09:28 22 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    1410
    Nos siga no

    A Procuradoria da Coroa do Reino Unido apresentou acusações contra um terceiro suspeito no caso do envenenamento de Yulia e Sergei Skripal, informou hoje (21) a polícia de combate ao terrorismo.

    Trata-se de um homem conhecido pelo nome de Sergei Fedotov.

    Em 2018, Londres afirmava que no incidente teriam estado envolvidos oficiais do GRU, o antigo serviço de inteligência da Rússia: Aleksandr Petrov e Ruslan Boshirov.

    No entanto, depois os suspeitos contaram, em entrevista à editora-chefe da Sputnik e RT, Margarita Simonyan, que eles tinham visitado o Reino Unido como turistas e que não estão ligadas aos serviços secretos.

    Caso Skripal

    Em 4 de março de 2018, na cidade inglesa de Salisbury foram envenenados o ex-oficial da inteligência militar russa Sergei Skripal, anteriormente acusado de traição contra o Estado, e sua filha Yulia. O incidente provocou um escândalo internacional.

    Foto de Ruslan Boshirov e Aleksandr Petrov, acusados por Londres de terem envenenado os Skripal, na estação de trem de Salisbury
    © AP Photo / Polícia Metropolitana
    Foto de Ruslan Boshirov e Aleksandr Petrov, acusados por Londres de terem envenenado os Skripal, na estação de trem de Salisbury

    Em 4 de julho de 2018, a polícia britânica informou sobre um "incidente sério" na cidade de Amesbury, onde duas pessoas "foram afetadas por uma substância desconhecida". Eles foram hospitalizados em estado crítico.

    Mais tarde, a Scotland Yard confirmou que um homem e uma mulher foram envenenados pela mesma substância que os Skripal. O homem sobreviveu, enquanto a mulher faleceu.

    Londres considera que a Rússia estaria envolvida na tentativa de assassinato dos Skripal com o agente nervoso Novichok. Moscou nega categoricamente todas as acusações de seu envolvimento.

    O chanceler russo, Sergei Lavrov, declarou que o caso foi fabricado pelo Reino Unido devido à ausência de provas da culpa da Rússia. Além disso, o Ministério das Relações Exteriores enviou a Londres dezenas de notas diplomáticas propondo a realização de uma investigação conjunta do caso.

    Mais:

    Aliança de defesa entre EUA, Austrália e Reino Unido mina a estabilidade regional, diz Pequim
    Acordo de segurança entre Austrália, EUA e Reino Unido ameaça comércio da China, afirmam analistas
    Reino Unido está 'ativamente recrutando' novos espiões para os enviar à Ásia
    Tags:
    Sergei Skripal, Yulia Skripal, "The Skripal Files", Salisbury, Reino Unido, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar