21:40 23 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    7282
    Nos siga no

    A França cancelou uma celebração conjunta com os EUA do aniversário de uma batalha naval, em protesto contra a perda do acordo bilionário de entrega de submarinos convencionais à Austrália, após Camberra fechar acordo com Washington, segundo uma mídia.

    As celebrações dos 240 anos da Batalha de Chesapeake, em que a frota francesa venceu a Marinha britânica, ajudando os Estados Unidos recém-criados, deveriam ocorrer nesta sexta-feira (17) na embaixada da França em Washington e a bordo de uma fragata francesa em Baltimore.

    Um alto oficial da Marinha da França que chegou a Washington para participar das celebrações retornou a Paris mais cedo, de acordo com o New York Times.

    "O cancelamento das celebrações é uma expressão direta da indignação que os políticos e diplomatas franceses sentem por causa do acordo dos submarinos", conforme a mídia.

    Nesta quarta-feira (15), o presidente dos EUA, Joe Biden, o premiê do Reino Unido, Boris Johnson e o primeiro-ministro da Austrália Scott Morrison anunciaram a formação de uma nova aliança de segurança para o Indo-Pacífico, a AUKUS.

    A Austrália rescindiu o contrato de submarinos de US$ 90 bilhões (R$ 470 bilhões) com a empresa de defesa naval francesa Naval Group no âmbito da aliança AUKUS. O chanceler da França, Jean-Yves Le Drian, criticou a decisão australiana , chamando-a de "facada nas costas".

    Mais:

    EUA colocarão 'aviões de todos os tipos' na Austrália aumentando sua presença militar
    EUA apoiarão Austrália contra pressão da China, afirma secretário de Estado norte-americano
    Aliança militar AUKUS não visa qualquer outro país, diz premiê do Reino Unido
    Tags:
    EUA, Austrália, França, Reino Unido, aliança, acordo, batalha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar