09:49 24 Julho 2017
Ouvir Rádio
    Fotos

    Processo que não pode ser parado: beleza do degelo da Antártica

    URL curta
    1125440
    • Beleza do degelo da Antártica
    • Beleza do degelo da Antártica
    • Beleza do degelo da Antártica
    • Beleza do degelo da Antártica
    • Beleza do degelo da Antártica
    • Beleza do degelo da Antártica
    • Beleza do degelo da Antártica
    • Beleza do degelo da Antártica
    • Beleza do degelo da Antártica
    • Beleza do degelo da Antártica
    • Beleza do degelo da Antártica
    • Beleza do degelo da Antártica
    • Beleza do degelo da Antártica
    • Beleza do degelo da Antártica
    • Beleza do degelo da Antártica
    • Beleza do degelo da Antártica
    © REUTERS/ ESA
    Seção enorme de um iceberg que se separou da plataforma de gelo Larsen C na Antártica é visto nesta imagem feita pelo satélite da Agência Espacial Europeia em 12 de julho.

    Um dos maiores icebergs se separou na Antártica em 12 de julho. Os cientistas estão discutindo o impacto de alterações climáticas: há alguns que não encontraram nenhuma ligação com o aquecimento global provocado pela humanidade, outros estão afirmando que é evidente que isto é mais um sinal de alerta.

    Um segmento maciço de 5,8 mil quilômetros quadrados da plataforma de gelo Larsen C, com um peso de cerca de 1 trilhão de toneladas, se separou da Península Antártica e está à deriva no mar de Weddell. A área do iceberg é o dobro do tamanho do Luxemburgo e ainda três vezes maior que a área da Grande Londres.

    A enorme racha, que teve como resultado esta separação do iceberg, esteve se formando durante um longo período. Vários especialistas acreditam que foi um evento natural que eles tinham antecipado havia meses e que eles foram surpreendidos por "ter levado tanto tempo para que a fenda atravessasse os últimos quilómetros de gelo".

    Outros cientistas afirmam que a separação do iceberg sinaliza que a plataforma de gelo se tinha tornado muito fina e vulnerável. Entretanto, os analistas não podem prever o desenvolvimento da situação. Eles supõem que o iceberg pode se dividir em várias partes ou permanecer intacto durante décadas, se movendo em direção ao norte.

    Mais:

    Fiasco: Brasil pode inaugurar nova estação na Antártica e não mandar cientistas
    EAU planejam rebocar icebergs da Antártica para sua costa
    Tags:
    iceberg, consequências, gelo, mudança climática, aquecimento global, foto, Antártica
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik

    Mais fotos