17:42 20 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    • Vista aérea de Hiroshima após norte-americanos terem lançado uma bomba atômica contra a cidade, em 6 de agosto de 1945
    • Residentes atravessam uma ponte destruída na cidade de Hue, no Vietnã
    • Patrulha militar estadunidense dirigindo-se para o centro da cidade alemã de Colônia durante a 2ª Guerra Mundial, em março de 1945
    • Moradores de Varsóvia passam pelas ruas devastadas após libertação da ocupação alemã
    • Soldado anda nas proximidades de um templo destruído no centro de Seul, na Coreia do Sul, em março de 1951
    • Mulher entre ruínas da então cidade russa de Stalingrado (atualmente chamada de Volgogrado)
    • Casas destruídas como resultado do ataque da Força Aérea iraquiana contra Teerã
    • Rua parcialmente destruída da cidade de Vukovar, que hoje se localiza na atual Croácia
    • Fumaça levanta-se sobre a cidade iraquiana de Mossul, após ataques aéreos da coalizão liderada pelos EUA
    • Pessoas andando pelo território do antigo campo de refugiados Yarmuk, na Síria
    • Menino dentro de um ginásio escolar devastado, que se tornou abrigo para refugiados, na cidade de Gorlovka, autoproclamada República Popular de Donetsk
    © AP Photo / Força Aérea dos EUA
    Vista aérea de Hiroshima após norte-americanos terem lançado uma bomba atômica contra a cidade, em 6 de agosto de 1945.

    Os numerosos conflitos armados do século passado afetaram cidades inteiras. Algumas renasceram como uma fênix, enquanto outras perderam sua herança histórica e nunca mais se recuperarão dos danos arrasadores.

    A Sputnik lhe apresenta as imagens das cidades destruídas por guerras.

    Mais:

    Incêndios florestais revelam mensagem oculta da 2ª Guerra Mundial (FOTOS)
    Em que região pode começar 3ª Guerra Mundial?
    China: ninguém quer repetir Guerra da Coreia
    A maneira mais fácil de ganhar 3ª Guerra Mundial
    Tags:
    ruínas, destruição, conflito armado, Segunda Guerra Mundial, Alemanha, Rússia, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik

    Mais fotos