08:48 16 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    0 145
    Nos siga no

    Certas partes de nosso planeta enfrentaram recentemente severas enchentes, com numerosas vítimas e danos materiais, particularmente no Reino Unido, Alemanha, Áustria, Bélgica, Índia, Turquia e Coreia do Norte.

    Algumas áreas de Londres poderiam ficar debaixo d'água até 2030, de acordo com um mapa interativo mostrando as regiões em todo o mundo que correm o risco de ficar inundadas devido ao aumento do nível do mar nas próximas décadas.

    O mapa, criado por um novo software da NASA, mostra a dinâmica de crescimento do nível do mar de 2020 a 2150, dando informações sobre o derretimento das geleiras e as mudanças na circulação das correntes oceânicas.

    De acordo com o mapa, amplas áreas do centro de Londres estão agora sob ameaça de inundações regulares, que deixarão alguns territórios permanentemente submersos.

    Áreas em Londres que correm risco de ficar submersas até 2030, de acordo com o mapa interativo
    © Foto / Climate Central
    Áreas em Londres que correm risco de ficar submersas até 2030, de acordo com o mapa interativo

    O capital do Reino Unido sofreu fortes chuvas na semana passada, que causaram grandes inundações, perturbando o tráfego e o transporte. O desastre foi o terceiro nas semanas recentes.

    Outras regiões da Europa enfrentaram calamidades naturais graves, como inundações e incêndios florestais causados pelas mudanças climáticas, que têm criado ondas de calor sem precedentes e acelerado o derretimento das geleiras.

    Fortes enchentes ocorreram na Europa no mês passado, inclusive na Áustria, Bélgica, Croácia, Alemanha, Luxemburgo, Países Baixos, Suíça e Itália, matando 229 pessoas, com o maior número de vítimas – 184 – ocorrendo na Alemanha.

    Trem passa cruzamento de ferrovia rodeado por água devido a inundação causada pela chuva e degelo, Alemanha, 3 de fevereiro de 2021
    © AP Photo / Michael Probst
    Trem passa cruzamento de ferrovia rodeado por água devido a inundação causada pela chuva e degelo, Alemanha, 3 de fevereiro de 2021

    No início desta semana, a ONU divulgou um novo relatório científico que confirma que as mudanças climáticas que nosso planeta enfrenta são claramente de origem humana, sendo "um fato inequívoco e comprovado".

    As mudanças estão interferindo no equilíbrio natural de todos os ecossistemas, perturbando os padrões pluviométricos, causando anomalias de temperatura e aumentando a frequência de desastres naturais, tais como furacões, enchentes e secas.

    Os especialistas revelaram que a atividade humana é o principal motor das emissões de gases de efeito estufa, devido ao uso de combustíveis fósseis. Todos os governos são instados a tomar medidas para encontrar alternativas à utilização do petróleo e do gás natural.

    Entretanto, há quem continue insistindo que o planeta simplesmente está passando por um ciclo climático de longo prazo causado por alterações na órbita da Terra ou por um aumento da atividade solar.

    Mais:

    Após Reino Unido e Canadá, EUA anunciam novas sanções contra Belarus
    Reino Unido tentou formar coalizão militar para ajudar forças afegãs, afirma ministro britânico
    Testemunhas relatam tiros em cidade no Reino Unido, há 'múltiplas fatalidades'
    Tags:
    Londres, inundação, enchente, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar