20:52 07 Maio 2021
Ouvir Rádio
    • Em Nova Deli, na Índia, um homem corre em meio a piras funerárias em meio a uma cremação em massa de corpos de pacientes infectados com a COVID-19, em 26 de abril de 2021
    • Em Nova Deli, na Índia, um homem carrega madeira para preparar piras funerárias em meio em um crematório para corpos de pacientes infectados com a COVID-19, em 26 de abril de 2021
    • Em Nova Deli, na Índia, pessoas preparam piras funerárias para a cremação em massa de corpos de pacientes infectados com a COVID-19, em 26 de abril de 2021
    • Em Nova Deli, na Índia, um homem carrega madeira para piras funerárias de cremação para corpos de pessoas infectadas com a COVID-19, em 26 de abril de 2021
    • Em Nova Deli, na Índia, pessoas preparam piras funerárias para a cremação de corpos de pessoas infectadas com a COVID-19, em 26 de abril de 2021
    • Em Nova Deli, na Índia, um homem aparece sentado próximo de corpos de pessoas infectadas com a COVID-19 enquanto aguarda a cremação dos mortos, em 26 de abril de 2021
    • Em Nova Deli, na Índia, um homem corre em meio a piras funerárias de corpos de pessoas infectadas com a COVID-19, em 26 de abril de 2021
    • Em Nova Deli, na Índia, parentes e amigos participam da cremação de uma pessoa morta por COVID-19, em 26 de abril de 2021
    • Em Nova Deli, na Índia, parentes aparecem sentados próximos de piras funerárias de pessoas mortas por COVID-19, em 26 de abril de 2021
    • Em Nova Deli, na Índia, piras funerárias realizam a cremação de pessoas mortas por COVID-19, em 26 de abril de 2021
    • Em Nova Deli, na Índia, piras funerárias realizam a cremação de pessoas mortas por COVID-19, em 26 de abril de 2021
    • Em Nova Deli, na Índia, vista aérea mostra piras funerárias em meio à cremação de pessoas mortas por COVID-19, em 26 de abril de 2021
    © REUTERS / Adnan Abidi
    Em Nova Deli, na Índia, um homem corre em meio a piras funerárias em meio a uma cremação em massa de corpos de pacientes infectados com a COVID-19, em 26 de abril de 2021.

    A Índia está enfrentando o pior momento da pandemia no país, com recordes sucessivos de mortes e contágios.

    Ao longo das últimas semanas, a Índia tem enfrentado o aumento exponencial de casos de COVID-19 no país. Com a descoberta de uma nova variante do vírus SARS-CoV-2, as contaminações não param de crescer. Apenas no domingo (25), mais de 350 mil novas infecções foram registradas - um recorde mundial.

    Com o crescimento da curva de contágio, diversos hospitais indianos enfrentam superlotação e escassez de insumos médicos, como oxigênio. O governo indiano tenta aliviar a pressão sobre o sistema hospitalar empregando inclusive as Forças Armadas para o transporte de insumos.

    Diversos países anunciaram restrições ao tráfego aéreo com a Índia temendo que a nova cepa possa ser levada aos seus territórios. A União Europeia, os Estados Unidos e a Rússia, estão entre os que também ofereceram ajuda ao governo indiano para enfrentar a crise sem precedentes.

    Conforme os dados da Universidade Johns Hopkins, a Índia registrou um total de 17,3 milhões de casos de COVID-19 até agora, assim como mais de 195 mil mortes causadas pela doença. Segundo levantamento do site Our World in Data, a Índia vacinou mais de 117 milhões de pessoas com pelo menos a primeira dose de uma vacina contra a COVID-19.

    Tema:
    Mundo enfrenta pandemia no fim de abril de 2021 (77)

    Mais:

    Índia registra mais de 300 mil casos de COVID-19 e bate recorde diário global
    Após explosão de casos, Índia anuncia vacinação para maiores de 18 anos
    Merkel promete enviar socorro à Índia após explosão da pandemia no país
    Tags:
    COVID-19, Índia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar

    Mais fotos