00:22 19 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    62128
    Nos siga no

    Uma fábrica de produção de óleo de girassol na região de Plovdiv, no sul da Bulgária, se tornou por engano local de exercícios de tropas da OTAN.

    O incidente foi parte da manobra Swift Response 21, em que estiveram envolvidas forças americanas, italianas e búlgaras. O exercício em questão envolvia o desembarque de tropas estrangeiras em um campo de aviação abandonado, e por azar a fábrica afetada ficava ao lado do aeródromo escolhido.

    De acordo com a emissora NOVA, às 13h30 (07h30, no horário de Brasília) do dia 11 de maio um grupo de soldados armados com metralhadoras e fuzis de assalto pulou a cerca da fábrica e entrou na oficina. Assustados, os funcionários do estabelecimento contaram que os militares ordenaram que eles se sentassem. O incidente foi registrado por câmeras de segurança.

    Os trabalhadores alertaram o dono da fábrica, Marin Dimitrov, para o incidente, pelo que o último se dirigiu ao aeroporto militar exigindo explicações.

    O proprietário e os trabalhadores da fábrica tencionam processar todos os responsáveis pelo exercício. Seu advogado afirmou que as ações dos militares podem ser classificadas como intrusão e ameaça de morte, "já que há ações indiscutíveis realizadas dessa forma com arma de fogo de cano longo contra civis".

    Por sua vez, o Departamento de Defesa dos EUA assegurou que uma investigação interna ao caso será conduzida.

    Mais:

    Bulgária suspeita que russos estejam envolvidos nas explosões em depósitos militares
    Relatório diz que França se opõe à ideia de mais financiamento conjunto para OTAN
    MRE da Bulgária declara diplomata russo persona non grata
    Tags:
    Segurança, erro, exercícios, OTAN, Bulgária
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar