15:47 04 Junho 2020
Ouvir Rádio
    • Campo de futebol de praia vazio em Copacabana, no Rio de Janeiro, 26 de março de 2020
    • Imagem aérea do estádio do Maracanã, vazio em função da propagação do novo coronavírus na cidade maravilhosa, 26 de março de 2020
    • Imagem da comunidade de Rio das Pedras, no Rio de Janeiro, 26 de março de 2020
    • Imagem aérea do Cristo Redentor, enquanto o Rio de Janeiro luta para combater a COVID-19, 26 de março de 2020
    • Estradas vazias no Rio de Janeiro, enquanto cariocas observam a quarentena, 26 de março de 2020
    • Vista aérea da praia de Ipanema vazia, no Rio de Janeiro, 26 de março de 2020
    • Homem toma sol com o seu cachorro na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, 26 de março de 2020
    • Surfistas na Barra da Tijuca, durante pandemia de COVID-19, no Rio de Janeiro, 26 de março de 2020
    • Estacionamento de shopping vazio na Barra da Tijuca, conforme moradores cumprem recomendação de ficar em casa, no Rio de Janeiro, 26 de março de 2020
    • Homem sozinho no calçadão da praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, 26 de março de 2020
    • Visão aérea da praça do Museu do Amanhã vazia, durante a pandemia de COVID-19, 26 de março de 2020
    • Campos de futebol vazios no Flamengo, Rio de Janeiro, 26 de março de 2020
    © REUTERS / Ricardo Moraes
    Campo de futebol de praia vazio em Copacabana, no Rio de Janeiro, 26 de março de 2020.

    A Sputnik traz imagens aéreas impressionantes, que revelam como está a quarentena no Rio de Janeiro.

    No domingo (29), o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, prolongou a quarentena no estado por mais 15 dias. Portanto, para combater a propagação do novo coronavírus, a Cidade Maravilhosa deve ficar parada até 17 abril.

    De acordo com o boletim publicado pela Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro, o estado já registrou 600 casos de COVID-19 e 13 mortes só na capital do estado.

    A Sputnik compilou imagens aéreas da Cidade Maravilhosa, que revelam como os fluminenses estão aderindo às recomendações de permanecer em casa para salvar vidas.

    O Brasil registra 4.306 casos e 139 mortes, de acordo com as secretarias de saúde. A taxa de letalidade no Brasil atingiu 3,2%.

    Mais:

    Bolsonaro contraria recomendação da OMS e conversa com populares na rua (VÍDEOS)
    Para conter coronavírus, Moscou inicia regime de isolamento domiciliar
    Bolsonaro volta a criticar isolamento social: 'todos nós iremos morrer um dia'
    Tags:
    quarentena, COVID-19, Rio de Janeiro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar

    Mais fotos