16:15 31 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Coronavírus no mundo no início de julho de 2021 (15)
    0 23
    Nos siga no

    O primeiro-ministro do Reino Unido confirmou que o governo pretende acabar com as medidas restritivas em 19 de julho, mas frisa que a decisão final será tomada na próxima semana.

    O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anunciou nesta segunda-feira (5) o plano para acabar com as restrições sociais e econômicas devido à pandemia do novo coronavírus, incluindo a remoção das leis sobre distanciamento social, uso de máscaras e o lockdown em 19 de julho.

    "Devemos ser honestos com nós mesmos: se não podemos reabrir nossa sociedade nas próximas semanas, quando seremos ajudados pela chegada do verão [no Hemisfério Norte] e pelas férias escolares, então devemos nos perguntar quando poderemos voltar a normal?", afirmou Johnson em entrevista coletiva, citado pela agência Reuters.

    O primeiro-ministro do Reino Unido confirmou que o governo pretende acabar com as medidas restritivas em 19 de julho, mas que a decisão final será tomada na próxima semana.

    Londrinos se reúnem em bar a céu aberto, conforme restrições rígidas contra a COVID-19 começam a ser retiradas, Londres, Reino Unido, 12 de abril de 2021
    © REUTERS / Dylan Martinez
    Londrinos se reúnem em bar a céu aberto, conforme restrições rígidas contra a COVID-19 começam a ser retiradas, Londres, Reino Unido, 12 de abril de 2021

    Johnson destaca que ocorreu um rompimento do elo entre casos e mortes e que essa separação se deve ao sucesso do programa de vacinação que, até o momento, já aplicou ao menos uma dose em 66,7% dos britânicos, enquanto quase metade da população recebeu as duas doses. 

    "Queríamos um pouco mais de tempo para ver as evidências de que nossas vacinas ajudaram a quebrar a ligação entre doença e morte [...]. Está cada vez mais claro que essas vacinas são realmente bem-sucedidas, a maioria das pessoas admitidas no hospital [agora são] não vacinadas", acrescentou o primeiro-ministro.

    O Reino Unido registra o sétimo maior número de mortes globais por COVID-19, com mais de 128 mil óbitos desde o início da pandemia.

    Tema:
    Coronavírus no mundo no início de julho de 2021 (15)

    Mais:

    'É um fato': presidente Bolsonaro prevaricou, diz presidente da CPI da Covid
    CPI da Covid vai votar quebra de sigilo dos deputados federais Luis Miranda e Ricardo Barros
    Sintomas diferentes? Infectologista russo revela características da COVID-19 em pessoas vacinadas
    COVID-19: Anvisa propõe suspender vacinação de grávidas com imunizantes da Janssen e da AstraZeneca
    Tags:
    pandemia, novo coronavírus, COVID-19, Boris Johnson, restrições, Reino Unido, vacinação, vacina, vacina, máscara
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar