01:48 19 Junho 2018
Ouvir Rádio
    • Um agente da inteligência israelense à paisana detém um manifestante palestino durante os protestos perto do povoado judeu de Beit El, a pouca distância da cidade de Ramallah, na Cisjordânia, em 13 de dezembro de 2017
    • Advogados palestinos fogem durante confrontos com as tropas israelenses durante os protestos contra a decisão de Donald Trump de reconhecer Jerusalém como capital do Estado judeu, em 13 de dezembro de 2017
    • Um guarda fronteiriço israelense dispara contra manifestantes palestinos durante os confrontos, enquanto estes apelam ao “dia de ira” em resposta à decisão de Donald Trump de reconhecer Jerusalém como capital do Estado judeu, em 13 de dezembro de 2017
    • Um palestino segura um pneu em chamas durante os confrontos com as tropas israelenses perto do povoado de Beit El, a pouca distância da cidade de Ramallah, na Cisjordânia, em 10 de dezembro de 2017
    • Um grupo de advogados palestinos segura bandeiras nacionais durante um protesto contra a decisão de Donald Trump de reconhecer Jerusalém como capital do Estado judeu, em 13 de dezembro de 2017
    • Agentes dos serviços secretos israelenses que trabalham à paisana detêm um manifestante palestino perto do povoado de Beit El, a pouca distância da cidade de Ramallah, na Cisjordânia, em 13 de dezembro de 2017
    • Um advogado palestino atira pedras em direção às tropas israelenses durante os confrontos com as tropas israelenses perto do povoado de Beit El, a pouca distância da cidade de Ramallah, na Cisjordânia, em 13 de dezembro de 2017
    • Um guarda fronteiriço israelense lança gás lacrimogêneo contra os manifestantes palestinos durante os confrontos provocados pela decisão de Donald Trump de reconhecer Jerusalém como capital do Estado judeu, em 9 de dezembro de 2017
    • Um advogado palestino atira pedras em direção às tropas israelenses durante os confrontos com as tropas israelenses perto do povoado de Beit El, a pouca distância da cidade de Ramallah, na Cisjordânia, em 13 de dezembro de 2017
    • Manifestantes palestinos puxam um contêiner com lixo durante os confrontos com os soldados israelenses perto do povoado de Beit El, a pouca distância da cidade de Ramallah, na Cisjordânia, em 11 de dezembro de 2017
    • Um agente da inteligência israelense à paisana detém um manifestante palestino durante os protestos perto do povoado judeu de Beit El, a pouca distância da cidade de Ramallah, na Cisjordânia, em 13 de dezembro de 2017
    • Um manifestante palestino usa bodoque para lançar pedras contra os soldados israelenses durante os confrontos perto do povoado de Beit El, a pouca distância da cidade de Ramallah, na Cisjordânia, em 11 de dezembro de 2017
    © REUTERS / Mohamad Torokman
    Um agente da inteligência israelense à paisana detém um manifestante palestino durante os protestos perto do povoado judeu de Beit El, a pouca distância da cidade de Ramallah, na Cisjordânia, em 13 de dezembro de 2017.

    Bodoques, gás lacrimogêneo e pneus em chamas: foi assim que os palestinos reagiram à recente decisão do presidente estadunidense Donald Trump de reconhecer toda a Jerusalém como a capital oficial de Israel.

    Confira os momentos mais tensos dos confrontos entre os manifestantes palestinos e as tropas israelenses na nossa galeria de fotos.

    Mais:

    Decisão de Trump sobre Jerusalém lança alicerces para nova guerra árabe-israelense?
    Analista: situação em torno de Jerusalém está 'esquentando'
    Países muçulmanos reconhecem Jerusalém Oriental como capital da Palestina
    Tags:
    gás lacrimogêneo, soldados, violência, confrontos, Palestina, Israel, Jerusalém, Cisjordânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik

    Mais fotos