11:05 22 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    0 72
    Nos siga no

    Enquanto a situação do abastecimento de gasolina está piorando em várias partes do Reino Unido, o premiê britânico apoia a construção de reatores nucleares pequenos, considerando-o essencial para atingir carbono neutro até 2050, conforme mídia.

    O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, apoia a construção de uma nova geração de reatores nucleares até 2050 em meio ao pânico da falta de combustível causado pela escassez de motoristas de veículos pesados no país, segundo The Sunday Times.

    O jornal afirma que os ministros do gabinete deram o sinal verde para uma chamada "mudança de foco" em direção à energia nuclear, que Johnson considera essencial para as metas do governo de atingir carbono neutro até 2050.

    O secretário de Negócios, Kwasi Kwarteng, aprovará o financiamento para que a fabricante britânica de automóveis de luxo Rolls-Royce Motor Cars Limited crie uma frota de reatores nucleares pequenos no Reino Unido, de acordo com a mídia.

    A Rolls-Royce supostamente acredita que o projeto de instalação de pelo menos 16 usinas nucleares pode criar 40.000 empregos até 2050.

    A notícia sobre a construção de reatores nucleares avançados vem enquanto no Reino Unido centenas de motoristas bloquearam estradas depois que a gigante do petróleo e do gás BP anunciou que tinha fechado dezenas de postos de gasolina no país devido à escassez de caminhoneiros.

    A Associação de Transporte Rodoviário britânica estimou que o Reino Unido precisa de mais cerca de 100.000 motoristas de veículos pesados licenciados para operar caminhões.

    Mais:

    União Europeia revela plano para reduzir dependência de gás russo
    Reino Unido contesta versão de Bolsonaro de que Johnson buscou acordo emergencial de alimentos
    AUKUS vai 'ajudar Austrália a conter' a China e poderá afetar laços entre Rússia e UE, diz Lavrov
    Zemmour, potencial rival de Macron nas eleições, ocupou espaço de Le Pen, dizem analistas
    Tags:
    Reino Unido, Boris Johnson, combustível, crise, caminhão, reator nuclear
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar