia de COVID-19 na cidade de Ronda, na Espanha, 21 de abril de 2020
    JON NAZCA
    Família comemora chegada de recém-nascido, em meio à pandemia de COVID-19 na cidade de Ronda, na Espanha, 21 de abril de 2020

    Trump culpa a China e diz que EUA vão investigar origem do coronavírus

    O Presidente dos EUA, Donald Trump, declarou nesta segunda-feira (27) que a China poderia ter impedido a propagação do coronavírus e que sua administração irá conduzir "investigações sérias" para apurar a origem do vírus. As coletivas de imprensa diárias de Trump são alvo de críticas mesmo entre membros de seu partido, por serem "demasiadamente combativas" e se assemelharem aos comícios de campanha de Trump, cancelados em função da COVID-19, reportou a AFP.

    Presidente dos EUA, Donald Trump, durante sua conferência de imprensa diária sobre o novo coronavírus, na Casa Branca em Washington, 27 de abril de 2020
    © REUTERS / Carlos Barria
    Presidente dos EUA, Donald Trump, durante sua conferência de imprensa diária sobre o novo coronavírus, na Casa Branca em Washington, 27 de abril de 2020

    Diretor do Laboratório de Wuhan nega acusações sobre COVID-19

    Nesta terça-feira (28), O diretor do Instituto de Virologia de Wuhan (IVW), Yuan Zhiming, rebateu as acusações do presidente dos EUA de que a pandemia de COVID-19 teria se iniciado nesse laboratório. "O IVW não tem a intenção ou a capacidade para desenvolver e produzir um novo corononavírus", disse Zhiming à Reuters. "Além disso, não há informação no genoma do SARS-CoV-2 que indique que ele tenha sido desenvolvido artificialmente", disse. O diretor disse ser necessário "afastar o preconceito" e construir um "ambiente racional" para investigar a origem do novo coronavírus.

    BRICS irá debater aliança para desenvolver vacina contra COVID-19

    Os ministros das Relações Exteriores do BRICS, grupo que reúne o Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, devem se reunir nesta terça-feira (28), para debater o desenvolvimento e produção conjunta de vacina contra a COVID-19. A reunião será presidida pelo ministro russo, Sergei Lavrov, e deve incluir na agenda os impactos econômicos do novo coronavírus. A Rússia ocupa a presidência pró-tempore do bloco, que retoma as suas atividades por videoconferência, em meio à pandemia.

    Agente de saúde sai de laboratório móvel de testes de COVID-19, em Moscou, na Rússia, 27 de abril de 2020
    © REUTERS / Evgenia Nobozhenina
    Agente de saúde sai de laboratório móvel de testes de COVID-19, em Moscou, na Rússia, 27 de abril de 2020

    Rússia é o 4º país do mundo em gastos militares

    O Instituto Internacional para Estudos sobre Paz de Estocolmo (SIPRI, na sigla em inglês), divulgou seu ranking mundial de gastos militares para o ano de 2019 nesta segunda-feira (26). Com cerca de US$ 65 bilhões (cerca de R$ 367 bilhões) em gastos com defesa, um crescimento de 4,5% em relação à 2018, a Rússia ocupa o 4º lugar no ranking, atrás de EUA, China e Índia. O gasto mundial atingiu US$ 1.917 trilhão (cerca de R$ 10 trilhões), o que representa um crescimento de 3,6% em relação ao ano anterior e o maior aumento percentual da década.

    Mais:

    Demanda externa pontual e competição com a China preocupam exportadores no Brasil, diz empresário
    'Pandemia mais grave': Brasil aparece como possível próximo epicentro da COVID-19
    PF não é 'intocável' e deve seguir 'comando político', diz analista sobre planos de Bolsonaro
    Tags:
    SIPRI, gastos militares, Rússia, Wuhan, Donald Trump, China, Bolsonaro, BRICS, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar