12:54 04 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    657
    Nos siga no

    Os EUA e a União Europeia (UE) conseguiram chegar a um acordo para colocar fim a uma disputa de 16 anos sobre subsídios para fabricantes de aeronaves das montadoras Boeing e Airbus.

    As tarifas serão, deste modo, suspensas por cinco anos, segundo informou Katherine Tai, representante do Comércio dos EUA, nesta terça-feira (15).

    "O presidente [dos EUA, Joe Biden] foi claro que seu objetivo é demonstrar a capacidade das democracias tanto para enfrentar desafios como para conter ameaças desta época moderna. E ele também foi claro que quer mostrar que os EUA podem liderar as democracias do mundo em uma política exterior para a classe média. O anúncio de hoje que os EUA e a UE chegaram a um acordo de cinco anos na disputa de 16 anos entre a Boeing e a Airbus prova exatamente isso", disse Tai em uma coletiva de imprensa.

    "Primeiramente, suspendemos as tarifas entre os EUA e a UE autorizadas pela OMC [Organização Mundial do Comércio] que estão relacionadas com esta disputa por um total de cinco anos, enquanto os EUA mantêm sua flexibilidade [...] Estas tarifas permanecerão suspensas enquanto o apoio da UE à Airbus for consistente com os termos deste acordo", explicou a representante.

    Tai sublinha que o acordo simboliza um "progresso significativo" para colocar um fim à disputa de cerca de 16 anos entre os dois atores aliados.

    De igual modo, a representante do Comércio dos EUA também denota que os EUA e a UE estão "finalmente agindo juntos contra uma ameaça comum. Concordamos em trabalhar juntos para desafiar e combater as práticas não comerciais da China neste setor de maneiras específicas que refletem nossos padrões de concorrência justa. Isso inclui nossa colaboração em investimentos internos e externos e transferência de tecnologia".

    Com tal assunto resolvido, Biden conseguiu acalmar um dos principais pontos de tensão nas relações transatlânticas, em um momento em que Washington busca apoio de seus aliados europeus para conter Moscou e que Biden se prepara para se encontrar em Genebra com seu homólogo russo, Vladimir Putin, nesta quarta-feira (16), aponta The Washinton Post.

    Mais:

    Boeing anuncia atraso de 1 ano de aviões 747-8 e divulga que custos foram acrescidos
    Em busca de independência mineira da China: especialistas avisam sobre consequências para EUA e UE
    Realizados testes de modelo aerodinâmico do 'rival' russo-chinês de Boeing e Airbus (FOTOS)
    Tags:
    EUA, UE, Airbus, Boeing, disputa, acordo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar