04:46 02 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Fotos
    URL curta
    120
    Nos siga no

    A noite desta quarta-feira, 31 de janeiro, é marcado pela rara coincidência de três fenômenos lunares: a Superlua, a Lua Azul e a Lua de Sangue, algo que não acontecia há 150 anos.

    No Brasil, os dois fenômenos que puderam ser observados, a Superlua e a Lua Azul, provocaram grande excitação entre os observadores. 

    De norte a sul do país, internautas divulgaram belíssimas imagens da grande Lua brilhante, com comentários cômicos, filosóficos e até apaixonados. 

    A Superlua ocorre quando esse satélite natural ocupa a posição de maior proximidade com a Terra, próxima ao perigeu, fenômeno que faz com que essa Lua se apresente com diâmetro angular cerca de 5,5% maior e 11,3% mais brilhante que uma Lua cheia média.

    A Lua Azul designa a segunda Lua cheia registrada em um mesmo mês. Em janeiro, tivemos uma Lua cheia também no dia 1. 

    O fenômeno da Lua de Sangue ocorre quando a lua aparece avermelhada por causa da flexão da luz do Sol ao redor do nosso planeta durante um eclipse. Os brasileiros, infelizmente, não puderam observar tal acontecimento nesta noite. Mas ninguém ficou frustrado por isso. 

    A última vez que Superlua, Lua Azul e Lua de Sangue ocorreram simultaneamente foi em 1866. A próxima vez será apenas em 31 de janeiro de 2037. 

    Mais:

    Primeira vez em 150 anos: Superlua, Lua Azul e Lua de Sangue em uma mesma noite
    O que astrônomos e astrólogos dizem sobre raro fenômeno lunar que volta após 150 anos?
    Tags:
    Lua cheia, Superlua, lua azul, Lua de Sangue, eclipse, fenômeno, Sol, Lua, Terra, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar