02:06 23 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    4627
    Nos siga no

    O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, declarou que a aliança militar recém-formada AUKUS do Reino Unido, EUA e Austrália não é dirigida contra qualquer outro país.

    O premiê do Reino Unido sublinhou que a aliança não afetará de qualquer maneira a colaboração dos países-parceiros com a OTAN. Além disso, a nova aliança não violará o tratado de não proliferação de armas nucleares.

    "É importante entender que a AUKUS não foi criada com objetivo de ser adversária de qualquer outra potência. Ela apenas reflete a relação próxima que temos com os Estados Unidos e a Austrália", disse Johnson ao ser perguntado como a aliança afetará as relações com a China.

    O premiê britânico afirmou que não tem problema de confiar na Austrália em uma parceria militar deste tipo. "Estamos tão alinhados na política internacional como quaisquer outros dois países do mundo", conforme Johnson.

    Johnson sublinhou que a Austrália, o Reino Unido e os Estados Unidos são agora "parceiros inseparáveis" em um projeto que durará décadas.

    "A revisão integrada da política externa e de defesa detalhou o foco renovado do Reino Unido no Indo-Pacífico, uma região que está se tornando rapidamente o centro geopolítico do mundo, cada vez mais importante para o comércio britânico e, por conseguinte, para os empregos e meios de subsistência britânicos", revelou o premiê.

    Nesta quarta-feira (15), o presidente dos EUA, Joe Biden, o premiê do Reino Unido, Boris Johnson e o primeiro-ministro da Austrália Scott Morrison anunciaram a formação de uma nova aliança de segurança para o Indo-Pacífico, a AUKUS.

    A primeira iniciativa da aliança militar será a criação de submarinos nucleares para a Marinha australiana. Ao mesmo tempo, Camberra rescinde o contrato com a empresa de defesa naval francesa Naval Group para a construção de submarinos convencionais.

    Mais:

    Aliança de defesa entre EUA, Austrália e Reino Unido mina a estabilidade regional, diz Pequim
    Putin: situação na zona da OTSC não só é instável, como apresenta riscos para países da região
    Pentágono promete proteger aliados após Coreia do Norte lançar novo tipo de míssil de longo alcance
    Acordo de segurança entre Austrália, EUA e Reino Unido ameaça comércio da China, afirmam analistas
    Tags:
    Reino Unido, Boris Johnson, aliança militar, EUA, Austrália, Indo-Pacífico
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar