10:39 25 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    0726
    Nos siga no

    Desde 2014, os Estados Unidos já forneceram cerca de US$ 2,5 bilhões (aproximadamente R$ 13 bilhões) em ajuda militar a Kiev, incluindo armas letais.

    O presidente dos EUA, Joe Biden, ordenou nesta sexta-feira (27) que o secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, destinasse até US$ 60 milhões (aproximadamente R$ 312 milhões) em fundos do Pentágono para ajudar a Ucrânia, incluindo bens e serviços de defesa.

    "Delego ao secretário de Estado [...] a alocação de até 60 milhões de dólares em artigos e serviços de defesa do Departamento de Defesa e educação e treinamento militar para prestar assistência à Ucrânia e tomar as decisões exigidas nessa seção para administrar essa redução", lê-se no comunicado divulgado pela Casa Branca.

    Desde 2014, os EUA já forneceram cerca de US$ 2,5 bilhões (R$ 13 bilhões) em ajuda militar a Kiev, incluindo armas letais.

    Exercícios Sea Breeze 2021

    Entre junho e julho, tropas norte-americanas e ucranianas participaram de exercícios militares na cidade ucraniana de Odessa, no mar Negro e contando com a participação de cinco mil soldados, junto com 32 embarcações militares de 32 países.

    Na ocasião, o representante russo na Organização para Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), Aleksandr Lukashevich, declarou que as manobras eram uma "provocação direta" e pediu aos EUA transparência máxima na retirada da Ucrânia das armas modernas utilizadas nos exercícios militares.

    Mais:

    EUA dão à Ucrânia novo pacote de ajuda militar no valor de US$ 150 milhões, diz Pentágono
    Considero 'muro' entre Rússia e Ucrânia uma grande desgraça e tragédia comum, diz Putin
    Rússia apresenta sua 1ª demanda interestatal na Corte Europeia de Direitos Humanos contra Ucrânia
    Em discurso à nação, ex-presidente da Ucrânia diz que país está dependente das relações Rússia-EUA
    Tags:
    Ucrânia, EUA, Rússia, Pentágono, dinheiro, treinamento, ajuda militar, Joe Biden, Antony Blinken
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar