19:00 21 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Mundo em meio à pandemia da COVID-19 no fim de maio de 2021 (61)
    0 114
    Nos siga no

    Comissário europeu da Justiça anunciou que União Europeia terá três tipos de certificados do coronavírus a partir do dia 1º de julho, permitindo as viagens entre países sem necessidade de quarentena.

    A partir de 1º de julho, na União Europeia (UE) estarão disponíveis três tipos de certificados COVID-19, confirmando a vacinação, recuperação ou um teste negativo, de acordo com anúncio do comissário europeu da Justiça, Didier Reynders, nesta sexta-feira (21).

    "A partir de 1º de julho, estarão disponíveis três tipos de certificados: um certificado de vacinação, um certificado de teste negativo e um certificado de recuperação. Todos eles serão gratuitos para todos os cidadãos da UE, e será possível tê-los em formato digital em um dispositivo digital, ou impressos em papel, se quiser", explicou Reynders.

    Sobre os custos do teste exigido, "a comissão também mobilizará um adicional de 100 milhões de euros [cerca de R$ 646 milhões] para apoiar os Estados-membros a fornecer testes acessíveis", adicionou Reynders em uma entrevista coletiva.

    UE disposta a doar vacinas

    A UE anunciou também nesta sexta-feira (21) que pretende doar pelo menos 100 milhões de doses de vacinas contra o coronavírus para países de baixa e média renda até o final do ano, de acordo com a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

    Dirigindo-se à Cúpula Global de Saúde que está decorrendo hoje (21) em Roma, na Itália, a presidente da Comissão Europeia disse que é essencial que as vacinas para a COVID-19 sejam disponibilizadas em todo o mundo, anunciando uma promessa ambiciosa de doação.

    "Nesse contexto, a Team Europe pretende doar pelo menos 100 milhões de doses para países de baixa e média renda até o final de 2021", destacou von der Leyen.

    A Team Europe reúne a União Europeia e seus Estados-membros e é um dos principais colaboradores da COVAX, um programa criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) junto a entidades filantrópicas para fomentar a distribuição de vacinas para a COVID-19 e garantir que países de baixa renda as possam obtê-las.

    Tema:
    Mundo em meio à pandemia da COVID-19 no fim de maio de 2021 (61)

    Mais:

    União Europeia está tomando 'medidas urgentes' para desacreditar a Sputnik V, diz inteligência russa
    União Europeia pretende enviar ajuda à Índia para deter avanço recorde da COVID-19 no país
    Agência reguladora da União Europeia avalia aprovação da CoronaVac
    Tags:
    certificado, União Europeia, COVAX Facility, novo coronavírus, COVID-19, vacina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar