01:22 23 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    4362
    Nos siga no

    O ex-presidente georgiano Mikhail Saakashvili informou mais cedo que havia voltado para seu país, após um exílio de oito anos e em meio à realização das eleições locais.

    O ex-presidente georgiano Mikhail Saakashvili foi detido na Geórgia e, provavelmente, transferido para uma prisão em Tbilisi, informou a emissora georgiana Pirveli. A detenção ocorreu cerca de 18 horas depois que Saakashvili, que foi condenado à revelia e viveu na Ucrânia nos últimos anos, postou na rede social Facebook que havia retornado ao país.

    Saakashvili afirmou que retornou à Geórgia por ocasião da realização de eleições locais, que ocorrem neste sábado (2), consideradas um teste para o partido da situação.

    "Peço a todos que votem no Movimento Nacional Unido [MNU] [...]. Em 3 de outubro comemoraremos a vitória", convocou Saakashvili em seu vídeo no Facebook, referindo-se ao principal partido de oposição, do qual é fundador. 

    Saakashvili é alvo de vários processos criminais e era procurado pelas autoridades georgianas, que afirmaram repetidamente que prenderiam o ex-presidente assim que ele cruzasse a fronteira.

    Ex-presidente da Geórgia e ex-governador da região ucraniana de Odessa, Mikhail Saakashvili à chegada no Aeroporto Internacional de Kiev-Boryspol
    © Sputnik / Stringer
    Ex-presidente da Geórgia e ex-governador da região ucraniana de Odessa, Mikhail Saakashvili à chegada no Aeroporto Internacional de Kiev-Boryspol

    Exílio de 8 anos

    Saakashvili foi presidente da Geórgia entre 2004 e 2013. A Justiça georgiana acusa-o de abuso de poder em um caso que ele classifica como político.

    Depois de ir para o exílio em 2013, Saakashvili morou um tempo nos EUA antes de iniciar uma carreira política na Ucrânia.

    Mais:

    Ex-presidente interina da Bolívia, Jeanine Áñez é presa após ser acusada de golpe de Estado
    Homem é preso com rifle e munições próximo de casa da vice-presidente dos EUA
    Ex-presidente dos EUA George W. Bush diz que retirada de forças do Afeganistão 'é um erro'
    Raio atinge rebanho e mata mais de 500 ovelhas em montanha da Geórgia
    Tags:
    Geórgia, Ucrânia, detenção, prisão, Mikhail Saakashvili, Irakli Garibashvili
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar